Olá,

Visitante

Gente Fina

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Auxiliar os indivíduos com sobrepeso e obesidade a reduzir sua massa corporal gradativamente, prevenir ou controlar as comorbidades, promover a autonomia de escolha, o senso crítico e a corresponsabilização através de orientação nutricional, incentivo aos hábitos de vida saudáveis, troca de saberes e apoio psicológico visando à promoção da saúdeDINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: Os pacientes foram encaminhados pelas Agentes Comunitários de Saúde (ACS) da respectiva Estratégia de Saúde da Família (ESF) para avaliação e acompanhamento nutricional com a nutricionista responsável por atendimentos na Secretaria Municipal de Saúde. Após anamnese feita com enfermeira da equipe e/ou com a nutricionista, os interessados foram inscritos no grupo de apoio, que tivera programação estipulada em doze encontros quinzenais. No grupo foram e estão sendo abordadas várias temáticas ligadas ao assunto obesidade, geralmente levantadas pelos próprios participantes, como por exemplo: dietas da moda, mitos, medicamentos, gastroplastia, hábitos culturais, dificuldades em aderir a dietas, ansiedade, depressão, tendo a participação da equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Assistente Social, Psicólogo e Educador Físico), possibilitando este ser um espaço técnico cientifico, mas também para trocas de experiências entre os participantes e equipe. Cada reunião é fomentado um tema e sua frequência é quinzenal, além das reuniões foi implantado um grupo de caminhada para fortalecer o vínculo do grupo e ajudar na diminuição de peso e medidas, essa caminhada é realizada semanalmente sob supervisão do educador físico do Núcleo de Apoio à Saúde da Família, sendo feita anteriormente a reunião e nas semanas que não há reuniões meia hora após a ESF ser aberta. INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: Em cada reunião os dados antropométricos (peso, altura e circunferência abdominal) foram observados, medidos e anotados nas fichas de cada paciente. As fichas são exclusivas para pacientes vinculadas ao grupo e nelas são colocadas informações colhidas na anamnese que vão desde dados pessoais até informações referentes ao início de uma atividade física como possíveis patologias que interfiram na dieta e/ou atividade física. Elas foram elaboradas pela equipe do ESF em conjunto com equipe do NASF, possibilitando uma entrevista mais integral e que auxilie os profissionais envolvidos diretamente com o grupo.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO: O monitoramento dos encontros é feito por meio de um caderno ata, onde são registradas todas as atividades feitas pelo grupo. Além do acompanhamento semanal do Educador Físico e periódico da nutricionista os pacientes recebem visitas domiciliares dos ACS proporcionando um atenção maior e a possibilidade de intervir precocemente em possíveis alterações de saúde desses pacientes.

A obesidade é uma doença caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal em nível que compromete a saúde dos indivíduos, acarretando diversas patologias. O diagnóstico da obesidade é realizado a partir do parâmetro estipulado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) – Índice de Massa Corporal (IMC), obtido a partir da relação entre peso corpóreo (kg) e estatura (m)² dos indivíduos. Através destes parâmetros serão considerados obesos os indivíduos cujo IMC encontra-se no valor igual ou superior a 30 kg/m². A obesidade é um dos fatores de risco mais importantes para as doenças crônicas, sendo compreendida como um agravo de caráter multifatorial verifica-se a importância de criar um grupo de apoio a pessoas com sobrepeso e obesidade utilizando a atenção básica como um espaço privilegiado a fim de realizar essas ações de educação em saúde.

O grupo trouxe diversas contribuições para a vida dos usuários e para a equipe envolvida, ele serviu como um momento importante para a melhoria da qualidade de vida do usuário e possibilitou para equipe um espaço que busca integralidade e prevenção no combate a obesidade e todas as comorbidades envolvidas. Podemos observar pelos resultados obtidos até o momento que o grupo ajudou nos processos psicossociais dessas pessoas, contribuindo para o fazer de uma saúde preventiva e integral que permeie o cotidiano da comunidade.

Principal

Maria Cristina dos Anjos Aragão,Luan Fernando Schwinn Santos, Hérica Rocha Okidoi dos Anjos, Júlio Cezar Alves E Maria Angélica Benetasso

anjosaragao@bol.com.br

A prática foi aplicada em

Bataguassu

Mato Grosso do Sul

Centro-Oeste

Instituição

Av. Pôrto XV, 539-605

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Maria Cristina dos Anjos Aragão,Luan Fernando Schwinn Santos, Hérica Rocha Okidoi dos Anjos, Júlio Cezar Alves e Maria Angélica Benetasso

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba