Olá,

Visitante

Cuidar de que m Cuida – Roda de Terapia Comunitária Integrativa na Unidade de Atenção Primária Saúde da Família

No campo da saúde, o profissional cuidador enfrenta vários desafios em seu dia a dia, que afetam sua saúde mental, como: medo de cometer erros, fadiga, cansaço, estar constantemente sob pressão, exigências internas, a resolubilidade, o cuidar do próximo, a escuta ativa, além da sobrecarga do trabalho e o desempenho de muitas funções. Surge então a necessidade de uma atenção especial a esse profissional, já que o desgaste emocional é intenso. Assim, essa elevada frequência de níveis intensos de esgotamento metal suscitam a necessidade de estratégias de intervenção no dia a dia desses indivíduos através da TCI (Terapia Comunitária Integrativa). A TCI é um espaço de promoção de encontros interpessoais, onde procura-se partilhar experiências de vida de forma que valorize a história de vida de cada profissional. Vem como uma forma de cuidar de quem cuida um espaço onde ele possa ser ouvido e compartilhe suas angústias.

Geral: Cuidar da saúde mental do profissional de saúde. Específicos: Promover encontros interpessoais, proporcionando espaço de fala, a fim de restaurar a autoestima e autoconfiança. Diminuir o afastamento do trabalho por esgotamento metal as Rodas de Terapia com os profissionais de saúde da Unidade de Saúde Central de Inácio Martins – PR são aplicadas mensalmente por uma Enfermeira capacitada. Os encontros tem duração de aproximadamente 1 hora e a participação é opcional. as cadeiras são organizadas em formato de círculo, os participantes são acolhidos e qualquer um pode falar qual sua preocupação, aborrecimento, alegrias. Após ouvir o grupo escolhe o tema a ouvir com mais atenção. A Enfermeira incentiva a pessoa a falar, enquanto o grupo faz perguntas para compreender os problemas envolvidos e todos compartilhem suas experiências de superação. Ao final, todos abraçados cantam, despedem-se com abraços, gratos e alegres devido a agradável atividade ali desenvolvida.

Excelente adesão à terapia. Os profissionais afirmam sentir mais segurança para abordar questões relativas à saúde mental, passam a conhecer melhor e a valorizar a história de vida de seu colega de trabalho, isso melhorou muito a integração e ajuda mútua na equipe.Colhem-se muitas preciosidades a partir das dificuldades que trazem as pessoas a Roda de Terapia Comunitária. A alegria, o alívio e a surpresa de descobrir que muitos passam por dificuldades semelhantes, mostra que existe uma rede de apoio muito próxima com que podem contar: os próprios colegas de trabalho.

Principal

Ana Paula Klosovski

paulinhaklosovski@gmail.com

Coautores

Silvane Do Carmo Gavronski

A prática foi aplicada em

Inácio Martins

Paraná

Sul

Instituição

Rua Santos Thomaz 180 Canisiana

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Edemétrio Benato Junior

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal