Olá,

Visitante

Implementação da Rede de Apoio Aos Pacientes com Infecção Congênita Associada ao Vírus Storch ou Zika no Município de São José de Ribamar – Ma.

ObjetivoRelatar a implementação da rede de apoio para os pacientes portadores da infecção congênita associada aos vírus STORCH ou Zika no Município de São José de Ribamar- MA.MetodologiaTrata-se de um relato de experiência da implementação da rede de apoio aos pacientes portadores de infecção congênita associada aos vírus STORCH ou Zika, realizado no município de São José de Ribamar- MA a partir de janeiro de 2019.

A Infecção associada aos vírus STORCH ou Zika é uma malformação congênita onde o cérebro não se desenvolve de maneira adequada, estando relacionada a fatores genéticos, cromossômicos, exposições ambientais da mãe no período pré-natal ou perinatal. Sabe-se que o período intrauterino é uma fase crítica para o crescimento e desenvolvimento de órgãos e tecidos fetais, onde injúrias sofridas nessa fase interferem nesse processo. Mulheres grávidas, quando infectadas por agentes etiológicos teratogênicos, podem transmiti-los verticalmente. A Síndrome não conta com tratamento, nem cura. Entretanto, para que a criança tenha uma qualidade de vida melhor, é importante que seja acompanhada e estimulada precocemente. A vinculação com a Unidade Básica de Saúde é fundamental para este acompanhamento, ainda que haja necessidade de acompanhamento especializado. O atendimento na Atenção Básica e Atenção Especializada, conjuntamente, faz com que essas crianças e famílias sejam bem assistidas e amparadas.

A implementação da rede apoio, garante a assistência integral à saúde, através de uma equipe multidisciplinar e educação à criança com infecção congênita associada ao vírus STORCH ou Zika, com intersetorialização dos serviços de saúde, educação e assistência social, objetivando assegurar atenção e acolhimento às mulheres em idade fértil, mães e recém-nascidos, por meio da execução imediata de ações organizadas em Eixos de Atenção.

Principal

Willian Vieira Ferreira

A prática foi aplicada em

Maranhão

Nordeste

Instituição

São José de Ribamar

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz, Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

05 fev 2018

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Incidência de Casos de Leishmaniose Tegumentar Americana no Município de Pilões
Paraíba
Práticas
O Combate As Subnotificações Relacionados Aos Agravos a Saúde do Trabalhador Através da Educação Permanente dos Profissionais de Saúde no Município de São João da Barra-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Vigilância Itinerante
Rio de Janeiro
Práticas
A Implantação dos Serviços Especializados no Diagnóstico da Infecção pelo Hiv e a Descentralização do Testagem Rápida do Hiv/Sifilis/Hvb e Hvc no Município de Maricá
Rio de Janeiro
Práticas
Comitê Intersetorial de Combate À Dengue (Cicd) uma Estratégia de Promoção À Saúde de uma Unidade de Saúde de Niterói/Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do Curso em Sexualidade para Professores do Ensino Fundamental Ii
Rio de Janeiro
Práticas
Sinergia da Vigilância em Saúde (Vs) no Processo de Monitoramento da Qualidade da Água para Consumo Humano
Rio de Janeiro
Práticas
Um Modelo de Assistencia Diagnóstica e Tratamento para As Ist/Hiv/Aids e Hepatites Virais em Cta – Centro de Testagem e Aconselhamento 24 Horas – Clínica Periférica
Rio de Janeiro
Práticas
Exercícios Simulados Aprimorando Planos de Contingencia para Desastres
Rio de Janeiro
Práticas
Plano de Contingencia para Desastres Tecnológicos: Estratégia de Construção no Município de Angra dos Reis
Rio de Janeiro