Olá,

Visitante

A Atuação do Conselho Local de Saúde na Gestão da Estratégia de Saúde da Família.

ObjetivoO objetivo dessa experiência é engajar e fortalecer a comunidade e a equipe de saúde, para uma construção conjunta de políticas de saúde pertinentes a comunidade.MetodologiaO conselho local de saúde do ESF VI ocorre mensalmente nas dependências da unidade de saúde. Tem como participantes fixos trabalhadores em saúde e lideranças comunitárias de forma paritária. As pautas das reuniões partem tanto da equipe, quanto da comunidade e referem-se principalmente a construção de fluxos de serviço. Da mesma forma, o conselho é local de educação permanente em saúde e de construção de cidadania, visto que também é utilizado como local de debate prévio às conferências municipais (saúde da mulher, direitos humanos, direitos da pessoa idosa, etc.). A partir da formulação do conselho local, também ocorreu o fortalecimento da associação de bairro, com a eleição de uma nova diretoria (dezembro/2018).

O presente relato tem a finalidade de apresentar a experiência vivenciada da participação do Conselho Local de Saúde na cooperação e gestão da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de Palmeira das Missões – RS. Entende-se que para a utilização eficaz dos recursos da comunidade, é fundamental a participação popular nos espaços decisórios referentes às políticas sociais. Esta participação proporciona o exercício da cidadania e caracteriza-se como estratégia de fortalecimento da rede de saúde municipal, visto que possibilita o reconhecimento das necessidades de saúde do território. Desta forma, os trabalhadores de saúde da equipe tornaram-se mediadores da participação da população na criação de estratégias de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Também, é primordial que os usuários estejam engajados na execução, fiscalização e avaliação das práticas de saúde, além da sua formulação.

O conselho Local de Saúde é a forma pela qual garante-se a participação da comunidade nas decisões, dando voz para exporem os problemas existentes na comunidade, e a partir deles, chegar a um acordo que beneficie a todos, além de contribuir na autonomia dos usuários no seu cuidado, funcionando como um instrumento propulsor de mudanças e transformações na qualidade de vida e saúde da população, permitindo o fomento ao fortalecimento do SUS.

Principal

Michele Hubner

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Palmeira das Missões

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz, Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

22 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Apoio Matricial da Supervisão do Programa Médico de Família de Niterói: Reorganizando a Aps para Enfrentamento da Pandemia
Rio de Janeiro
Práticas
Programa de Atendimento Aos Pacientes em Isolamento Domiciliar por Covid-19 do Município de Três Rios-Rj: Paid Covid-19
Rio de Janeiro
Práticas
Integração dos Serviços de Saúde para o Enfrentamento da Covid-19 no Município de Quissamã/Rj
Rio de Janeiro
Práticas
O Processo de Planejamento em Saúde em Quissamã
Rio de Janeiro
Práticas
A União de Entes Federados Contribuindo para a Efetividade na Implantação do E-SUS Ad no País
Rio de Janeiro
Práticas
Mapas Inteligentes: Um Avanço para o (Re)Conhecimento dos Territórios das Equipes de Saúde da Família
Práticas
Regulação: o Desafio Presente no Ajuste dos Fluxos e Processos de Trabalho para organização do Sistema de Saúde.
Rio Grande do Sul
Práticas
Construção da Rede Saúde Manauara
Amazonas
Práticas
Organograma Como Dispositivo de Gestão: a Experiência de Mauá
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: a Regulação Como Articuladora da Alta Responsável do Usuário Pós-Covid-19.
Rio de Janeiro