Olá,

Visitante

Grupo de trabalho Proteja: estratégias de combate à obesidade infantil no município de Alagoinhas – PB

APRESENTAÇÃO
Nos últimos anos têm se observado uma mudança significativa nos hábitos de vida e alimentação de adultos e crianças, impulsionada por fatores sociais, econômicos e culturais. O estilo de vida mais sedentário, o aumento do consumo de alimentos ultraprocessados, além da redução da prática de atividade física, seja pelo uso excessivo de dispositivos eletrônicos ou pela falta de espaços seguros para brincar ao ar livre, têm contribuído para um aumento alarmante nos índices de obesidade infantil. Portanto, é crucial a adoção e implementação de políticas públicas voltadas para promoção de hábitos de vida saudáveis desde a infância. O PROTEJA, Estratégia de Prevenção e Atenção à Obesidade Infantil instituída pela Portaria nº 1.862 de 2021, tem como objetivo deter o avanço da obesidade infantil e contribuir para a promoção da saúde e da nutrição infantil. No município de Alagoinha, localizado no agreste paraibano, desde a adesão ao PROTEJA, no ano de 2022, a gestão municipal da saúde tem implementado estratégias inovadoras para o planejamento e desenvolvimento de ações de prevenção à obesidade infantil, como a criação do Grupo do Trabalho PROTEJA, com articulação intersetorial com secretarias municipais de Educação, Esporte e Assistência Social, e tem como objetivos a busca ativa de crianças acima do peso nos territórios de abrangência das Unidades Básicas de Saúde (UBS), ações de educação em saúde nas escolas e creches e a vigilância alimentar nutricional de crianças de 0 a 10 anos.

OBJETIVOS
Objetivo Geral:
Neste relato, temos como objetivo descrever a experiência de implementação do Grupo de Trabalho PROTEJA para planejamento e desenvolvimento de ações de combate à obesidade infantil no município de Alagoinha/PB.
Objetivos Específicos:
• Apresentar as ações intersetoriais para a promoção da alimentação saudável e incentivo à atividade física para o público infantil e as ações de vigilância do estado alimentar e nutricional das crianças do município;
• Demonstrar o impacto no alcance das metas do PROTEJA através de implementação de Grupo de Trabalho intersetorial.

METODOLOGIA
Diante do cenário epidemiológico de aumento de casos de sobrepeso e obesidade na população, o município de Alagoinha aderiu à estratégia prevenção da obesidade infantil do Ministério da Saúde, o PROTEJA, sendo necessário o alcance das metas estabelecidas para o repasse financeiro de custeio das ações. Para tanto, utilizou-se da metodologia de criação de Grupo de Trabalho (GT) interdisciplinar e intersetorial, visando impactar nos determinantes e condicionantes da saúde de modo abrangente. O GT PROTEJA surge da parceria entre as Secretarias Municipal de Saúde, Educação, Esporte e Assistência Social, representadas por seus coordenadores, com frequência mensal e tendo como plano de trabalho o Diagnóstico Situacional para levantamento epidemiológico da prevalência e os fatores de risco associados à obesidade infantil através dos dados em saúde; o Planejamento Estratégico com o desenvolvimento de um plano de ação intersetorial e abrangente, identificando objetivos específicos, estratégias de intervenção, elencando responsáveis e recursos necessários; o Engajamento Comunitário com a promoção de ações de conscientização e envolvimento da comunidade em atividades educativas e de promoção da saúde no território municipal; e o Monitoramento e Avaliação das ações realizadas através dos indicadores registrados nos Sistemas de Informação em Saúde como o Sistema de Informação da Atenção Básica (SISAB) e o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN).

