Olá,

Visitante

Acolhimento as Puérperas do Município de Inácio Martins no Hospital Referência – Santa Casa de Irati

Este projeto iniciou-se devido á falta de vínculo com a maternidade, levando ao alto índice de mortalidade infantil no Município de Inácio Martins, pois as gestantes realizam o parto na maternidade referência “Santa Casa de Irati”, há 50 km de distância. Após a avaliação de óbitos evitáveis em comitês regional e estadual, viu-se a necessidade de criarmos uma ferramenta para desenvolvermos um elo entre as equipes de APS e Maternidade, surgindo assim o projeto, onde a enfermeira colaboradora do Município, que reside próximo ao hospital referencia passa na maternidade antes de vir trabalhar todas as manhãs e faz o acolhimento humanizado das puérperas ainda no alojamento conjunto.

Acolhimento Humanizado da Puérpera Reduzir a mortalidade infantil Manter zerada a mortalidade materna Criar vínculo entre as usuárias e as equipes Repassar orientações de pós-parto: cuidados com o coto umbilical, cartão SUS, Vacinas, testes da Orelhi É realizada através de visitas de uma profissional Enfermeira a 100% das puérperas do Município de Inácio Martins, internadas no alojamento conjunto da SC Irati, onde são entrevistadas, acolhidas e orientadas de como proceder apos o parto, e repassa as equipes em tempo real através de um grupo de Whatsapp para dar os encaminhamentos necessários. Neste grupo estão inseridos profissionais das ESF´S, do PA Municipal, e da maternidade e da UTI NEo da Santa Casa de Irati, no momento do acolhimento é fornecido um kit contendo: álcool 70%, fraldas, cotonetes, gazes, lenço umedecido e um par de sapatinhos confeccionado pela mãe da colaboradora.

Nossos Resultados são positivos, pois desde o início do projeto nossa mortalidade infantil relacionada á Atenção Básica, teve uma redução de 100%, pois já fazem em torno de 02 anos que não temos morte de crianças após a alta destes Recém-nascidos.Concluímos que é uma experiência exitosa no SUS, pois não temos gastos extras, e os resultados positivos são gritantes, hoje é nossa ferramenta principal de trabalho para encaminhamento e acompanhamento das gestantes na hora do parto, e depois no puerpério para o acompanhamento das equipes.

Principal

Ana Paula Klosovsk

paulinhaklosovski@gmail.com

Coautores

Silvane Do Carmo Gavronski

A prática foi aplicada em

Inácio Martins

Paraná

Sul

Instituição

Rua Santos Thomaz 180 Canisiana

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Edemétrio Benato Junio

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Módulo, Modelagem e Contratualização: uma Alternativa para Organização da Atenção Especializada em Oftalmologia na Região de Araçatuba
São Paulo
Práticas
Apoio Técnico no Sus: Criando Oportunidades para A Consolidação do Coapes
São Paulo
Práticas
Implantação de Farmácias Vivas nas Unidades de Saúde do Município de Campinas-Sp
São Paulo
Práticas
Acolhimento como Ferramenta de Apoio às Tensões Emocionais do Trabalhador da Saúde
São Paulo
Práticas
Reaproveitamento de Recursos Públicos para Os Atendimentos de Demandas Extrajudiciais
São Paulo
Práticas
Nascer com Saúde: Estratégias Exitosas para um Nascer Feliz
São Paulo
Práticas
Melhoria e Inovação na Qualidade das Análises Clínicas
São Paulo
Práticas
Cuidados Paliativos e Luto no Território
São Paulo
Práticas
Acidente de Trabalho Grave Gerado Por Quadro Infeccioso Agudo de Leptospirose Ações Integradas do Departamento de Vigilância em Saúde de Hortolândia na Investigação e Controle
São Paulo