Olá,

Visitante

Utilização de peixe no combate ao mosquito Aedes Aegypti em depósitos domiciliares de água no município de Várzea do Poço – BA

“Com a transmissão simultânea dos vírus, Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus no Brasil, na Bahia e no Município de Várzea do Poço – Ba, a preocupação e cuidados relacionados ao combate ao mosquito Aedes Aegypi, vetor das arboviroses citadas, tem sido intensificados na tentativa de diminuir o número de casos e consequências causadas pelas referidas doenças. No Brasil as condições socioambientais favorecem à expansão do Ae. aegypti. o peixe (piaba) tem sido alternativa utilizada pela Secretaria Municipal de Saúde do município de Várzea do Poço – BA na eliminação de larvas do mosquito Ae. aegypti em caixas d’água, cisternas, etc., desde o ano de 2015 quando o município passou por uma epidemia das arboviroses transmitidas pelo Ae. Aegypti simultaneamente, registrando o maior número de casos da sua história. as piabas sobrevivem em locais com pouca oxigenação e se alimentam de matéria orgânica e larvas do Ae. aegypti, evitando o desenvolvimento mosquito transmissor dos vírus.”

“• Reduzir o índice de infestação predial pelo Aedes Aegypti através do uso de pequenos peixes (piaba) nos reservatórios de água domiciliares • Diminuir e ou/eliminar a incidência das arboviroses transmitidas pelo Aedes Aegypti • Implementar as açõ “em trabalho conjunto entre as equipes de saúde do município, Equipe do Núcleo Regional de Saúde/SESAB, escolas e população, foram realizadas várias ações de combate ao Ae. Aegypti: palestras, panfletagem, alerta em meios de comunicação, audiência pública, borrifaçao perifocal, UBV e mutirão para “peixamento” dos reservatórios focados, onde Agentes de Combate as Endemias e Agentes Comunitários de Saúde visitavam as residências para orientação e distribuição da piaba, eram selecionadas as áreas prioritárias de acordo com a maior incidência de casos suspeitos notificados. as piabas são utilizadas principalmente nos reservatórios com maior rotatividade de uso, o que diminui a eficácia dos larvicidas até o retorno do ACE.”

as piabas tem ajudado no controle vetorial, por ser uma tecnologia de baixo custo, possui factibilidade em larga escala e em tempo hábil. Durante o ano de 2015 o município registrou um elevado número de casos de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, foram notificados 1488 das três doenças, se considerarmos uma população estimada 9416 habitantes, mais de 15% da população adoeceu. Neste período o município apresentava um índice de infestação muito elevado conforme dados abaixo: ÍNDICI DE INFESTAÇÃo PREDIAL Do AEDES AEGYPTE ANUAL IIP% 2015 -11,3 2016 – 3,2 2017 – 6,5 2018 – 5,1como podemos analisar nos dados apresentados houve uma queda considerável no índice de Infestação predial e LIRAa, bem como, no número de casos das doenças, que a partir de 2017 não houve registros, o que demonstra que o uso das piabas associado ao trabalho convencional e demais ações de combate ao mosquito surtiu efeitos positivos, conseguindo manter os índices bem abaixo dos encontrados no ano de 2015. o trabalho de prevenção deve ser continuo e ininterrupto para que seja eficaz.

Principal

Muriel Rios Ferreira

muriel_rios@hotmail.com

Coautores

Thamires Carneiro Lomes, Klissia Da Silva Trindade,

A prática foi aplicada em

Várzea do Poço

Bahia

Nordeste

Instituição

Rua Joao Evangelista Mota ,92 , Centro, Cep 44715000 Varzea Do Poço Bahia

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Klissia Da Silva Ttrindade

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

13 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilância e Controle da Febre Amarela na Coordenadoria Regional de Saúde Sul do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
Sucessus 2018: Nossa Equipe É Show! – Valorização do Trabalhador do SUS e das Experiências Inovadoras no Cuidado em Saúde na Região de Vila Prudente/Sapopemba, Município de Sp
São Paulo
Práticas
Experiência de des institucionalização: o Resgate da Cidadania e da Dignidade no Relato de Profissionais e Pacientes
São Paulo
Práticas
Educação Permanente em Saúde Diária como Estratégia de Sustentação na Integração Entre Equipes Técnicas Distintas – Atenção Básica e Vigilâncias
São Paulo
Práticas
Avaliação Interdisciplinar e Diagnóstico Diferencial – Mobilização na Busca de uma Linha de Cuidado Assertiva no Cer de São Bernardo do Campo
São Paulo
Práticas
Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: uma Experiência de Articulação do Trabalho em Rede Intersetorial em um Território de Saúde no Município de Assis/Sp
São Paulo
Práticas
Empoderamento Social em Defesa do SUS no Município de des calvado – Sp
São Paulo
Práticas
A Experiência de Implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (Lgbt) na Região Central do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
des envolvimento da Gestão de Custos no SUS em São José do Rio Preto
São Paulo