Olá,

Visitante

Agenda Jovem Aprendiz

A Agenda Jovem Fiocruz (AJF) é uma plataforma colaborativa constituída por Unidades Técnico-Científicas da Fundação com objetivo de promover a interlocução estratégica entre os campos da Juventude e o da Saúde como áreas de conhecimento e de ação política. Opera na interface do Sistema Único de Saúde (SUS) com a Política Nacional de Juventude desenvolvendo iniciativas nas áreas de Pesquisa

Para o campo da saúde, tradicionalmente, o tema juventude é tratado pelo prisma epidemiológico relacionado a diversas formas de violência

Permitir uma reflexão conceitual e possibiltar ações que tomem por base, dentre outras questões pertinentes, as três premissas a seguir, visando políticas públicas mais adequadas ao público jovem, conforme se pondera nas reflexões finais. Uma primeira premissa é compreender juventude como um conceito socialmenteconstruído e que deve ser situado historicamente. Isso significa que a ideia dejuventude está não apenas encarnada nos sujeitos concretos – os jovens – mastambém nas representações sociais que a palavra evoca. Dito de outra maneira, anoção de juventude é socialmente variável: definir o tempo de sua duração, osconteúdos e significados sociais que a interpelam mudam de sociedade parasociedade e em diferentes tempos históricos. Segunda premissa: a necessidade de diferenciação entre a condição adolescente da condição juvenil.Embora haja contiguidades relevantes entre as duas condições e mesmoconsiderando que juventude em determinadas abordagens demográficas inclui osadolescentes, no desenho metodológico de qualquer ação político-institucional, torna-seimprescindível evidenciar as distinções. Abramo (2005) coloca a questãoanaliticamente, pontuando o reconhecimento de singularidades no interior desta faixada vida. Revelando a confusão semântica que interfere nas práticas e nas políticas, apesquisadora observa que a compreensão hegemônica sobre adolescência entendeesta fase pela ideia de proteção, desenvolvimento e preparação, enquanto na dejuventude prevalece a ideia de autonomia, experimentação e inserção social. Tal fatopode ser observado tanto nos programas governamentais e da sociedade civildestinados aos sujeitos adolescentes e jovens quanto nas legislações específicas quetrata dos dois segmentos: Pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, adolescentesestão situados na faixa entre 12 a 17 anos incompletos

Principal

Luciane Ferrareto

luciane.ferrareto@fiocruz.br

A prática foi aplicada em

MG

Minas Gerais

Sudeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Carlos Henrique Fonseca e Silva Tavares Reto

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Promoção de Saúde dos Caminhoneiros e Caminhoneiras no Ponto de Parada e Descanso do Município do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto Peso Saudável
Tocantins
Práticas
Formação em Diabetes para Profissionais da Educação de Blumenau/Sc
Rio Grande do Sul
Práticas
Oficina com Mulheres: Desenvolvimento de Ações de Cuidado Voltados ao Hiv/ Aids
Rio Grande do Sul
Práticas
Benefícios da Implementação de Assistência Médica 24 Horas em uma Cidade do Interior Paraibano
Paraíba
Práticas
Projeto Resgatando Sorrisos
Paraíba
Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.
Práticas
Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.
São Paulo