Olá,

Visitante

Dengue: uma abordagem além do combate ao vetor nos centros de educação infantil

APRESENTAÇÃO:
A dengue é uma doença viral, febril e aguda, sendo a arbovirose urbana mais prevalente nas Américas, incluindo o Brasil, onde as condições climáticas e ambientais favorecem o desenvolvimento e a proliferação dos vetores Aedes aegypti e Aedes albopictus. Para que a doença ocorra são necessários três componentes, o vírus, o vetor e a pessoa susceptível. O Programa Saúde na Escola (PSE) tem estabelecido ações de combate ao Aedes como temática relevante a ser trabalhada no contexto das escolas brasileiras, entretanto no biênio de 2023-2024 foi estabelecida pelo Ministério da Saúde a temática da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil como prioridade. Em virtude da epidemia de dengue que está ocorrendo no Brasil, houve a necessidade de produzir um recurso audiovisual para abordar a dengue nos Centros de Educação Infantil (CEI) em que o foco não fosse apenas voltado para as estratégias de combate ao vetor, mas também voltado para a importância da alimentação saudável para fortalecer a imunidade e melhorar a qualidade de vida dos escolares. Tendo em vista que os profissionais que atuam no PSE já estavam trabalhando a temática da alimentação saudável nas escolas. O vídeo foi produzido por uma Enfermeira do Programa Saúde na Escola do Município de Petrópolis-RJ no mês de março de 2024, tendo como população alvo crianças até 6 anos de idade.
OBJETIVOS:
Desenvolver um vídeo como recurso didático para que profissionais da saúde e da educação pudessem abordar a dengue nos Centros de Educação Infantil.
Facilitar, por meio deste recurso, que profissionais da saúde e da educação transmitam a importância da prevenção da dengue, assim como a adoção de uma alimentação mais saudável possível.

Em fevereiro de 2024, a equipe do PSE foi convidada a participar do Comitê de Arboviroses da Prefeitura Municipal de Petrópolis, devido ao aumento do número de casos de dengue. Dentre outras ações, foi proposta pelo PSE a elaboração de materiais educativos para prevenção da dengue nas escolas, de forma que os profissionais da saúde e da educação pudessem trabalhar a temática com mais segurança. Diante deste contexto, surgiu a necessidade de construir um recurso audiovisual para facilitar o entendimento das crianças sobre a dengue nos Centros de Educação Infantil da rede pública de ensino do município.
Em um primeiro momento, foi criada a história de uma personagem chamada Dona Mosquita, que precisava de sangue para se alimentar e produzir mais mosquitinhos. As ilustrações foram feitas e animadas de acordo com o briefing proposto por meio do programa Procreat por uma profissional em design e comunicação visual. A mesma narrou a história em áudio, inseriu legendas em português e finalizou o arquivo no programa CapCut. Em um segundo momento, o vídeo foi encaminhado para aprovação pela Assessoria de Comunicação do Município de Petrópolis (ASCOM) e em seguida foi enviado para a Secretaria de Educação distribuir aos CEI. O vídeo também foi disponibilizado para as equipes das Estratégias da Saúde da Família que atuam nos CEI dentro dos seus territórios.

O vídeo foi desenvolvido com êxito e obteve aprovação pela ASCOM em tempo hábil para ser utilizado pelos profissionais da saúde e da educação durante a epidemia de dengue. Por meio deste recurso foi possível divulgar para as crianças a importância de não acumular lixo para que não tenha locais com água parada e possíveis criadouros do mosquito, como também, enfatizar a importância de ter uma alimentação saudável para fortalecer a imunidade contra as doenças virais.

O recurso audiovisual desenvolvido atingiu os objetivos propostos e funcionou como recurso didático para que profissionais da saúde e da educação abordassem a temática da dengue nos CEI. Fazendo com que as crianças se conscientizassem da importância de ter hábitos saudáveis para a manutenção da saúde.

Principal

Fernanda Loureiro de Moura

fernanda.loureiro@outlook.com

Enfermeira

Coautores

Fernanda Loureiro de Moura e Deborah Cinelli Correa Netto

A prática foi aplicada em

Petrópolis

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Figueira de Melo 106, Centro, Petrópolis-RJ

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Fernanda Loureiro de Moura

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

26 mar 2024

e atualizada em

26 mar 2024

Início da Execução

15/02/2024

Fim da Execução

20/03/2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
projeto interagir sorrindo
Rio de Janeiro
Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba
Práticas
Imunização na Zona Rural, em áreas de difícil acesso: Projeto Vacina Volante
Maranhão
Práticas
A importância da equipe multidisciplinar no tratamento e no cotidiano dos pacientes com Fibromialgia de Itatiaia-RJ
Rio de Janeiro