Olá,

Visitante

Aliança Contra o Aedes: Combater a Dengue é Um Dever Meu, Seu e de Todos Nós

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Intervir na manutenção da saúde local, buscando uma sensibilização social e física da comunidade escolar e da comunidade civil local sobre a importância da prevenção e combate dos criadouros do mosquito Aedes Aegypti partindo do ambiente escolar para o ambiente comunitário a fim de sensibilizar os alunos e as pessoas da comunidade local sobre a gravidade das doenças e que a sua prevenção depende da ação ambiental consciente de cada cidadão.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: •

O Aedes Aegypti é um mosquito que transmite várias doenças perigosas como, por exemplo,dengue e febre amarela urbana. O Aedes Aegypti também é o transmissor do Zika vírus, que pode causar a microcefalia, e do vírus causador da febre chikungunya. Atualmente, o cenário epidemiológico do Município de Aliança do Tocantins encontra-se com vários casos suspeitos de Dengue, 01 Caso confirmado de Chikungunya, 01 Óbito em Investigação por Chikungunya e 01 Caso confirmado de Microcefalia. Com base neste cenário municipal, buscamos incentivar as crianças da comunidade escolar e comunidade em geral a pensarem e refletirem coletivamente o problema da incidência da Dengue, Zika vírus e Chikungunya na comunidade e para alcançar tal objetivo numa ação conjunta com a Vigilância Epidemiológica, Atenção Básica e NASF ( Núcleo de Apoio da Saúde da Família) elaboramos este projeto de intervenção na saúde da comunidade escolar e local.Sendo assim, precisamos realizar ações de prevenção e educação em saúde, a fim de manter a nossa comunidade ciente do cenário em que o nosso município encontra-se atualmente. A mobilização da sociedade é fundamental para vencer a luta contra o mosquito. É fundamental que as pessoas reforcem as medidas de eliminação dos criadouros de mosquitos nas suas casas e na vizinhança.E sendo a escola concebida como um espaço privilegiado de construção do saber e de disseminação da informação justifica-se a importância da elaboração e implantação desse projeto de intervenção na saúde da comunidade, visando Combater o mosquito Aedes Aegypti, colocando em prática ações coletivas, com vistas as possíveis soluções ou minimização do problema, buscando estabelecer parcerias com a comunidade local e outros órgãos, objetivando a discussão e desenvolvimento de ações que possam ser coletivamente pensadas e implementadas para diminuir os casos de incidência de Dengue, zika vírus e chikungunya na comunidade local, procurando ainda, intervir na manutenção da saúde social e física sensibilizando a comunidade sobre a importância da prevenção e combate dos criadouros.

Conclui-se que para que se possa obter êxito em Projetos deste tipo é importante ter a educação em saúde como uma das principais estratégias para o enfrentamento das doenças vetoriais e infecciosas, particularmente a Dengue, Zika e Chikungunya. Considerando-a como uma estratégia de promoção da saúde que objetiva capacitar as pessoas a cuidarem de sua própria saúde e do ambiente a seu redor, bem como participar de ações coletivas. Para o futuro, esperamos que não só o setor saúde esteja engajado neste objetivo, mesmo sendo este o setor que lidera tecnicamente essas ações, que no entanto devem ser assumidas por toda administração municipal. Através desta experiência podemos observar claramente que estas doenças não podem ser controladas sem a participação da comunidade. A população precisa ser responsável pela sua saúde

Principal

Kattiane Barros da Silva, Suzane Rodrigues de Sousa Cruz, Lucineide Costa Farias, Helena Montelo Campos, Vanessa Matias Aguiar, Ludimila Dias Menezes.

kattiane.barros@gmail.com

A prática foi aplicada em

Aliança do Tocantins

Tocantins

Norte

Instituição

R. David A Rodrigues, 71

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Kattiane Barros da Silva, Suzane Rodrigues de Sousa Cruz, Lucineide Costa Farias, Helena Montelo Campos, Vanessa Matias Aguiar, Ludimila Dias Menezes.

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

05 nov 2022

e atualizada em

13 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Acolhimento e seguimento intersetorial às crianças e adolescentes vítimas de violências
Paraíba
Práticas
Estudo das infecções do trato urinário na população de Queimadas (PB) atendida pelo SUS
Paraíba
Práticas
VIVER BEM É SER SAUDÁVEL: ACOMPANHAMENTO DE PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS
Paraíba
Práticas
Vigilância Epidemiológica: relato de experiência sobre a operacionalização do trabalho no município de Quatis
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação antirrábica animal itinerante – a vigilância ambiental em saúde vai até você!
Rio de Janeiro
Práticas
Estratégia de rodízio para ampliação do acesso da população às vacinas com apresentação multidoses
Rio de Janeiro