RESULTADOS:
Após a implementação do GT, realizou-se a apresentação do PROTEJA, seus objetivos e indicadores, com a participação de médicos, enfermeiros, Agentes Comunitários de Saúde (ACSs), nutricionistas, educadores físicos e assistente social, bem como ações nas escolas e creche, com a participação de professores, cuidadores e auxiliares de cozinha escolar. Como desdobramento do plano de ação e do engajamento dos profissionais, foram realizadas atividades de busca ativa com os ACSs para identificação de crianças com peso alterado e palestras nas escolas, abordando o tema da obesidade no planejamento escolar e visando sensibilizar alunos, professores e pais sobre hábitos alimentares saudáveis e atividade física regular. Outra medida foi o acompanhamento do cardápio das escolas e creche, garantindo refeições alinhadas com as recomendações nutricionais. Concomitante às ações do Programa Saúde na Escola foram realizadas avaliações antropométricas, permitindo a vigilância do estado nutricional. Na Assistência Social, foram realizas palestras no Centro de Referência (CRAS), além do acompanhamento qualificado das condicionalidades do Programa Bolsa Família e na área do Esporte criados grupos de atividade física na praça e equipes de futebol com jogos nos campos e quadras nas zonas urbanas e rural, tendo como público alvo crianças e adolescentes. O trabalho intersetorial impactou na saúde populacional e nas metas dos indicadores do PROTEJA, obtendo um resultado acima da média no ano de 2023.

CONCLUSÃO:
O sobrepeso e a obesidade estão relacionados à problemas de saúde a longo prazo, como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e distúrbios metabólicos, gerando altos custos para o sistema de saúde com medicamentos, internações e tratamento de comorbidades, sendo a promoção de hábitos saudáveis uma medida efetiva e de ótimo custo-benefício. O GT surgiu como uma resposta direta a essa questão, buscando abordagens eficazes, intersetoriais e sustentáveis para enfrentamento em nível local, promovendo a conscientização da comunidade sobre os riscos da obesidade e mudanças positivas nos hábitos alimentares e de atividade física entre as crianças participantes das iniciativas promovidas pelo grupo. Apesar do progresso inicial, o combate à obesidade infantil continua a ser um desafio que requer compromisso contínuo e ações coordenadas em várias frentes. O GT PROTEJA representa um passo significativo na luta contra a obesidade infantil no município de Alagoinha, e ao detalhar as estratégias implementadas e os resultados alcançados, esperamos fornecer informações para a replicação em outros territórios, de acordo com as variadas realidades e necessidades, buscando assim contribuir com a saúde infantil e com a promoção da saúde no Brasil.

A necessidade de implementação das ações relativas à adesão e desenvolvimento da Estratégia PROTEJA para combate à obesidade e alcance das metas, no município de Alagoinha/PB.

O desenvolvimento do Grupo de Trabalho PROTEJA proporcinou o desenvolvimento de ações intersetorias com as secretarias de Esducação, Esporte e Assistêncis Social, através de práticas alimentares saudáveis e de atividade física no município de Alagoinha, além do alcance das metas do PROTEJA.

Realização de reuniões de planejamento intersetorial, visando extrapolar os muros dos serviços de saúde, e o desenvolvimento de planos de trabalho intersetorial com objetivos, metas e meios de monitoramento estabelecidos a serem revisitados, de modo à adequar as práticas com as realidades de cada território.

Principal

LILIANE BEZERRA TRIBUTINO SIMIÃO

lilianebezerra8827@gmail.com

coordenador APS

Coautores

LILIANE BEZERRA TRIBUTINO SIMIÃO ARTHUR ALEXANDRE DIANA ARAUJO FRANCISCO DEYVIANE DE SOUTO LÍVIA KAROLINE MORAIS MARIA LUCIA DO LIVRAMENTO RAYANE DE ALMEIDA FARIAS VANESSA AMABLES

A prática foi aplicada em

Alagoinha

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Maria da Glória Aquino de Oliveira, 39 - Centro - Alagoinha - PB

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

LILIANE BEZERRA TRIBUTINO SIMIÃO

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

15 abr 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba