Olá,

Visitante

PROGRAMA SAÚDE COM AGENTE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE A PRECEPTORIA NO MUNICÍPIO DE PIRAÍ

O Programa Saúde com Agente, Curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde e Curso Técnico em Vigilância em Saúde, com ênfase no combate às endemias, para profissionais vinculados ao SUS que já desempenham funções de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, respectivamente, foi instituído pelo Ministério da Saúde por meio da Portaria MS n° 3241/2020, com a finalidade de qualificar o SUS, por meio dos ACS e ACE, profissionais fundamentais na Atenção Primária à Saúde e na Vigilância em Saúde para garantir o acesso, a equidade, e a atenção em saúde.
O Curso previa em seu edital, a formação por meio de metodologia híbrida, com a presença de tutores e preceptores, que incluía atividades pedagógicas online e assíncronas (no Ambiente Virtual de Aprendizagem) e atividades presenciais nas Unidades de Saúde. Ao todo, contou com 26 disciplinas: 10 teóricas e 16 teórico-práticas, com duração de dez meses (agosto/2022 a junho/2023). Foi ofertado Curso de Extensão para tutores e preceptores objetivando a formação continuada.
Piraí é um município da região Médio Paraíba do estado do Rio de Janeiro, com uma população de cerca de 28.000 habitantes (IBGE, 2022) e conta com a cobertura de 100% da Estratégia de Saúde da Família no município e possui dez unidades de atenção primária à saúde em todo território. Para participar do referido Curso, foram selecionados dezesseis alunos e um preceptor.

Objetivos:
● Relatar a experiência da preceptoria do Programa Saúde com Agente no município de Piraí;
● Qualificar o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Agente de Combate às Endemias, por meio da formação;
● Incentivar a formação dos demais profissionais do SUS para qualificar a oferta de serviços.

Metodologia:
Trata-se de um relato de experiência da preceptoria do Programa Saúde com Agente no município de Piraí.
O Curso possuiu metodologia de aprendizagem híbrida: os estudantes são acompanhados por um tutor que conduzem as atividades pedagógicas no Ambiente Virtual de Aprendizagem, enquanto os preceptores conduzem as atividades presenciais no campo de atuação dos estudantes/trabalhadores, ou seja, nas Unidades de Saúde do município. Tais atividades são vinculadas às disciplinas do Curso e dialogam entre si.
A preceptoria é comumente utilizada no campo da saúde, designada ao acompanhamento de estudantes (em geral, graduandos e residentes uniprofissionais ou multiprofissionais).
Para desempenhar suas funções enquanto facilitador do aprendizado faz-se necessário que o preceptor também esteja em formação continuada. No Programa Saúde com Agente, foi ofertado um curso de extensão objetivando qualificar a atuação do preceptor, acompanhamento das atividades de preceptoria por meio da supervisão em reuniões online por plataforma oficial do Curso, registros de atividades e envio de relatórios.

É comum identificarmos no cotidiano de trabalho profissionais que não se reconhecem como parte do processo de trabalho, ou que estão desestimulados ou executando suas funções de forma mecânica, sem refletir sobre suas práticas. A preceptoria em saúde é uma estratégia de educação em saúde que possibilita estimular a troca de saberes, a reflexão e o o reconhecimento do próprio fazer profissional.

Todos os profissionais ACS e ACE de Piraí foram estimulados a participar do curso, no entanto, apenas 16 profissionais, todos ACS, foram selecionados para esta primeira turma. O município contou com a participação de uma preceptora com formação em Serviço Social, vinculada à APS.
O preceptor é o elo entre as instituições de ensino e o campo de trabalho. É um profissional fundamental nas formações técnicas, e tem a função de facilitar o aprendizado e assim contribuir não somente com aqueles que estão em formação, mas com toda a equipe.
É importante ressaltar que durante todo o processo de formação, os estudantes tiveram oportunidade de conhecer os indicadores em saúde (PREVINE BRASIL) que qualificam o processo de trabalho e a atenção em saúde. Assim, foi possível discutir e desvelar o que os indicadores traduzem no cotidiano da APS. Um bom exemplo foi quando discutirmos a atenção à Saúde da Criança, os indicadores de vacinação em crianças menores de dois anos. Foi possível estimular que os estudantes voltassem sua atenção aos usuários que acompanham e compreendessem a importância da vacinação e da busca ativa como estratégia. Como plano os alunos realizaram uma atividade de educação em saúde com outros ACS sobre a importância de orientar adequadamente a população.
Desta forma, a preceptoria cumpre seu papel quando apoia que o estudante faça a conexão entre a teoria e a prática e quando estimula o olhar atento ao seu território de atuação e a reflexão do seu cotidiano de trabalho.

Durante o processo de formação do Curso Saúde com Agente, a preceptoria mostrou-se uma estratégia fundamental de apoio e acompanhamento aos alunos/profissionais em formação. O estímulo à reflexão do processo de trabalho, a voltar o olhar pra si, para o seu território de atuação e seu município tem a chance de proporcionar uma atenção à saúde de forma singular, que compreenda as demandas, potencialidades e fragilidades daquela população, tornando o processo de produção de saúde mais próximo a quem se destina.
É importante ressaltar que o próprio preceptor também tem a oportunidade de qualificar sua atuação profissional, desde que esteja disponível para as trocas, para colocar o seu próprio trabalho em questão, na medida em que vai aprendendo com o que os alunos também tem a ensinar.
Foi notória a ampliação do olhar cuidadoso dos alunos para sua atuação profissional, para o seu território e a disponibilidade para aprender e fazer diferença na vida de cada um dos seus usuários.
É importante que novas turmas do Curso Saúde com Agente sejam promovidas pelo Ministério da Saúde e que todos os profissionais sejam contemplados com esta formação.

Principal

Marcela Magalhães Ferreira de Castro Monteiro

marcelammonteiro@yahoo.com.br

Assistente Social

Coautores

Marcela Magalhães Ferreira de Castro Monteiro Andrea Sabino Filgueiras Abranches Julliana Leandro Manoela das Dores Marques Vera Lucia Rodrigues

A prática foi aplicada em

Piraí

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Moacir Barbosa 73 - centro - Piraí

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Marcela Magalhães Ferreira de Castro Monteiro

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

01 abr 2024

e atualizada em

01 abr 2024

Início da Execução

23/08/2022

Fim da Execução

17/06/2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Saúde com o agente : uma formação sem ponto final.
Paraíba
Práticas
Educação e promoção de saúde às gestantes de um município no sertão paraibano
Paraíba
Práticas
Café terapêutico: um espaço de reflexão sobre saúde mental para os servidores de Umbuzeiro Paraíba
Paraíba
Práticas
No caminho da formação: o olhar sensível para intervenção no cenário do Consultório na Rua
Paraíba
Práticas
Programa saúde rural – promovendo ações e serviços de saúde para populações de áreas rurais
Paraíba
Práticas
MATERNIDADE CONSCIENTE: CONHECIMENTO INTEGRAL ÀS GESTANTES DO MUNICÍPIO DE QUEIMADAS-PB
Paraíba