Olá,

Visitante

Estratégias da vigilância à saúde na construção da Rede de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta, em Diadema (SP)

Diadema apoia a recomendação da OMS e do MS de amamentar por dois anos ou mais, exclusivamente no peito nos seis primeiros meses. O Plano Municipal de Saúde (2018-2021) estabelece diretrizes para garantir o acesso a serviços de qualidade, implementar a Estratégia Nacional de Promoção do Aleitamento Materno e da Alimentação Complementar Saudável e criar uma cultura de respeito e apoio à amamentação para promover a saúde da mulher trabalhadora e do bebê, trazendo benefícios à sociedade. A área de Vigilância à Saúde divulga as orientações da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Mamadeiras, Bicos e Chupetas (NBCAL), que regulam o mercado de produtos destinados a crianças até 3 anos, e à instalação de salas de apoio à amamentação nos locais de trabalho. Assim, as vigilâncias Sanitária, Epidemiológica e Saúde do Trabalhador contribuem no incentivo, apoio, promoção e proteção à alimentação saudável na infância e a Estratégia Nacional.

Implementar estratégias que visam promover, proteger e apoiar o aleitamento materno no âmbito da Vigilância à Saúde; divulgar e verificar o cumprimento das normas – a NBCAL; apoiar e incentivar à instalação de salas de apoio à amamentação nos locais. Em 2018, o Departamento de Vigilância à Saúde passou a integrar os grupos de trabalho da Secretaria de Saúde, no âmbito da Atenção Básica, cuja tarefa relaciona-se à diretriz de incentivo à amamentação e alimentação saudável (GT Programa Saúde nas Escolas). A Vigilância à Saúde integra o grupo composto pela área de Atenção Básica e Secretaria de Educação. as iniciativas estão direcionadas à saúde das crianças relacionadas à prevenção de doenças e incentivo aleitamento materno (GT Tutoras da Rede Mulher Trabalhadora que Amamenta (MTA) Diadema). As vigilâncias Sanitária e da Saúde do Trabalhador atuam com foco nas ações voltadas ao cumprimento das normas – a NBCAL – e de incentivo à instalação das salas de apoio à amamentação.

Produção do Guia para implantação de salas de apoio encaminhamento de 400 comunicados para as drogarias e supermercados com as orientações sobre NBCAL pactuação de fluxos de atualização da vacinação infantil com a Secretaria de Educação participação na Oficina da Mulher Trabalhadora que Amamenta para formação de tutores revisão dos protocolos de limpeza ambiental e higiene pessoal e estocagem de leite materno pesquisa com empresas para mapear a situação referente às salas de apoio à amamentação nos locais de trabalho inspeções em supermercados e drogarias referente à NBCAL orientações referentes à instalação das salas de Apoio a amamentação em todas inspeções instalação da primeira sala de apoio a amamentação em creche municipal.o Departamento de Vigilância à Saúde estruturou ações integradas de promoção à saúde voltadas ao apoio ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses e da alimentação complementar saudável. Capacitou os técnicos para fiscalização e profissionais de saúde para o monitoramento da comercialização. Almeja-se contribuir para que mudanças significativas se operem no município em relação à diminuição da mortalidade materno-infantil e ao desenvolvimento infantil saudável.

Principal

Andreia De Conto Garbin

andreia.garbin@diadema.sp.gov.br

Coautores

Nancy Yasuda, Deise Araújo, Candida Rosa Alves, Cláudia Dos Reís Lisboa Novaes, Luis Claudio Sartori

A prática foi aplicada em

Diadema

São Paulo

Sudeste

Instituição

Avenida Antônio Piranga, 614 - Centro, Diadema - SP, Brasil

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Luis Claudio Sartori

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

01 maio 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal