Olá,

Visitante

Equipe Complementar em Saúde Mental: a Prática em Saúde Junto Aos Profissionais da Área.

Visando o monitoramento e manejo das condições pós-covid no país, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (Secovid), vem promovendo a articulação de diferentes atores internos e externos na perspectiva de fomentar ações estratégicas, no âmbito da vigilância e da assistência à saúde, fundamentais para o enfrentamento das condições pós-covid no cenário pandêmico atual. Nesse sentido, foi publicada a Resolução SES/MG n° 7303, de 18 de novembro de 2020 que estabelecia e previa a contratação de Equipe Complementar em Saúde Mental para atendimento aos profissionais de saúde da Rede de Atenção à Saúde, da cidade de Sacramento-MG, que tem ofertado assistência aos pacientes com suspeita ou confirmação da COVID-19. Assim, foram desenvolvidas por essa equipe (uma assistente social, uma enfermeira e uma psicóloga), nomeada como Comissão de Recursos Humanos em Saúde, ações participativas e coletivas buscando transformações da saúde e dos determinantes sociais tendo como público-alvo inicialmente junto aos profissionais de saúde que estiveram na “linha de frente” no enfrentamento à pandemia de COVID-19 e posteriormente, o público foi ampliado para ações junto a todos os profissionais de saúde vinculados a Prefeitura Municipal de Sacramento -MG. Enquanto primeira ação da Equipe Complementar em Saúde Mental, considerando o contexto pós pandêmico, inicialmente foi elaborado um formulário que foi aplicado junto aos profissionais de saúde vinculados a Prefeitura Municipal de Saúde, de forma a ser possível visualizar, a partir das perspectivas dos próprios profissionais, quais problemáticas a Equipe trabalharia para enfrentar. Para o preenchimento, os profissionais não precisariam se identificar, e ficava a critério responder no formato online ou físico, e poderiam se recusar a responder o instrumento.As ações foram realizadas em etapas, a saber: fase diagnóstica

O principal problema abordado na prática foi estabelecer e executar ações pela Equipe Complementar em Saúde Mental que fosse possível suprir a necessidade de cuidado ao trabalhador e trabalhadora da área da saúde nesse momento pandêmico e pós pandêmico.

Nossa experiência teve como premissa a importância da escuta junto ao nosso público-alvo, principalmente, daquilo que era importante de ser considerado para a nossa prática, qual a necessidade em saúde dos nossos profissionais. Assim, enquanto recomendação, escute os seus profissionais de saúde, as necessidades, vontades, desafios, motivações, pois a partir disso, nesse contato humanizado e horizontalizado, nós conseguimos desenvolver a nossa prática na Saúde do Trabalhador, especificamente, a do profissional de Saúde.

Principal

Karla Fernanda Pereira

karlaferp@gmail.com

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Sacramento

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Nayara Gabriela Silvério Souza

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Estudo das infecções do trato urinário na população de Queimadas (PB) atendida pelo SUS
Paraíba
Práticas
VIVER BEM É SER SAUDÁVEL: ACOMPANHAMENTO DE PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS
Paraíba
Práticas
Vigilância Epidemiológica: relato de experiência sobre a operacionalização do trabalho no município de Quatis
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação antirrábica animal itinerante – a vigilância ambiental em saúde vai até você!
Rio de Janeiro
Práticas
Estratégia de rodízio para ampliação do acesso da população às vacinas com apresentação multidoses
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto agrotóxicos: Um olhar consciente
Paraíba