Olá,

Visitante

Implantando A Microrregulação na Atenção Básica de Bastos

Até o ano de 2017 a regulação das ofertas para atenção especializada em Bastos, era centralizada na Central de Agendamento, onde as Unidades Básicas de Saúde (UBS) enviavam os encaminhamentos via malotes para serem agendados, e depois devolvidos as UBS para entrega aos usuários através do ACS. A Central contava com médico regulador e enfermeiro, no entanto eram recorrentes as faltas dos usuários, além da demanda reprimida em algumas especialidades/exames. A PT Nº2436/2017, que estabelece a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, recomenda implementação de processos que aumentem a capacidade clínica das equipes nas UBS, fortaleçam práticas de microrregulação: gestão de filas próprias, comunicação entre UBS e centrais de regulação, com pactuação de fluxos/protocolos e apoio matricial. em Outubro de 2017 foi realizado treinamento com as enfermeiras/escriturários das 6 UBS, para conhecimento do sistema estadual de agendamento da CROSS e inicio da sua descentralização.

Implantar a Microrregulação, utilizando a ferramenta CROSS, com a finalidade de qualificar a fila pelas equipes das UBS, estabelecer comunicação entre as UBS e Central de Regulação, orientar os fluxos e protocolos, acompanhamento das necessidades dos em janeiro de 2018 o setor de Regulação e Auditoria realizou reavaliação dos encaminhamentos com maiores demandas reprimida junto às equipes das UBS. Após o treinamento do sistema CROSS, foram necessários vários encontros com os profissionais das UBS e Central de Regulação, com objetivo de discutir a importância da qualificação da fila de espera de cada território, a partir da lógica que as UBS têm o contato direto com o usuário. A elaboração do plano de ações para descentralização dos encaminhamentos e agendamentos nas UBS se deu através de reuniões de matriciamento com as equipes de regulação, auditoria, gestão e atenção básica.

Desde a implantação da microrregulação os encontros com responsáveis pelo agendamento nas UBS e Central de regulação é rotina, para melhor comunicação e organização dos fluxos estabelecidos. o agendamento é realizado nas UBS no sistema CROSS, com a equipe envolvida para discussão e priorização os casos, evitando a prática do encaminhamento desnecessário, ampliando-a para um processo de compartilhamento e acompanhamento longitudinal de responsabilidade das equipes, refere ser um processo educativo, e que precisa ser envolvida toda a equipe no processo, possibilitando a construção de espaços coletivos pra reflexão e avaliação dos atos.Esta experiência trouxe para as equipes um maior grau de autonomia para resolução dos problemas e gestão das demandas, qualificando a assistência, fortalecendo vínculo e responsabilidade das equipes, para gestão do cuidado em rede a partir da atenção básica, como principal porta de entrada e centro de comunicação e ordenadora das ações e serviços disponibilizados.

Principal

Amanda Ramos Berti Guilhen Calvo

auditoria.bastos@gmail.com

Coautores

Juliana Aparecida Mussio, Luiz Carlos Barufatti, Maria Isabel Alegre Viana Da Silva

A prática foi aplicada em

Bastos

São Paulo

Sudeste

Rua Goitacazes, Nº 1.115 – Cep: 17.600-350 – Tupã/Sp

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Amanda Ramos Berti Guilhen Calvo

auditoria.bastos@gmail.com

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal
Práticas
Atenção Odontológica na Primeira Infância: Meu Primeiro Dentista
Tocantins
Práticas
Informação em Saúde Preventiva nos Meios de Comunicação
Tocantins
Práticas
Projeto Vida: Humanizar É Preciso
Tocantins
Práticas
Qual Significado de Morar em um Srt e A Importância da Inclusão des tes Moradores com Transtornos Mentais no Mercado de Trabalho: Relato da Experiência Vivenciada em Orindiúva
São Paulo