Olá,

Visitante

Sífilis: uma Breve Análise Acerca do Impacto da Implantação do Teste Rápido na Atenção Básica Sobre o Quantitativo de Casos Notificados da Doença, Município de Una-Ba, 2008 A 2018

“A Sífilis é uma doença universal e acomete todas as camadas da sociedade. A contaminação se dá principalmente por meio de relações sexuais sem uso de preservativos e da transmissão vertical (mãe-bebê). Considerando sua maior frequência na atividade sexual, os jovens entre 15-25 anos são comumente os mais acometidos. Nos últimos anos, a sífilis firmou-se como epidemia no Brasil, tornando-se um grave problema de saúde pública. Entre os anos de 2007 e 2015, foram notificados 5970 casos de sífilis congênita no Estado da Bahia, sugerindo uma baixa sensibilidade do serviço pré-natal quanto ao diagnóstico e tratamento das gestantes infectadas. A fim de promover o diagnóstico e tratamento oportuno da sífilis, o teste rápido treponêmico passou a ser realizado nos serviços públicos de saúde, fornecendo o resultado em minutos. No município de Una, o teste rápido foi introduzido na rotina das unidades de saúde a partir de 2015, à medida em que os profissionais eram capacitados para realizá-lo.”

“Avaliar em que medida a implantação do teste rápido utilizado para a detecção de Sífilis contribui para o incremento no número de casos notificados da doença. Verificar se houve redução na incidência de sífilis congênita após implantação do exame.” A pesquisa foi conduzida no âmbito da Atenção Básica de Una, a qual dispõe de 11 unidades de saúde. Trata-se de um estudo descritivo e retrospectivo, com abordagem predominantemente quantitativa. as informações foram obtidas utilizando o banco de dados do SINAN e SISLOGLAB. Os casos de Sífilis foram classificados segundo ano de notificação, utilizando-se a série histórica 2008 a 2018. Buscou-se comparar o quantitativo de notificações para o agravo realizadas no período anterior à implantação do teste rápido (2008-2014) com o período após a sua introdução (2015-2018). Adicionalmente, foi realizado levantamento do número de equipes de saúde que realizavam o teste rápido a cada ano, a partir da sua implantação no município.

“Durante o período analisado (2008-2018), foram notificados 89 casos de Sífilis destes, 59 casos foram notificados entre 2015 e 2018, após introdução do teste rápido. Observou-se a elevação no número de notificações, de 05 casos em 2014 para 37 casos em 2018. Observou-se que no ano 2015 apenas 3 unidades de saúde realizavam o exame e em 2018 o teste era disponibilizado em todas as 11 unidades. Os dados analisados sugerem o aumento das notificações à medida em que se facilita o acesso ao exame. Constatou-se, ainda, a redução nos casos de sífilis congênita (02 casos em 2014 para nenhum em 2018) embora existam casos de sífilis em gestante, sugerindo que o diagnóstico oportuno possibilitou o adequado tratamento, impedindo a transmissão verticA implantação dos testes rápidos contribuiu para o aumento da sensibilidade da rede de atenção à ocorrência dos casos, facilitando o acesso do usuário ao exame. o incremento nas notificações pode ser analisado por duas óticas distintas: a primeira indicaria que a doença está acometendo cada vez mais indivíduos uma segunda análise, mais provável, sugere que a atenção básica está diagnosticando eficazmente esses casos, outrora desconhecidos, possibilitando o tratamento adequado e oportuno.

Principal

Laiane Da Silva Sena

laianesenasantana@gmail.com

Coautores

Maurícia Lino Miranda

A prática foi aplicada em

Una

Bahia

Nordeste

Instituição

Avenida Getúlio Vargas, Nº 552B, Centro, Una-Ba

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Gleiciane Birschner Hora

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Primeira Mostra de Experiência da Linha de Cuidado Sobrepeso e Obesidade, Os Resultados Alcançados Pelo Município de Parapuã Sp
São Paulo
Práticas
Compulsão Decisória na Judicialização da Saúde, des estruturando e des afiando o Financiamento Finito do Sistema Único de Saúde
São Paulo
Práticas
Regulação do Acesso À Atenção Especializada: des coberta de um Iceberg e des afios A Serem Superados
São Paulo
Práticas
Fórum Permanente de Embu Guacu: uma Possibilidade de Organização do Cuidado Intersetorial
São Paulo
Práticas
Consultório na Rua: uma Ampliação da Abordagem das Pessoas Vivendo com Hiv/Aids Focando A Adesão
São Paulo
Práticas
Processo Formativo de Apoio em Saúde Mental no Município de Franco da Rocha – Sp
São Paulo
Práticas
Estruturação da Rede de Saúde de Franco da Rocha: Análise do Financiamento das Ações, Por Meio da Transferência de Recursos Obrigatórios e Voluntários ao Município
São Paulo
Práticas
Participação Social na Construção do Planejamento Estratégico em Saúde e do Plano de Educação Permanente no Território de Ermelino Matarazzo/Sp
São Paulo
Práticas
Impactos da Formação de Trabalhadores Sobre Práticas Relativas ao Uso Racional de Medicamentos: Experiência no Contexto do Plano Regional de Educação Permanente em Saúde (Pareps)
São Paulo
Práticas
A Assistência Farmacêutica como Veículo de Educação e Economia
São Paulo