Olá,

Visitante

O MATRICIAMENTO DE DANT NO COMBATE A DENGUE NO MUNICÍPIO DE VOLTA REDONDA.

A Dengue é uma doença viral transmitida por mosquitos que nos últimos anos vem se espalhando por todas as regiões do Brasil. Até 8 de março de 2024, em Volta Redonda haviam sido notificados 2062 casos suspeitos de Dengue no município. Apesar de não apresentar uma alta letalidade, sabe-se que pacientes com doenças crônicas, como Diabetes e Hipertensão arterial, idosos acima de 65 anos, lactentes, crianças abaixo de 2 anos e gestantes encontram-se no grupo de desenvolver a forma mais grave de Dengue. A falta de manejo adequado entre os grupos pode levar ao aparecimento das formas graves da doença ou evoluir para desfechos desfavoráveis. Baseado nessa problemática, a equipe de matriciamento de Cardiologia e endocrinologia escreveu um fluxograma próprio para a condução de Dengue nos grupos com comorbidades.
A presente experiencia tem como objetivo descrever a atuação da equipe de matriciamento em cardiologia e endocrinologia no auxílio para o manejo adequado de Dengue em pacientes cardiopatas e endocrinopatas.

Com a crescente de casos nas unidades de saúde de família no município de Volta Redonda, a equipe de matriciamento de doenças crônicas, se reuniu para avaliar quais eram os nós críticos no atendimento a pacientes com doenças cardíacas, vasculares e endocrinológicas. Fez-se um levantamento de pontos como: quando suspender anticoagulantes, como realizar a hidratação venosa de pacientes com insuficiência cardíaca, como realizar o controle de hiperglicemia. Decidiu-se então realizar a escrita de um protocolo adequada a realidade municipal a partir das principais dificuldades do manejo. Com o protocolo em mãos a equipe se colocou em um round dentro dos polos de hidratação para a dengue no município.

Como resultado observado, houve uma redução dos encaminhamentos aos serviços de urgência e emergência do município com um melhor manejo do paciente dentro da APS, garantido uma maior fidelização do paciente a sua unidade de origem. A permanência do usuário dentre da APS, há uma maior organização do cuidado do paciente no território onde o paciente está inserido. Houve ainda a publicação de um protocolo municipal no manejo da hiperglicemia e manejo de dengue em cardiopatas, empoderando a atenção primária no cuidado mais especializado e resolutivo ao paciente.

Entende-se que o sucesso na batalha contra a Dengue é a educação ambiental e uma vez que o diagnóstico previamente estabelecido, o correto manejo da doença evita as formas graves e os desfechos desfavoráveis. O correto manejo dessas condições na APS evita a sobrecarga dos hospitais possibilitando o acesso dos pacientes graves aos serviços de emergência O correto manejo da Dengue na APS, favorece um cuidado territorial, articula melhor as ações regionais no combate ao vetor da doença e evita a progressão de formas graves da doença. O matriciamento é uma maneira fácil e de baixo custo para o empoderamento e melhoria do atendimento ao paciente com arbovirose.

Principal

Tássio Huguenin

tassioaps@gmail.com

Coautores

Vanessa de Lima Huguenin Mariana Carvalho Barbosa Larcher Márcia Laureano Priscila Ribeiro Novais Sofia Reis Silva Albanéa Baylão Trevisan Stella Maris Gomes de Amorim Elisangela Lira Bonifácio

A prática foi aplicada em

Volta Redonda

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua São João Batista, 35 - Niterói

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Tássio

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

31 mar 2024

e atualizada em

31 mar 2024

Início da Execução

01/02/2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Prova de função pulmonar: intervenção precoce na saúde dos trabalhadores do campo em Queimadas (PB)
Paraíba
Práticas
Impactos da intersetorialidade na cobertura de citopatológico no Previne Brasil em Queimadas (PB)
Paraíba
Práticas
O Programa de Educação para o Trabalho no contexto do Consultório na Rua de Campina Grande (PB)
Paraíba
Práticas
Cuidado compartilhado à pessoa idosa no município de Queimadas (PB)
Paraíba
Práticas
Cuité vacina: desenvolvimento de atividades de vacinação de alta qualidade.
Paraíba
Práticas
O curso de atualização em APS e a produção de uma cartilha para o enfrentamento do tabagismo
Paraíba
Práticas
Acesso ao disposivo intrauterino na atenção primária: garantia dos direitos sexuais e reprodutivos
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas: a experiência da mediação em um curso de atualização em APS
Paraíba