Olá,

Visitante

A Atuação do Conselho Local de Saúde na Gestão da Estratégia de Saúde da Família.

ObjetivoO objetivo dessa experiência é engajar e fortalecer a comunidade e a equipe de saúde, para uma construção conjunta de políticas de saúde pertinentes a comunidade.MetodologiaO conselho local de saúde do ESF VI ocorre mensalmente nas dependências da unidade de saúde. Tem como participantes fixos trabalhadores em saúde e lideranças comunitárias de forma paritária. As pautas das reuniões partem tanto da equipe, quanto da comunidade e referem-se principalmente a construção de fluxos de serviço. Da mesma forma, o conselho é local de educação permanente em saúde e de construção de cidadania, visto que também é utilizado como local de debate prévio às conferências municipais (saúde da mulher, direitos humanos, direitos da pessoa idosa, etc.). A partir da formulação do conselho local, também ocorreu o fortalecimento da associação de bairro, com a eleição de uma nova diretoria (dezembro/2018).

O presente relato tem a finalidade de apresentar a experiência vivenciada da participação do Conselho Local de Saúde na cooperação e gestão da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de Palmeira das Missões – RS. Entende-se que para a utilização eficaz dos recursos da comunidade, é fundamental a participação popular nos espaços decisórios referentes às políticas sociais. Esta participação proporciona o exercício da cidadania e caracteriza-se como estratégia de fortalecimento da rede de saúde municipal, visto que possibilita o reconhecimento das necessidades de saúde do território. Desta forma, os trabalhadores de saúde da equipe tornaram-se mediadores da participação da população na criação de estratégias de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Também, é primordial que os usuários estejam engajados na execução, fiscalização e avaliação das práticas de saúde, além da sua formulação.

O conselho Local de Saúde é a forma pela qual garante-se a participação da comunidade nas decisões, dando voz para exporem os problemas existentes na comunidade, e a partir deles, chegar a um acordo que beneficie a todos, além de contribuir na autonomia dos usuários no seu cuidado, funcionando como um instrumento propulsor de mudanças e transformações na qualidade de vida e saúde da população, permitindo o fomento ao fortalecimento do SUS.

Principal

Michele Hubner

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Palmeira das Missões

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz, Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

22 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
1º Audiência Regional de Saúde de Campo: Regionalizar é Preciso – Exercitando a Participação Social e Vencendo os Vazios Assistenciais.
Paraná
Práticas
Sala de Situação: Um Instrumento Facilitador para Implantação de Gestão Compartilhada em Cidade de Pequeno Porte
Mato Grosso
Práticas
Apoio Institucional Como Dispositivo para o Fortalecimento das Redes de Atenção À Saúde na 13ª Região de Saúde da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão Financeira da Saúde na Prática Municipal
Paraná
Práticas
A Regulação do Acesso no Município de Vitória: o Caminho para a Equidade e Integralidade do Cuidado
Espírito Santo
Práticas
Apoiadores Municipais da Política Nacional de Humanização, Fomentando os Núcleos Técnicos de Humanização nos Distritos Sanitários de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Maceió/Al
Alagoas
Práticas
Implantação do Fluxo de Investigação de Óbito: Integração Entre Atenção Básica e Vigilância Sanitária
Bahia
Práticas
“Relato Experiência da Implantação do Modelo de Gestão Municipal de Casos, Integrando Grupos Prioritários e Condições Crônicas”.
Paraná
Práticas
Educação permanente do Cosems RN e o planejamento regional
Rio Grande do Norte