Olá,

Visitante

Agentes da Alegria: Prevenção, Arte e Terapia

Nesse contexto, por iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde de Augustinópolis-TO, foi colocada em prática uma experiência piloto com o grupo de Agentes Comunitários de Saúde que, sensíveis às questões que atingem a população da Região do Bico do Papagaio, principalmente em decorrência da falta de informações sobre prevenção das doenças, começaram a mobilizar a comunidade com performances e abordagens cênicas e caricatas do cotidiano brasileiro, com o fim de despertar na população interesse por temas antes tão difíceis de serem trabalhados na comunidade. O Projeto “Agentes da Alegria” tem como foco principal as ações de informações e prevenção sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST). Tendo sido criado em agosto de 2010, onde a primeira apresentação foi realizada na Praça Ary Valadão, com uma mobilização em relação à prevenção das DST/HIV/AIDS, como parte das comemorações alusivas ao 1º de Dezembro de 2010 – Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Depois destas apresentações, surgiram vários convites para novos eventos em escolas do município e em datas comemorativas, convite para realização da Oficina do Riso – Arte e Prevenção na Faculdade de Imperatriz-MA – FACIMP, dentre outras e que vem sendo desenvolvidas até os dias atuais. O Projeto é composto por 11 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e um Enfermeiro responsável pela Coordenação do grupo, cujas ações programadas são realizadas nas escolas, praças e eventos locais voltados para promoção da saúde e prevenção das doenças. A marca registrada nas apresentações do Grupo Agentes da Alegria é a descontração, o lúdico e a leveza como são abordados os conteúdos, tornando uma atração á parte para o envolvimento do público, que participa ativamente das apresentações, numa espécie de interação. O trabalho da prevenção associada ao lúdico tem o dom de transformar temáticas pesadas em leves, e podem provocar transformações necessárias à mudança de postura em relação aos cuidados com a saúde individual e da coletividade. Com uma ação voltada para o otimismo e a alegria os Agentes Comunitários de Saúde, envolvidos no projeto “Agentes da Alegria”, cientes da importância do seu papel enquanto inseridos na comunidade, motivam a população para a mudança de atitude em relação ao auto cuidado, tão necessário e importante quando falamos na prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis – DST.Para o desenvolvimento das ações, de primeiro instante foi realizada uma pesquisa de campo com adolescentes das Escolas Estaduais de ensino fundamental e médio Santa Genoveva e Manoel Vicente de Sousa na faixa etária de 12 a 19 anos a respeito das práticas sexuais saudáveis com a finalidade de aproximação da realidade que se pretendia mudar, e para colher informação acerca do conhecimento e entendimento sobre a prevenção as DST/HIV/AIDS. Logo em seguida foi sendo realizadas as ações programadas segundo cronograma do grupo, tais como: Oficinas Temáticas, como Oficina do Riso – Arte e Prevenção, Pa

No Brasil, são inúmeras as iniciativas que fazem uma leitura do contexto de vulnerabilidade da população, sobretudo a de baixa renda e a destituída de informação. Curiosamente surgiram no cenário nacional grupos teatrais amadores, profissionais com “tino” pra arte e sensibilidade no diálogo com plateias diferenciadas, isso tudo como parte de um trabalho associado á educação em saúde, e, portanto norteadores de uma prática inovadora, que consegue atingir um número maior de pessoas, nutrindo-as de informações necessárias ao cuidado imprescindível com a saúde. São inúmeros os grupos criados com esse intuito, e no Tocantins começa aparecer manifestações culturais que levam á população, além do entretenimento, o acesso às informações sobre as mais variadas temáticas, incluindo a prevenção das doenças e a promoção da saúde.

Com a iniciativa do Projeto Agentes da Alegria, por ser inovadora, vem ao longo desses anos se tornando cada vez mais eficaz e motivadora de outras ações, que tenham como foco a informação da população para uma saúde plena, que lhes possibilite uma vida saudável e digna. Notadamente, as práticas em educação e saúde nos interiores mais longínquos, são fortalecidas pela vontade de profissionais apaixonados pelo que fazem, e querem a todo custo mudar as realidades dos “assistidos”, e embora com recursos parcos mobilizam, animam, informam, sensibilizam, mudam posturas e fazem acontecer, pois desenvolver uma ação educadora, tendo uma temática delicada, com um público tão peculiar, não é tarefa fácil, requer o empenho, sensibilidade e cuidado, com os conteúdos e linguagem abordados. É nessa ótica, que os Agentes da Alegria vem desenvolvendo suas ações educativas e lúdicas, obtendo um elevado grau de aceitação e o reconhecimento pelo trabalho realizado.

Principal

Yatha Anderson Pereira Maciel

yathaanderson2013@gmail.com

A prática foi aplicada em

Augustinópolis

Tocantins

Norte

Instituição

Rua D. Pedro I, nº 352 - Centro

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Yatha Anderson Pereira Maciel

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Promoção de Saúde dos Caminhoneiros e Caminhoneiras no Ponto de Parada e Descanso do Município do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto Peso Saudável
Tocantins
Práticas
Formação em Diabetes para Profissionais da Educação de Blumenau/Sc
Rio Grande do Sul
Práticas
Oficina com Mulheres: Desenvolvimento de Ações de Cuidado Voltados ao Hiv/ Aids
Rio Grande do Sul
Práticas
Benefícios da Implementação de Assistência Médica 24 Horas em uma Cidade do Interior Paraibano
Paraíba
Práticas
Projeto Resgatando Sorrisos
Paraíba
Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Agenda Jovem Aprendiz
Minas Gerais
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.