Olá,

Visitante

Implantação da Rede de Atenção e Prevenção ao Suicídio de Anastácio/Ms: uma Realidade Possível

A REDE está organizada em três pilares: prevenção, atenção e posvenção. Naprevenção organizamos capacitações para profissionais da saúde, daassistência social, educação e segurança pública instrumentalizando-os naidentificação e manejo dos pacientes. Além disso atuamos dentro das escolas,através do PSE, desenvolvendo ações com alunos a partir do 9º ano do ensinofundamental, abordando a temática da saúde mental, suicídio e plano de vidauma vez que esta é a maior demanda de pacientes. Organizamos, também, oEncontro de Saúde Mental que já aconteceram 06 edições e mais doisSeminários sul-mato-grossense de Prevenção do Suicídio.Na atenção, a estrutura dos atendimentos é dívida nas modalidades domiciliar,individual e em grupo, realizado pelos profissionais da psicologia, serviço sociale psiquiatria. Para o atendimento psicológico contamos com uma equipe de 02profissionais que são responsáveis por toda a demanda de pacientes bem comoos familiares e rede social, caso haja necessidade

A Rede de Atenção e Prevenção ao Suicídio de Anastácio-MS (REDE) foidesenvolvida em 2017, haja vista os altos índices de tentativas de suicídio naregião de Aquidauana e Anastácio. Em maio de 2017, após um suicídioconsumado a gestão solicitou que a equipe técnica desenvolvesse um projetoque intervisse nessa demanda. A REDE iniciou com o foco em atuar naprevenção, na atenção e na posvenção dos casos identificados na rede deatenção à saúde e rede intersetorial. Primeiramente foi necessário priorizar aestruturação da equipe de saúde mental que contava com apenas umprofissional de psicologia. Com isso, focando na estruturação do serviço desaúde mental podemos começar a estruturar o que seria a nossa REDE, que temcomo diferencial a estruturação de uma equipe e um fluxograma que passa serreferência para todos os casos identificados e acolhidos. Envolver toda a Rede de atenção à saúde (APS, atenção especializada, urgência e emergência), a redeintersetorial (assistência social, educação, segurança pública entre outros) e acomunidade é a base para que a REDE tenha êxito e consiga alcançar osobjetivos, utilizando-se de todos os campos, principalmente a escola, através doPrograma Saúde na Escola (PSE), desenvolvendo ações com o público de maiordemanda da REDE, os adolescentes.

A REDE tem sido importante para reduzir o número de tentativas de suicídio,pois o atendimento acontece no período de ideação, comprovado pelos dados,que é nossa maior demanda é de pacientes, ratificando o objetivo de ofereceratendimento e reduzir as tentativas de suicídio. Além disso, o fato de vincularmosa REDE com as demais políticas públicas favorece o acesso de pacientes aoserviço. No âmbito da saúde percebemos que houve uma mudança significativano acolhimento, tanto que dos pacientes de 2021, 35% vieram dos ESFs ,indicando a identificação e encaminhamento ao serviço especializado e outros21% dos hospitais o que garante a continuidade do atendimento. Temosalcançado visibilidade com a comunidade por conta das ações e, aos poucos,vamos reduzindo o tabu que envolve o suicídio e as pessoas sentem-se mais àvontade para procurar ajuda. A publicidade com os encontros e seminárioscoloca a população e profissionais de Anastácio em contato com o conhecimentotécnico que possibilita a desmitificação do tema.O trabalho da REDE é resultado de uma gestão que entende a saúde mentalcomo importante e investe recursos próprios para que o serviço aconteça e omaior resultado deste trabalho é a promulgação da lei que a regulamenta.

Principal

Tatiane Marques da Silva

tatianemarques995@gmail.com

A prática foi aplicada em

Anastácio

Mato Grosso do Sul

Centro-Oeste

Instituição

Rua Coronel Ponce, S/N (CEM)

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Tatiane Marques da Silva

Conta vinculada

06 ago 2016

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiencia de Barra do Piraí no suporte as enfermidades cardiovasculares no leito de cuidados prolongados na rede de urgência e emergência do Médio Paraíba.
Rio de Janeiro
Práticas
O trabalho do assistente social no âmbito hospitalar: acolhimento e garantia de direitos.
Rio de Janeiro
Práticas
Indicadores de excelência do HMSJ em doação de órgãos para transplante
Santa Catarina
Práticas
Assistência Domiciliar Aos Pacientes do Serviço de Atenção Especializada em Ist/Aids do Município de Vila Velha-Es
Espírito Santo
Práticas
Experiência Regulação odontológica da Atenção Primária X Especialidades – Ceo
Paraíba
Práticas
Saúde Prisional e Equipe de Saúde: Serviços Multidisciplinares na Cadeia Pública de Itabaiana – Pb
Paraíba
Práticas
Informatização dos Indicadores do Samu: Controle Digital em Tempo Real
Paraíba
Práticas
Implementação da odontologia nas Utis do Hospital Regional Darcy Vargas (Hrdv) da Cidade de Rio Bonito/Rj
Paraíba
Práticas
Modelo de Reabilitação a Saúde no Pós Covid 19 : Superar
Paraíba
Práticas
Uso de Rede Social na Intervenção Fisioterapêutica de Pacientes Neuropediátricos Durante a Pandemia
Paraíba
1 / 41234