Olá,

Visitante

o Serviço de Equoterapia como Dispositivo de Reabilitação na Rede Assistencial Pública de Saúde no Município de Quissamã/RJ

o município de Quissamã situa-se a 240 km do Rio de Janeiro e é um local com extensa área rural. Até a década de 80 o cavalo era utilizado, predominantemente, como meio de transporte e nas atividades agropecuárias. A partir da emancipação da cidade, em 1991, iniciou-se exposições que enfatizavam exibições e provas hípicas, o que colocou o cavalo num patamar de destaque em termos esportivos. A partir de 2004, o cavalo passa, também, a ser utilizado como agente terapêutico através das atividades em equoterapia. A equoterapia como método terapêutico alcançou o reconhecimento técnico científico por parte do Conselho Federal de Medicina em 1997 e pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional em 2008. em 09/04/2019 foi aprovado pelo Plenário do Senado a regulamentação da equoterapia como método de reabilitação de pessoas com deficiência e aguarda a sanção da Presidência da República.

Ofertar o serviço de equoterapia como um dos dispositivos para o cuidado em saúde na área de reabilitação. o atendimento aos usuários é iniciado utilizando como método de trabalho anamneses e avaliações preconizadas pela Associação Nacional de Equoterapia – ANDE-Brasil. São aplicados alguns testes psicológicos e fisioterápicos, tais como: HTP (House, Tree and Person), Teste de Romberg e Teste de Equilíbrio de Berg. o serviço funciona com uma equipe básica multiprofissional composta por: 01 fisioterapeuta , 01 psicóloga e 01 equitadora. A partir do projeto terapêutico individual com suporte psicológico a família, das intervenções e dos resultados apresentados do quadro físico e mental são executadas novas análises para o redirecionamento das atividades. Além disso, são realizados trabalhos intersetoriais potencializando os resultados.

A Equoterapia é uma terapêutica em que o prazer é um importante vetor de reabilitação e inclusão social. Nos aspectos psíquicos e pedagógicos, o cavalo funciona como elemento mediador entre o terapeuta e o praticante, oferecendo limites e vivências capazes de prover oportunidades de aprendizagem e de transferência desta para a vida prática. Observa-se melhora na qualidade de vida dos praticantes de acordo com as avaliações realizadas pela equipe do serviço, nas reuniões intersetoriais e nos relatos das famílias. Segundo relatórios organizacionais, no ano de 2004, quando foi implantado o serviço, havia 12 praticantes e foram feitos 226 atendimentos/ano. em 2018, foram atendidos 30 praticantes e suas famílias e realizados 748 atend/ano.Conforme os resultados apresentados pelos praticantes, tais como: melhora na autoestima, controle emocional, desenvolvimento global, psicomotor e relaxamento, o serviço passou a ser recomendado por outros profissionais como: médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicopedagogos, entre outros. Conclui-se que o serviço de equoterapia na rede assistencial de saúde tem sua relevância pelos resultados obtidos pelos usuários e seu funcionamento é arcado pela administração pública municipal.

Principal

Danilo Chagas Melchiades Gomes

danilocmg@hotmail.com

Coautores

Cristiano Borba Pessanha, Delba Machado Barros,

A prática foi aplicada em

Quissamã

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rua 12 De Junho, Nº 07 – Piteira – Quissamã - Rj

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Simone Flores Soares De Oliveira Barros

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Enfrentamento das arboviroses – ações integradas no bloqueio de Pe’S
Alagoas
Práticas
Benefícios das Práticas Integrativas e Complementares no Apoio da Atenção À Saúde do Idoso – Programa Valorização da Melhor Idade
Alagoas
Práticas
Gestão Estratégica e Participativa no Sus: Implantando Novas Instâncias Deliberativas no Município Paulo Jacinto – Al
Alagoas
Práticas
Circuito Eu Sou SUS Pré-Natal: uma Estratégia para Fortalecer A Adesão ao Pré-Natal na ESF Branca Ii em Atalaia – Alagoas
Alagoas
Práticas
Implantação da Divulgação do Diu Como Método de Prevenção de Gravidez, Não de Doença Sexualmente Transmissíveis.
Rio de Janeiro
Práticas
Ambulatório de Follow Up – Acolhimento, Humanização e Cuidado Qualificado Aos Bebês de Risco do Município de Rio das ostras.
Rio de Janeiro
Práticas
O trabalho dos agentes de endemias na identificação de larvas de mosquitos de interesse público
Rio de Janeiro
Práticas
Estratégia Adotada em Iguaba Grande/Rj para o Monitoramento e Avaliação Participativa da Produção Informada no Sia/SUS
Santa Catarina
Práticas
Essa Planta Serve para Quê?
Bahia
Práticas
Controle Social E Saúde Do Trabalhador: A Experiência Regional Do Conselho Gestor Do Cerest- Pólo Duque De Caxias – RJ
Espírito Santo