Olá,

Visitante

O Sarampo “Navegou” Pelo Rio Madeira e “Parou” em Porto Velho: Relatando A Experiência da Vigilância em Saúde do Município

em 13 de Junho de 2018, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho foi informada sobre a presença de uma criança que apresentava sinais e sintomas do sarampo, em um barco que saiu de Manaus, dois dias antes. o sarampo é uma doença viral altamente contagiosa, podendo afetar indivíduos de todas as idades. É uma doença de transmissão respiratória, com um longo período de transmissibilidade. o período de maior transmissibilidade ocorre entre os 2 dias antes e os 2 dias após o início do exantema (sinal mais importante da doença). Com a situação precária do país vizinho, Venezuela, doenças imunopreveníveis podem ser reinseridas no Brasil, pela fronteira Roraima/Venezuela, oportunamente com a imigração em massa para o Brasil, na tentativa de fugirem da fome e da miséria que assolam aquele país. Sendo rota barata e de fácil acesso, a cidade de Porto Velho também foi atingida diretamente pelo sarampo, que há mais de 20 anos não se tinha registro.

2.1 Objetivo Geral • Interromper a cadeia de transmissão do sarampo em Porto Velho. 2.2 Objetivos Específicos 1. Confirmar a ocorrência do surto 2. Estabelecer a epidemiologia descritiva da doença 3. Estabelecer as medidas de vigilância, controle e o caso descrito aqui é de funcionamento da vigilância em saúde municipal, ágil e eficiente como é previsto nas normas de funcionamento. Neste estudo foi utilizada a epidemiologia descritiva, com identificação e análise de variáveis segundo tempo, lugar e pessoa, como histórico vacinal, cidade de origem, tempo de contato com o caso índice, de todos os passageiros e tripulantes que foram abordados do Barco Stênio Araújo II. E assim iniciaram as ações de bloqueio, incluindo o fechamento do portão da Rodoviária, para que os ônibus não saíssem, sem antes que todos os passageiros comprovassem a sua imunização, a equipe até ficou até às 14h realizando as investigações epidemiológicas e as vacinações.

A equipe multidisciplinar conseguiu desenvolver todas as ações de bloqueio, de modo que fosse interrompida a cadeia de transmissão do sarampo. No barco estavam aproximadamente 62 (sessenta e dois) passageiros, 12 (doze) tripulantes, 98,64% foram imunizados. Apenas 01 (um) caso confirmado, representando 1,36% do total de pessoas expostas. Na rodoviária e no barco foram imunizados em torno de 570 (Quinhentas e setenta pessoas) entre eles: passageiros, trabalhadores, familiares e moradores da redondeza. Porto Velho foi declarado livre de surto de Sarampo no dia 16 de setembro de 2018.as ações de Vigilância em Saúde, compartilhadas intra e interinstitucionalmente, foram fundamentais para interromper a cadeia de transmissão da doença. o caso importado foi considerado isolado e em todos os contatos dos casos suspeitos foram realizadas as investigações epidemiológicas e os bloqueios vacinais. A estratégia estabelecida obteve sucesso e o Município demonstrou organização dos serviços de saúde e, também, um legado em investigação e em intervenções oportunas.

Principal

Daniele Silva De Souza

dani_pvh@yahoo.com.br

Coautores

Elizeth Gomes Pinto, Itaci Alves Ferreira Silva Lamel;, Márcia Maria Mororó Alves;, Régia De Lourdes Ferreira Pachêco Martins, Yete De Fátima Baleeiro Brack.

A prática foi aplicada em

Porto Velho

Rondônia

Norte

Instituição

Rua Do Cabo, 2474 Bairro: Costa E Silva Cidade: Porto Velho Cep: 76803-500

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Eliana Pasini

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

26 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Estudo das infecções do trato urinário na população de Queimadas (PB) atendida pelo SUS
Paraíba
Práticas
VIVER BEM É SER SAUDÁVEL: ACOMPANHAMENTO DE PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS
Paraíba
Práticas
Vigilância Epidemiológica: relato de experiência sobre a operacionalização do trabalho no município de Quatis
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação antirrábica animal itinerante – a vigilância ambiental em saúde vai até você!
Rio de Janeiro
Práticas
Estratégia de rodízio para ampliação do acesso da população às vacinas com apresentação multidoses
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto agrotóxicos: Um olhar consciente
Paraíba