Olá,

Visitante

Mobilização social na campanha 10 minutos contra a dengue e chikungunya em Manaquiri

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Combater e prevenir a Dengue e o Chikungunya, envolvendo a população e os setores públicos e privados de Manaquiri no combate e prevenção do Aedes aegypti.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: Durante o planejamento das ações, a Secretaria Municipal de Saúde de Manaquiri em parceria com as Secretarias de Educação, Meio Ambiente, Assistência Social, Infraestrutura e Obras adquiriram brindes, objetivando premiar o quintal e/ou terreno mais limpo de cada bairro do município, incentivando os moradores a sempre manterem seus quintais limpos, evitando com que o mosquito transmissor da Dengue e Chikungunya (Aedes Aegypti) se reproduzam no município – colocando a saúde das pessoas em risco – as residências com quintais mais limpos e sem lixos de cada bairro, participariam de um sorteio e a que fosse sorteada ganharia um prêmio.As ações desenvolvidas pelas equipes da Estratégia Saúde da Família e a Coordenação Municipal de Vigilância em Saúde durante a mobilização social realizaram palestras nas escolas municipais e estaduais, bem como em departamentos da Administração Pública, com o Tema: 10 minutos Contra a Dengue e Chikungunya. Foram explanadas as formas de combates ao vetor transmissor e os sinais e sintomas que os agravos ocasionam e ao mesmo tempo ponderavam sobre a importância da mobilização social referente a campanha de saúde.As atividades de Visitas Domiciliares realizadas pelos Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde, tiveram o intuito de orientação de promoção e prevenção ao combate à Dengue, sendo intensificada com o alerta da “entrada” de um novo agravo em nossa região, a SEMSA Manaquiri introduziu ações em saúde para os munícipes referente ao Chikungunya, inspecionando os imóveis e promovendo a educação em saúde, orientando os moradores sobre a gravidade das doenças causadas pelo Aedes aegypti e de outras doenças epidemiológicas, por isso, tem-se a importância de manter os quintais limpos para evitar que o vetor do mosquito transmissor se desenvolva.As ações de educação em saúde referente campanha foram realizadas entre os dias 10 a 17/11/2014, no dia 17/11/2014 deu-se início a mobilização social com todos os participantes se deslocando pelas ruas da cidade com o carro de som informando sobre a importância da ação, faixas e cartaz sendo conduzidas pelos membros da equipe de saúde, de educação e pelo os munícipes de Manaquiri, onde participaram crianças, jovens, adultos e idosos de todas as etnias e classes socais, para mostrar a todos a importância de combater a dengue e Chikungunya com apenas 10 minutos por semana. Vale ressaltar que a Coordenação do Combate e Prevenção da Dengue Estadual – FVS, disponibilizou uma Faixa e um Banner referente à Campanha, e os Cartazes e entre outras formas de participar da Mobilização e Caminhada, foram confeccionados pelos alunos das escolas e pela própria população, com a orientação da SEMSA Manaquiri.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLET

A Vigilância em Saúde / Secretaria Municipal de Saúde em parceria com as Secretarias de Educação, infra-estrutura, Assistência Social e Meio Ambiente, bem como a população local promoveram entre os dias 10 à 17 de Novembro de 2014, a “mobilização social na campanha 10 minutos contra Dengue e Chikungunya”, no município de Manaquiri, tendo como foco a promoção, prevenção e o combate ao vetor do Aedes aegypti. Os frutos da parceria foram à realização de um mutirão de limpeza das vias públicas (realizada pelas equipes intersetoriais do município) e domicílios (realizada pelos moradores).O objetivo da mobilização social é sensibilizar os gestores e organizações sociais para a importância da efetiva participação da comunidade para a prevenção e combate da Dengue e Chikungunya, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população, além de possibilitar maior efetividade do resultado, transparência das ações e melhor controle social. Por intermédio de ações permanentes de educação em saúde, utilizando métodos e processos participativo, com o apoio intersetorial e a interação da comunidade na elaboração, implementação e realização do processo de trabalho para combater e prevenir o vetor Aedes aegypti.

Durante a intensificação campanha, os moradores podiam deixar seus lixos e entulhos em frente as suas residências que em seguida, o caminhão de lixo iria realizar a coleta dos lixos três vezes ao dia, mantendo constantemente a limpeza das ruas.Os impactos da mobilização Social e da Campanha foram notórios a partir das atividades desenvolvidas, a população passou a se sensibilizar e entender a Dengue e a Chikungunya como uma doença de relevância morbi-mortalidade e que a melhor maneira de evitá-la, é se prevenindo por meio de prevenção da Higiene Individual, Coletiva e Ambiental, mantendo seus quintais limpos e sem lixo, ou qualquer outro tipo de recipiente que acumule água parada, permitindo desse modo que, os mosquitos se reproduzam colocando toda população em risco.Com o exercício das atividades “extra muro” das escolas de Manaquiri, os gestores das escolas incluíram a campanha do dia “D” da Dengue na agenda escolar, no qual são realizadas a intensificação das ações referente a campanha por um período de 7 dias. Houve a participação dos alunos com a supervisão dos professores durante as visitas domiciliares de saúde realizadas pelos agentes de Endemias e Agentes Comunitários de Saúde, desse modo, os estudantes se sensibilizaram quanto a importância de combater e prevenir a Dengue e Chikungunya, uma vez que os mesmo conheceram o processo de trabalho realizados pelos profissionais de saúde, e promoveram a ação de coleta dos lixos despejados em vias públicas, como garrafas de plástico e de vidro, latas de alumínio, pneus, sacolas plásticas, cascas de bombom e entre outras. Os EPI’s utilizados na coleta de lixo em vias públicas foram disponibilizadas pela Unidade Hospitalar, Secretaria Municipal de Saúde e a de Infraestrutura e Obras.O Combate e a Prevenção da Dengue e da Febre Chikungunya, ambos causados pelo vetor Aedes aegypti, perpassa para além das ações institucionais e de gestão, necessita da participação integral da sociedade, onde a população deve ser inserida não somente nas ações de combate e prevenção do Aedes, mas sim em todas as atividades no que se diz respeito a saúde, educação e socialização.

Principal

Társis Héber Mendonça de Oliveira

A prática foi aplicada em

Manaquiri

Amazonas

Norte

Esta prática está vinculada a

RUA 31 DE JANEIRO, S/N, QUADRA 07, BAIRRO AJURICABA.

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Társis Héber Mendonça de Oliveira

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 dez 2020

e atualizada em

03 jun 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto social de controle populacional de cães e gatos como função de vigilância em saúde pública
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
Controle das arboviroses no município de Brejo do Cruz – PB
Paraíba
Práticas
O Alcance dos indicadores da imunizaçâo do programa de qualificaçâo das ações de vigilância em saúde
Paraíba
Práticas
Acolhimento e seguimento intersetorial às crianças e adolescentes vítimas de violências
Paraíba