Olá,

Visitante

Gente Fina

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Auxiliar os indivíduos com sobrepeso e obesidade a reduzir sua massa corporal gradativamente, prevenir ou controlar as comorbidades, promover a autonomia de escolha, o senso crítico e a corresponsabilização através de orientação nutricional, incentivo aos hábitos de vida saudáveis, troca de saberes e apoio psicológico visando à promoção da saúdeDINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: Os pacientes foram encaminhados pelas Agentes Comunitários de Saúde (ACS) da respectiva Estratégia de Saúde da Família (ESF) para avaliação e acompanhamento nutricional com a nutricionista responsável por atendimentos na Secretaria Municipal de Saúde. Após anamnese feita com enfermeira da equipe e/ou com a nutricionista, os interessados foram inscritos no grupo de apoio, que tivera programação estipulada em doze encontros quinzenais. No grupo foram e estão sendo abordadas várias temáticas ligadas ao assunto obesidade, geralmente levantadas pelos próprios participantes, como por exemplo: dietas da moda, mitos, medicamentos, gastroplastia, hábitos culturais, dificuldades em aderir a dietas, ansiedade, depressão, tendo a participação da equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Assistente Social, Psicólogo e Educador Físico), possibilitando este ser um espaço técnico cientifico, mas também para trocas de experiências entre os participantes e equipe. Cada reunião é fomentado um tema e sua frequência é quinzenal, além das reuniões foi implantado um grupo de caminhada para fortalecer o vínculo do grupo e ajudar na diminuição de peso e medidas, essa caminhada é realizada semanalmente sob supervisão do educador físico do Núcleo de Apoio à Saúde da Família, sendo feita anteriormente a reunião e nas semanas que não há reuniões meia hora após a ESF ser aberta. INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: Em cada reunião os dados antropométricos (peso, altura e circunferência abdominal) foram observados, medidos e anotados nas fichas de cada paciente. As fichas são exclusivas para pacientes vinculadas ao grupo e nelas são colocadas informações colhidas na anamnese que vão desde dados pessoais até informações referentes ao início de uma atividade física como possíveis patologias que interfiram na dieta e/ou atividade física. Elas foram elaboradas pela equipe do ESF em conjunto com equipe do NASF, possibilitando uma entrevista mais integral e que auxilie os profissionais envolvidos diretamente com o grupo.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO: O monitoramento dos encontros é feito por meio de um caderno ata, onde são registradas todas as atividades feitas pelo grupo. Além do acompanhamento semanal do Educador Físico e periódico da nutricionista os pacientes recebem visitas domiciliares dos ACS proporcionando um atenção maior e a possibilidade de intervir precocemente em possíveis alterações de saúde desses pacientes.

A obesidade é uma doença caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal em nível que compromete a saúde dos indivíduos, acarretando diversas patologias. O diagnóstico da obesidade é realizado a partir do parâmetro estipulado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) – Índice de Massa Corporal (IMC), obtido a partir da relação entre peso corpóreo (kg) e estatura (m)² dos indivíduos. Através destes parâmetros serão considerados obesos os indivíduos cujo IMC encontra-se no valor igual ou superior a 30 kg/m². A obesidade é um dos fatores de risco mais importantes para as doenças crônicas, sendo compreendida como um agravo de caráter multifatorial verifica-se a importância de criar um grupo de apoio a pessoas com sobrepeso e obesidade utilizando a atenção básica como um espaço privilegiado a fim de realizar essas ações de educação em saúde.

O grupo trouxe diversas contribuições para a vida dos usuários e para a equipe envolvida, ele serviu como um momento importante para a melhoria da qualidade de vida do usuário e possibilitou para equipe um espaço que busca integralidade e prevenção no combate a obesidade e todas as comorbidades envolvidas. Podemos observar pelos resultados obtidos até o momento que o grupo ajudou nos processos psicossociais dessas pessoas, contribuindo para o fazer de uma saúde preventiva e integral que permeie o cotidiano da comunidade.

Principal

Maria Cristina dos Anjos Aragão,Luan Fernando Schwinn Santos, Hérica Rocha Okidoi dos Anjos, Júlio Cezar Alves E Maria Angélica Benetasso

anjosaragao@bol.com.br

A prática foi aplicada em

Bataguassu

Mato Grosso do Sul

Centro-Oeste

Instituição

Av. Pôrto XV, 539-605

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Maria Cristina dos Anjos Aragão,Luan Fernando Schwinn Santos, Hérica Rocha Okidoi dos Anjos, Júlio Cezar Alves e Maria Angélica Benetasso

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Promoção de Saúde dos Caminhoneiros e Caminhoneiras no Ponto de Parada e Descanso do Município do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto Peso Saudável
Tocantins
Práticas
Formação em Diabetes para Profissionais da Educação de Blumenau/Sc
Rio Grande do Sul
Práticas
Oficina com Mulheres: Desenvolvimento de Ações de Cuidado Voltados ao Hiv/ Aids
Rio Grande do Sul
Práticas
Benefícios da Implementação de Assistência Médica 24 Horas em uma Cidade do Interior Paraibano
Paraíba
Práticas
Projeto Resgatando Sorrisos
Paraíba
Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Agenda Jovem Aprendiz
Minas Gerais
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.