Olá,

Visitante

Educação em saúde: Forma de prevenção a dengue dentro do âmbito do Programa Saúde na Escola (PSE) no Município de Piraí

Segundo Secretaria Municipal de Saúde do estado do Rio de Janeiro, A transmissão da dengue no Brasil teve início na década de 1980 e desde sua introdução vem ocorrendo de forma continuada, intercalando-se com epidemias.
Considerando o aumento do número de casos de dengue em grande parte do município de Piraí e observando que através das visitas domiciliares realizadas pela equipe central da vigilância ambiental nos territórios e municípios foi encontrado em sua maioria das imóveis visitados aumento de focos de dengue e acúmulos de lixos e entulhos.
Piraí é um município do estado do Rio de Janeiro, localizado da região médio Paraíba e possui atualmente segundo dados do IBGE de 2019, cerca de 29.277 habitante.
A partir disso foi visto a necessidade de se abordar de forma educativa e constante a importância de eliminação de possíveis focos dentro do domicílio e sobre a importância da constância da limpeza e não realização de acúmulos de lixo e ou utensílios.
A partir dos dados da vigilância epidemiológica do munícipio é possível observar como o número de casos de dengue aumentou consideravelmente entre os meses de janeiro, fevereiro e março, como é mostrado no gráfico abaixo demonstrando número de notificados, pacientes testados e casos confirmados.
O Programa Saúde na Escola (PSE), política intersetorial da Saúde e da Educação, foi instituído em 2007.PSE implica mais do que ofertas de serviços num mesmo território, pois deve propiciar a sustentabilidade das ações a partir da conformação de redes de corresponsabilidade de saúde.

Objetivos:

1. Fortalecimento do PSE como âmbito educativo e de ações de saúde
2. Replicação do tema sobre a dengue conscientizando os alunos e a população do território
3. Reforçar a importância de olhar para dentro do próprio domicílio avaliando possíveis focos de dengue contribuindo na diminuição de possíveis casos de dengue.
4. Estimular em ações de intervenção para erradicação da proliferação dos casos de dengue nos territórios.

As ações tiveram seu início nos territórios de maior vulnerabilidade e com o gradativo aumento de casos e notificações por dengue conforme descrito no gráfico abaixo que foram inicialmente nos bairros do Centro, Casa Amarela, Arrozal e Cacaria.
No primeiro momento foi realizada uma reunião intersetorial com a secretaria municipal de educação para discussão e prioridade das ações sobre prevenção da dengue nas escolas.
Durante esta reunião foi construído um calendário das ações da dengue conforme disponibilidade das escolas e organização da equipe do PSE nos territórios para realização da atividade.
A atividade foi feita nos meses de fevereiro e março de 2024 de forma educativa e de acordo com a faixa etária e entendimento dos alunos o chek list que orienta sobre a vistoria no ambiente para detecção de focos de dengue, os “10 minutos contra a dengue”, Estimulando o conhecimento sobre o tema e contribuindo para replicação nas famílias.

Uma das estratégias educativas de se multiplicar uma informação é através das crianças, pois com eles percebemos o quanto as informações aprendidas no ambiente escolar tem resultado significativo. Com isso iniciamos ações educativas de prevenção e eliminação de criadouros e focos de dengue nos territórios.

Desde primeira unidade escolar já se percebeu como o tema discutido foi de grande valia, pois tanto os alunos como os profissionais se interessaram pelo assunto fazendo perguntas e refletindo sobre a realização de se fazer a inspeção dentro da própria casa como forma efetiva de prevenção de focos e possíveis casos de dengue e outras arboviroses.

As ações educativas em saúde possuem seus desafios ao longo de sua trajetória de se no âmbito dos sérvios de saúde, porém dentro do âmbito do PSE concluímos o quão válido e importante se faz necessário esgotar todas as possibilidades estra muro para se agir dentro da unidade escolar como ferramenta potente de consciência, aprendizado e replicação de ações poderosas que geram impacto positivo para os jovens e crianças na prevenção da dengue como para todos do seu território de forma a futuramente impactar na erradicação e ou diminuição dos casos da doença.

Principal

Manoela das Dores Marques da Silva

manuenf24@gmail.com

Enfermeira

Coautores

Manoela das Dores Marques da Silva

A prática foi aplicada em

Piraí

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Moacyr Barbosa nº 73 - Centro - Piraí

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Manoela das Dores Marques da Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

31 mar 2024

e atualizada em

31 mar 2024

Início da Execução

13/02/2024

Fim da Execução

15/03/2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
projeto interagir sorrindo
Rio de Janeiro
Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba
Práticas
Dengue: uma abordagem além do combate ao vetor nos centros de educação infantil
Rio de Janeiro
Práticas
Imunização na Zona Rural, em áreas de difícil acesso: Projeto Vacina Volante
Maranhão
Práticas
A importância da equipe multidisciplinar no tratamento e no cotidiano dos pacientes com Fibromialgia de Itatiaia-RJ
Rio de Janeiro