Olá,

Visitante

Vivência em atendimento em grupo de portadores de Diabetes Mellitus da Esf Itapuca, Resende, RJ

Os participantes são portadores de DM, usuários da ESF Itapuca, município de Resende, RJ, convidados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS).
O grupo teve duração de 6 meses, sendo realizado 1 encontro por mês. A ação teve início em 19/06/2023 e término em 11/12/2023. Em cada encontro foi abordado um tema diferente, todos relevantes para o autocuidado de portadores de DM.

OBJETIVOS: Reduzir o número de usuários portadores de DM na fila de espera para o atendimento de Nutrição e realizar as orientações nutricionais o quanto antes, uma vez que a demora do indivíduo em iniciar e aderir ao tratamento para o controle glicêmico pode levar às complicações desta patologia, como a DRC, a DCV, as amputações de membros e a retinopatia.
Objetivos específicos:
• Controle glicêmico e controle da PA dos participantes;
• Fornecer ao paciente, ao longo dos 6 encontros orientações para melhorar sua qualidade de vida;
• Orientar os participantes para que estes sejam multiplicadores de informações de saúde e nutrição para sua família e comunidade;
• Reduzir a necessidade de encaminhamento a especialistas (endocrinologista, nefrologista);
• Reduzir as complicações incapacitantes como cegueira, insuficiência renal, amputações;
• Reduzir gastos públicos para o tratamento das complicações do DM como diálise, medicações de alto custo, cirurgias de transplante renal e amputações.
METODOLOGIA: Foram realizados 6 encontros de junho a dezembro de 2023, aferidos peso, estatura, glicemia capilar (HGT) e Pressão Arterial (PA) dos participantes por um técnico de enfermagem e abordado um tema relacionado ao DM pelas nutricionistas do NASF Resende. Os que entraram depois da data de início do grupo, receberam as orientações nutricionais fornecidas aos demais no primeiro encontro.
1º encontro- DM: definição, etiologia, fatores de risco, tipos, complicações e tratamento. Orientações nutricionais (roda de conversa sobre os grupos de alimentos, como montar um prato saudável e alimentos que devem ser evitados).
2º encontro- Alimentação Industrializada x Alimentação Saudável e controle glicêmico. Mesa com alimentos naturais em resina e alimentos industrializados (embalagens). Demonstração da quantidade de açúcar nos alimentos industrializados.
3º encontro- Obesidade como fator de risco para descontrole glicêmico e aumento da PA, Dislipidemias, Avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC), Atividade Física.
4º encontro- HAS: definição, etiologia, fatores de risco, complicações e tratamento. Impresso especificando os produtos que devem ser evitados e sugestões de temperos para diferentes alimentos e preparações. Distribuição de 10g de sal de ervas para cada participante e receita de como prepará-lo.
5º encontro- DRC. Como prevenir? Apresentação de vídeo.
6º encontro- Autocuidado: saúde mental, técnicas de respiração e atenção plena no controle dos sintomas da ansiedade e depressão.

O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crônica caracterizada por hiperglicemia, seus fatores de risco são obesidade, genética, sedentarismo, entre outros; faz parte do grupo das Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANT), e com a Obesidade e a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) constituem as maiores demandas de atendimento da Atenção Primária à Saúde (APS), dentre elas o Serviço de Nutrição. O DM se não tratado adequadamente pode levar a várias complicações como a Doença Renal Crônica (DRC), as Doenças Cardiovasculares (DCV), as amputações e a retinopatia, que interferem de forma avassaladora na qualidade de vida do indivíduo. As mudanças no estilo de vida, com a adoção de hábitos alimentares saudáveis e prática de atividade física, assim como a terapia medicamentosa, são cruciais para o controle glicêmico e redução do risco das complicações que o DM ao longo dos anos pode promover.

RESULTADOS: Em 6 meses tivemos 30 participantes, sendo que no primeiro mês contamos com 21, os demais foram inseridos nos encontros posteriores. Dos 21 participantes, 5 participaram do segundo encontro e apenas 3 do terceiro. Foram analisados os pacientes que participaram do 1º até o 3º encontro.

Dos 5 pacientes analisados, 3 obtiveram perda ponderal, 1 manteve o peso e 1 ganhou peso. Em relação à glicemia, 4 tiveram redução considerável nos níveis de glicose e 1 aumentou, porém permanecendo dentro dos parâmetros de normalidade, tanto para a glicemia de jejum, quanto para a pós-prandial. Quanto à PA, 2 tiveram os níveis pressóricos reduzidos, 1 manteve e 2 aumentaram.

Está evidente que ao se colocar 30 pacientes em atendimento em grupo foi reduzido o número de indivíduos para o atendimento nutricional individual, deixando as vagas disponíveis para outras demandas de nutrição. Além disso, é possível atender um número maior de indivíduos com bons resultados tanto no que diz respeito a perda ponderal, quanto ao controle da glicose e da PA. A não adesão dos pacientes a todos os grupos se deve em parte, ao fato de não terem sido avisados das datas dos encontros. Participantes do 1º encontro que não mantiveram uma sequência nos encontros posteriores relataram que não foram avisados pela ESF. Em suma o atendimento em grupo constitui uma ferramenta importante para diminuir fila de espera para atendimento nutricional, antecipa o atendimento dos pacientes, promove qualidade de vida, contribui para evitar as complicações do DM, e diminui gastos públicos para o tratamento destas complicações. Este projeto será reproduzido em outras ESF do município, com objetivo de atender de 2 a 4 unidades por ano. Mas para o sucesso do atendimento em grupo é necessário que haja comprometimento das equipes das ESF e parceria entre equipes ESF e NASF.

Principal

Suely Aparecida Martins

suelytavares.smt@gmail.com

Nutricionista

Coautores

Suely Aparecida Martins , Dayse Ramos Duarte

A prática foi aplicada em

Resende

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

R Augusto Xavier De Lima, 251 Jardim Jalisco-Resende RJ Cep: 27510-090

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Dayse Ramos Duarte

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

19 fev 2024

e atualizada em

19 fev 2024

Início da Execução

19/06/2023

Fim da Execução

11/12/2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Oferta e Inserção do DIU pelo Enfermeiro na Atenção Primária a Saúde do Município de Assunção
Paraíba
Práticas
A prática da natação para crianças e adolescentes com deficiência em município do sertão paraibano
Paraíba
Práticas
Potencializando ações e atendimentos itinerantes nos bairros para melhoria e alcance de metas
Paraíba
Práticas
Implantação do cuidado farmacêutico na atenção básica, integrando farmácia a rede de atenção a saúde
Paraíba
Práticas
A eficácia do instrumento de classificação de risco gestacional na atenção primaria à saúde.
Paraíba