Olá,

Visitante

projeto interagir sorrindo

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DA ODONTOLOGIA E
PEDIATRIA NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE ORAL DA
CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, ATENDIDOS NO
AMBULATÓRIO DO IASERJ MARACANÃ.
(PROJETO INTERAGIR SORRINDO)

O trabalho visa integrar a Odontologia e a Pediatria, no atendimento de
crianças a partir de 5 dias à 15 anos atendidas no ambulatório do Iaserj (Maracanã) no ano de 2023, tendo em vista conscientizar a importância da prevenção em saúde
bucal.Já nos primeiros anos de vida, a fim de garantir um sorriso saudável e deste modo otimizando os custos para o SUS. Objetiva integrar de forma multidisciplinar as clínicas de odontologia e pediatria para a promoção de saúde bucal do público alvo,; levar a diminuição dos fatores de risco através da educação,
prevenção e tratamento; fortalecer o vínculo paciente /família/equipe multidisciplinar; programar palestras, mesas clínicas de orientações de saúde oral e fonoaudiologia;
realizar anamnese, exame clínico oral e extraoral; avaliar o crescimento oro facial;
Identificar hábitos viciosos;
tratar eventos de atenção básica (restauração, raspagem de cálculo dental e extração); orientar técnica de escovação e uso do fio dental ao paciente e responsável,
realizar aplicação tópica de flúor e profilaxia oral;
orientar à necessidade de tratamentos especializados quando necessário (ortodontia, endodontia,
estomatologia, cirurgia buco maxilo facial e fonoaudiologia, entre outros)
Monitorar tri, semestral ou anualmente a saúde oral, de acordo com risco de cárie. Após a criança ser atendida na pediatria será direcionada a odontologia que será acolhida ao atendimento ou marcada à consulta dependendo da demanda do dia. No atendimento odontológico realizada a anamnese; destacamos a queixa principal, se apresenta alguma doença, os hábitos de higiene, hábitos viciosos, orientado o que deverá ser melhorado inclusive ,se necessário, redirecionando a equipe multidisciplinar. Realiza o plano de tratamento, avaliando a situação da cavidade oral como a higiene, dente , gengiva, freios, má oclusão entre outros aspectos; em prontuário no qual o responsável assina. Tratamento, alta e
retorno.

Após a criança ser atendida no serviço de pediatria é encaminhada à odontologia, que será acolhida ao atendimento ou marcação de consulta dependendo da demanda do dia, fazendo
assim a integração dos serviços que antes eram individualizados.

Essa integração foi bastante produtiva, atendemos mais de 400 crianças. Sendo que nem todas vieram do encaminhamento da pediatria, atendemos também livre demanda. Muitas já tiveram alta, retornando apenas para controle. Observamos que cerca de 53% apresentavam doença cárie. Sabemos que a cárie é uma doença comportamental e só com a prevenção e promoção de saúde bucal os índices diminuirão. Muitos pais não têm o hábito de levar os bebês ao dentista, daí a importância de o pediatra encaminhar.
Outro dado que nos surpreendeu bastante foi o grande número de crianças com hábitos viciosos como bruxismo, onicofagia (hábito de roer unhas), sucção digital e chupeta. Percebendo a importância da assistência da saúde mental.

No atendimento odontológico inicia se com a a anamnese; destacamos os hábitos de higiene, hábitos viciosos, orientações o que deverá ser melhorado inclusive , se necessário, redirecionando a equipe multidisciplinar. Realiza se o plano de tratamento, avaliando a situação da cavidade oral como a higiene, dentes, gengiva, freios, má oclusão entre outros aspectos; tratamento, alta e retorno. Nas dependências da unidade foram realizadas palestras, mesas clínicas e eventos a divulgar nosso trabalho.
Ressaltamos a integração dos serviços para estabelecer a conexão das consultas pediátricas e odontológicas.

Principal

Vitor Luciano Bastos Lopes

bastosluc@gmail.com

Chefe do serviço de odontologia do Iaserj

A prática foi aplicada em

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Jaceguai s/N Maracanã cep 20550150

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Katia Cristina Magalhães Barbosa

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

01 abr 2024

e atualizada em

01 abr 2024

Início da Execução

09/01/2023

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba