Olá,

Visitante

Vencendo Os Desafios Diários da Sala de Vacinação Com o Apoio da Tecnologia

Categoria não especificada

A sala de vacinação tem se tornado a cada dia um lugar bem complexo para trabalhar, desafios e tecnologia tomam conta da nossa rotina. Profissionais precisam estar constantemente atualizados e cada dia mais capacitados para desenvolverem um atendimento de qualidade para a população e garantir uma cobertura vacinal com homogeneidade. Perante o Previne Brasil essa responsabilidade aumentou e desenvolver um trabalho de qualidade na sala de vacinação da UBS Antonio Apparecido Fiorani no município de Vista Alegre do Alto S.P se tornou a responsabilidade de toda uma equipe. O município não conta com o apoio dos ACS (Agente Comunitário de Saúde) e foi um grande desafio cadastrar os pacientes que adentravam a sala de vacinação e que procuravam o serviço na UBS, houve uma campanha de conscientização para a mobilização da população e esclarecimentos acerca do Previne Brasil. O município saiu de zero cadastros, em 2020, para 7.226 cadastros no 3º quadrimestre de 2022, um aumento de 355%; conta com 06 equipes de atenção primárias credenciadas, anteriormente não possuía nenhuma, o que corresponde a uma cobertura de 75% de Atenção Primária à Saúde (APS), que anteriormente era zero. A atenção básica conta com e-sus implantado, todos profissionais treinados e aptos a manejar o sistema. No terceiro quadrimestre de 2022, todos os indicadores de desempenho do Programa Previne Brasil foram alcançados, com exceção do indicador do citopatológico, que não atingiu a meta, por 2%. Esses resultados acumulados colocaram o município no 4° lugar no Ranking Geral do ISF (Índice Sintético Final) do estado de São Paulo. Através do planejamento com a equipe e das padronizações feitas para a realização dos cadastros, busca ativa dos faltosos, campanhas com personagens, disponibilização de horário estendido, vacinação a domicílio quando necessário houve um aumento significativo de pacientes cadastrados em Vista Alegre do Alto e consequentemente uma maior cobertura vacinal. Portanto na sala de vacinação temos um monitoramento ativo das crianças até o primeiro ano de vida, e consequentemente fazemos a busca ativa dessas crianças, oferecendo para essa família uma imunização de qualidade que se enquadra em sua rotina de trabalho diário.

Realizar o cadastramento, de forma correta, do usuário da sala de vacinação do município; Qualificar a equipe para manejo do e-sus, a fim de realizar o correto registro no sistema; Ampliar vínculo entre usuários e equipe de saúde com intuito de garantir que essa família retorne com a criança em tempo hábil para uma boa imunização; Organizar processo de trabalho para atingir metas de indicadores de desempenho; Promover atualização contínua dos cadastros realizados e de seus relatórios gerados.

O município saiu de zero cadastros, em 2020, para 7.226 cadastros no 3º quadrimestre de 2022, um aumento de 355%; conta com 06 equipes de atenção primárias credenciadas, anteriormente não possuía nenhuma, o que corresponde a uma cobertura de 75% de Atenção Primária à Saúde (APS), que anteriormente era zero. A atenção básica conta com e-sus implantado, todos profissionais treinados e aptos a manejar o sistema. No terceiro quadrimestre de 2022, todos os indicadores de desempenho do Programa Previne Brasil foram alcançados, com exceção do indicador do citopatológico, que não atingiu a meta, por 2%. Esses resultados acumulados colocaram o município no 4° lugar no Ranking Geral do ISF (Índice Sintético Final) do estado de São Paulo. Estratégias especificas vem sendo usadas para conseguirmos esses resultados. Na imunização por exemplo: – Chamamos a atenção das crianças e dos seus pais com a contratação de personagens para o entretenimento; – Fazemos busca ativa dos faltosos semanalmente e intensificamos essa busca quando temos o dia “D” de vacinação, lembrando que nosso município não tem agentes comunitários, sendo assim a busca é feita pelo telefone; – Vacinação à domicílio quando necessário; – Horário estendido da sala de vacinação até as 19:00 em determinado dia da semana (segunda-feira); – Relatórios são gerados para busca ativa correta dos pacientes que serão contabilizados para os indicadores. – Atualização permanente dos profissionais da sala de vacina.

Através do planejamento com a equipe e das padronizações feitas para a realização dos cadastros, busca ativa dos faltosos, campanhas com personagens, disponibilização de horário estendido, houve um aumento significativo de pacientes cadastrados em Vista Alegre do Alto e consequentemente uma maior cobertura vacinal. Foi organizado um trabalho com acompanhamento ativo de pacientes hipertensos, diabéticos, gestantes e principalmente com as crianças no primeiro ano de vida, envolvendo assim toda equipe de saúde e conhecendo a necessidade dos pacientes. A realidade de hoje no município, revela que através da conscientização, vontade, desejo de melhorias, trabalho em equipe e apoio dos administradores, é possível a evolução de um município que estava ‘zerado’ em cadastros em agosto de 2020. Tal fato se torna ainda mais relevante quando enfatizamos que a cidade não conta com a presença do ACS, principalmente porque sabemos qual importância tem em uma busca ativa de faltosos para a sala de vacinação. Hoje geramos relatórios e mantemos uma equipe monitorando esses pacientes para terem uma saúde de qualidade.

Principal

PATRICIA KELLI ALEIXO SOARES

Coautores

CAMILA DALÓCIO

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
Ampliando leque da rede: fortalecimento dos vínculos entre equipes e escola.
Paraíba
Práticas
Relato de experiência: humanização na atenção ao usuário no pronto atendimento de Pilar (PB))
Paraíba
Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Paciente protagonista de sua terapia: o cuidado farmacêutico com pacientes atendidos no CAPS de Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Quando a saúde vai além dos muros das UBS
Rio de Janeiro