Olá,

Visitante

Piaba, uma arma secreta contra o Aedes aegypti e suas arboviroses: experiência do SUS de Esperança

Leitura: < 1 minuto
A imagem retrata a pesca das piabas como estratégia de combate à dengue / Foto: Juarez Fernandes de Souza, idealizador da experiência na cidade de Esperança (PB)

É do Sistema Único de Saúde (SUS) de Esperança, na Paraíba, que surge a ideia, em 2017, de uso das piabas em reservatório, caixas d’ agua e, principalmente, cisterna para o controle do Aedes aegypti e suas arboviroses (dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana). O projeto encontra base no fato de esta espécie de peixe alimentar-se de larvas do mosquito, não permitindo os ovos eclodirem.

O trabalho de distribuição das piabas, peixe encontrado em rios, cachoeiras, barragens e locais de água doce, é realizado pelos agentes de combate a endemias (ACE), e a pescaria é feita pela equipe da Vigilância Ambiental de Esperança na Barragem de Camará. Ganha visibilidade, apoio e adesão em eventos públicos promovidos pela própria Vigilância Ambiental e a Secretaria Municipal de Saúde.

O uso de piabas no controle biológico do Aedes aegypti, experiência que integra o banco de práticas da Plataforma IdeiaSUS Fiocruz, é destaque do Especial Dengue, que traz mais de 90 práticas sobre o combate ao Aedes aegypti e suas arboviroses, em meio a mais de 3 mil experiências de saúde do SUS.

Se você tem uma experiência para compartilhar, venha fazer parte do banco de práticas da Plataforma IdeiaSUS Fiocruz. Faça seu registro, criando senha e login, e preencha os campos indicados. Em seguida, a equipe IdeiaSUS avaliará o conteúdo para a publicação e você receberá informes sobre o andamento deste processo.

Gostou? Compartilhe clicando abaixo

Palavras-chave

Você pode se interessar também