Olá,

Visitante

A atuação do enfermeiro na atenção primária à saúde no município de Valença -RJ

A atenção primária é denominada pela Política Nacional de Atenção Básica como um conjunto de ações desenvolvidas por equipe multidisciplinar, em um território definido, no âmbito individual, familiar e coletivo que promovem ações para a prevenção, promoção, reabilitação da saúde da população (Brasil, 2017).
Para que a Estratégia de Saúde da Família possa desenvolver o seu papel e garantir os princípios do Sistema Único de Saúde aos usuários, proporcionando atenção integral visando o bem estar biopsicossocial e não apenas a ausência de doenças é necessário profissionais que tenham competência técnica para tal, um profissional que vem desenvolvendo esse papel é o enfermeiro (GALAVOTE et at., 2016).
Diversos profissionais atuam nas unidades de saúde o que compõem a equipe multidisciplinar, cada um desenvolvendo as suas atribuições inerentes a cada cargo, respeitando os preceitos éticos da profissão. O enfermeiro é o elo que atua como gerente nas Unidades de Saúde proporcionando a equipe multidisciplinar alinhamento nas decisões para o desenvolvimento da assistência (SODER et al., 2018).
O enfermeiro que atua na Atenção Primária do município de Valença – RJ é responsável pelo gerenciamento da unidade, através da coordenação da equipe, a realização de fluxos de atendimento, a mediação de conflitos e o desenvolvimento da assistência de enfermagem, através das consultas de enfermagem, as visitas domiciliares a realização de procedimentos.

Diante do exposto sentiu-se a necessidade de discorrer sobre a atuação do enfermeiro na atenção primária no município de Valença – RJ, a relevância da pesquisa se deve ao fato de que ainda existem muitos usuários que não compreendem a atuação do enfermeiro nas unidades de saúde, tendo em vista a diversidade de atribuições desenvolvidas pelo enfermeiro tanto na parte gerencial e assistencial.
O trabalho demonstra a produção de atendimentos individuais e a realização de procedimentos desenvolvidos pelos enfermeiros da Atenção Primária em Saúde do Município de Valença – RJ nos anos de 2020 a 2023.
Foram utilizados os resultados apresentados nos indicadores de produção coletados a partir de dados públicos consolidados do Sistema de Informação em Saúde para Atenção Básica (SISAB), sistema vinculado ao Ministério da Saúde, referente aos anos de 2020, 2021, 2022 e 2023.

Os dados revelam que no ano de 2020 foram realizados 14.699 atendimentos e 7.904 procedimentos, no ano de 2021 foram 10.507 atendimentos e 14.538 procedimentos, no ano de 2022 foram 19.652 atendimentos e 17.582 procedimentos e no ano de 2023 foram 35.065 atendimentos e 24.979 procedimentos.
Podemos observar o crescente desempenho dos enfermeiros no decorrer dos anos no que tange os atendimentos individuais e a realização de procedimentos, isso reflete diretamente na qualidade do atendimento dispensado ao usuário refletindo na qualidade de saúde da população.
Durante as consultas de enfermagem o enfermeiro fortalece vínculo com os usuários, realiza educação em saúde, desenvolve uma escuta atenciosa e qualificada, realiza a mediação de conflitos e articula a resolução das demandas sociais do usuário (ACIOLI et al., 2014).
O enfermeiro que atua na atenção primária em saúde é responsável pelo gerenciamento das unidades, isso implica na realização do serviço burocrático, a coordenação da equipe multidisciplinar, o levantamento das necessidades da população, e as atividades assistenciais, através das consultas de enfermagem e a realização de procedimentos.

Diante do presente estudo conclui-se que a atuação do enfermeiro na Atenção Primária é vasta e cheia de desafios devido ao grande número de atribuições. Vimos que o trabalho desenvolvido pelo enfermeiro que atua nas unidades de saúde é dicotômico, ou seja, gerencial e técnico.
Apesar de todas as atribuições o enfermeiro vem desenvolvendo um grande papel na qualidade do serviço dispensado aos usuários, ele é o responsável pela gerência, planejamento, organização dos processos de trabalho, realiza as consultas de enfermagem cada dia mais autônomas, acompanhando os usuários em todo o ciclo de vida, além de realizar atividades de prevenção, promoção e reabilitação da saúde dos usuários.
O reconhecimento e a valorização diante dos usuários e de outras profissões só será demonstrada se o enfermeiro que atua na atenção primária ocupe o seu espaço de gerente e de prestador do cuidado, isso só será alcançado através de um trabalho de qualidade e pautado nos princípios dos Sistema Único de Saúde.

Principal

Ana Luiza Pinto Coelho

analu-coelho@hotmail.com

Enfermeira

Coautores

Ana Luiza Pinto Coelho e Janaina Guimarães de Oliveira

A prática foi aplicada em

Valença

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Dr. Figueiredo, 320, Centro Valença - RJ

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Ana Luiza Pinto Coelho

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

01 abr 2024

e atualizada em

01 abr 2024

Início da Execução

25/03/2024

Fim da Execução

31/03/2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Oferta e Inserção do DIU pelo Enfermeiro na Atenção Primária a Saúde do Município de Assunção
Paraíba
Práticas
A prática da natação para crianças e adolescentes com deficiência em município do sertão paraibano
Paraíba
Práticas
Potencializando ações e atendimentos itinerantes nos bairros para melhoria e alcance de metas
Paraíba
Práticas
Implantação do cuidado farmacêutico na atenção básica, integrando farmácia a rede de atenção a saúde
Paraíba
Práticas
A eficácia do instrumento de classificação de risco gestacional na atenção primaria à saúde.
Paraíba