Olá,

Visitante

Indicadores de excelência do HMSJ em doação de órgãos para transplante

Atualmente mais de 33.000 pessoas aguardam algum órgão para transplante no Brasil. A disponibilidade de órgãos é insuficiente resultando em 2.300 mortes por ano, dentre elas 100 crianças. Nos casos de ME, 11% dos pacientes sofrem PCR durante o protocolo para diagnóstico de ME, inviabilizando o órgão para transplante. Perde-se 14% dos potenciais doadores também devido contraindicações clínicas para doação, mas a principal causa da não efetivação das doações de órgãos é a recusa familiar que chega a 46%. em 2015 SC possuía 637 pacientes aguardando transplante. O Hospital Municipal São José (HMSJ) era o terceiro hospital em doação de órgãos em SC. Das 54 notificações de ME, 23 se converteram em doação de órgãos (43%). Os demais casos se distribuem em 17 recusa familiar para doação (31%), 5 casos de PCR (9%) e 6 contraindicações para doação (11%). Esse desequilíbrio do baixo número de órgãos disponíveis para transplantes e os 637 pacientes inscritos em lista de espera justificou e motivou esse trabalho.

GERAL: Aumentar a conversão das ME em doação de órgãos no HMSJ. ESPECÍFICOS: • Profissionalizar a CHT do HMSJ • Criar rede de cooperação entre a CHT e os profissionais das Unidades de Pacientes Críticos • Humanizar o acolhimento das famíl o coordenador da CHT do HMSJ participou do Curso Master en Donacion y Trasplante durante o período de fevereiro e março de 2016 no Hospital La Fe de Valencia. Após a conclusão, realizou-se o planejamento para implantação das ações estratégicas. Iniciou-se com o fortalecimento da relação da CHT com os profissionais das unidades de pacientes críticos. Outra ação é o Programa de Garantia de Qualidade que se trata de mensurar e analisar todos os indicadores do hospital relacionado à mortes por lesão neurológica e a terceira estratégia adotada e principal é a humanização do acolhimento da família do potencial doador de órgãos. Essas estratégias foram aplicas a partir de Abril de 2016 pelos 5 enfermeiros da CHT, coordenados pela CET.

Após a aplicação das estratégias do modelo espanhol em doação de órgãos no HMSJ no período de abril/2016 a dezembro/2017, obtivemos melhorias em todos os indicadores. Observamos aumento das doações de órgãos em 20%. A recusa familiar diminuiu 2% devido ao acolhimento humanizado e o índice de PCR diminuiu em 5% com a aplicação de protocolos de manutenção do potencial doador nas unidades de pacientes críticos. Esse protocolo influenciou na diminuição em 7% da contraindicação. E o resultado de tudo isso se resume em mais de 150 pacientes retirados da lista de espera para transplante em SC. Além de vidas salvas, redução de gasto de recursos públicos, pois é menos oneroso transplantar que tratar a insuficiência de um órgão.Pela primeira vez o HMSJ é destaque na mídia como líder em doação de órgãos e isso influencia a população, fazendo novos doadores. Mais de 1.000 profissionais e estudantes da Área da saúde foram capacitados neste período, gerando multiplicadores da causa da doação de órgãos. o HMSJ possui a CHT com maior tempo de atuação em SC. Através da profissionalização e educação em saúde com a população, seguimos rumo a extinguir a fila para transplante de órgãos.

Sem registro

Principal

Ivonei Bittencourt

transplantes.hmsj@gmail.com

Coautores

Aline Rosana Lopes; Daniele de Medeiros; Liliani Gonçalves de Azevedo; Robson Duarte,

A prática foi aplicada em

Joinville

Santa Catarina

Sul

Esta prática está vinculada a

Hospital Municipal São José (HMSJ)

Rua Araranguá, 397 - América, Joinville - SC, 89204-310

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Jean Rodrigues Da Silva

Conta vinculada

saude@joinville.sc.gov.br

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

25 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiencia de Barra do Piraí no suporte as enfermidades cardiovasculares no leito de cuidados prolongados na rede de urgência e emergência do Médio Paraíba.
Rio de Janeiro
Práticas
O trabalho do assistente social no âmbito hospitalar: acolhimento e garantia de direitos.
Rio de Janeiro
Práticas
Assistência Domiciliar Aos Pacientes do Serviço de Atenção Especializada em Ist/Aids do Município de Vila Velha-Es
Espírito Santo
Práticas
Experiência Regulação odontológica da Atenção Primária X Especialidades – Ceo
Paraíba
Práticas
Saúde Prisional e Equipe de Saúde: Serviços Multidisciplinares na Cadeia Pública de Itabaiana – Pb
Paraíba
Práticas
Informatização dos Indicadores do Samu: Controle Digital em Tempo Real
Paraíba
Práticas
Implementação da odontologia nas Utis do Hospital Regional Darcy Vargas (Hrdv) da Cidade de Rio Bonito/Rj
Paraíba
Práticas
Modelo de Reabilitação a Saúde no Pós Covid 19 : Superar
Paraíba
Práticas
Uso de Rede Social na Intervenção Fisioterapêutica de Pacientes Neuropediátricos Durante a Pandemia
Paraíba
Práticas
Implantação da Clínica de Cannabis Sativa, Beija Flor, no Município de Armação dos Búzios, Rj
Maranhão
1 / 41234