Olá,

Visitante

Humanizar para Bem Cuidar: Capacitando Servidores de Santa Luzia para Um Cuidado Digno e Qualificado

Nos dias atuais falar em Humanização tem se tornado um tanto clichê, contudo, muito se fala, porém pouco se pratica. A Política Nacional de Humanização (PNH) existe desde 2003, e talvez enfrente nos últimos anos seus maiores desafios considerando o atual cenário político no nosso país com a redução no financiamento do SUS, o desmonte de programas sociais e de equipes de trabalho, entre outros retrocessos. Neste sentido, disseminar, discutir e praticar a PNH se configura enquanto uma ferramenta de fortalecimento do SUS em seus processos de trabalho e sobretudo em seus dispositivos de cuidado. Assim, humanizar significa desenvolver novas formas de cuidado, não apenas para o usuário, mas também para o colaborador, organizando as formas de trabalho a partir da transversalidade e indissociabilidade.

Considerando a realidade do nosso município, percebemos certa carência em termos de educação continuada no âmbito da saúde, e especialmente no tocante à Politica Nacional de Humanização que visa garantir os princípios básicos do SUS. Pensando nisto, este projeto surgiu para abordar a temática entre os servidores municipais de Santa Luzia/PB, afim de proporcionar aos santaluzienses um cuidado digno e humanizado, sem deixar de assistir o colaborar que inúmera vezes encontra-se fadigado, sobrecarregado e não valorizado. Todavia, a proposta buscou ainda articular e estreitar laços entre a gestão e os trabalhadores, otimizando a comunicação e combatendo as relações de poder.

Transformar práticas de saúde exige esforço contínuo, espacialmente no que se refere a humanização. Etimologicamente falando, é contraditório precisar humanizar pessoas, afinal, já não somos humanos? E por tanto, não deveríamos ser humanizados? Todavia, a humanidade vem passando por inúmeras transformações há milênios, e essa evolução tem nos afastado cada vez mais de características inatas. Considerando este processo, se torna cada vez mais necessário intervenções como estas, para resgatar nossa humanidade, para nos fazer pensar, se auto avaliar, e até mesmo pôr para fora as insatisfações e resolver conflitos. Trata-se de um processo que necessita ser retroalimentado, do contrário tende a morrer rapidamente. Por isso, sugerimos a sistematização de ações Humanizadoras, para que seja possível a manutenção dos resultados obtidos.

Principal

Waléria Frazão Ramos de Araujo

waleria_frazao@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Santa Luzia

Paraíba

Nordeste

Instituição

Rua Antonio Bento

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Waléria Frazão Ramos de Araujo

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro
Práticas
Ideação suicida e tentativas de suicídio: uma análise de casos do SAMU 192 no interior do estado do RJ.
Rio de Janeiro