Olá,

Visitante

1º Audiência Regional de Saúde de Campo: Regionalizar é Preciso – Exercitando a Participação Social e Vencendo os Vazios Assistenciais.

ObjetivoO objetivo desta proposta é de inserir a participação social na discussão da Regionalização do SUS, iniciando este processo pelo envolvimento regional do Controle Social com os 25 Conselhos Municipais de Saúde e formação do Conselho Regional de Saúde.MetodologiaNecessidade de ampliar o debate sobre os problemas da região pelo fortalecimento da participação social Parceria CRESEMS, apoiador do COSEMS/PR, Regional de Saúde e Consórcio no alinhamento sobre Regionalização e na organização do evento Convite ao Conselho Estadual de Saúde (CES) para participação no evento Convite aos 25 conselhos municipais de saúde da região, prefeitos, vereadores, prestadores de serviço, promotores do Ministério Público e gestores Encaminhamento do Relatório Final da Audiência aos municípios para debate nas Conferências Municipais para seguir como proposta a Conferência Estadual Preparação 2º fase: organização do Conselho Regional de Saúde e do Planejamento Integrado Regional.

A ideia de um movimento regional de fortalecimento da participação social surge da necessidade da região de colocar o controle social nos debates e não dialogar apenas com os gestores e profissionais de saúde e seria também, uma forma de institucionalizar alguns avanços do trabalho de quase uma década de muitas mãos. Assim nasce a proposta de uma Conferência Regional de Saúde que passou a se chamar Audiência Regional neste primeiro movimento. No dia 22 de fevereiro de 2019 foi realizado a 1ª AUDIÊNCIA REGIONAL DE SAÚDE na 11º Região de Saúde de Campo Mourão. O evento contou com 200 participantes e foi realizado na Faculdade Integrado. O evento de iniciativa do 11º Conselho Regional de Secretários Municipais de Saúde (11º CRESEMS), apoiador do COSEMS/PR e 11º Regional de Saúde, contou com a presença do grande sanitarista e consultor do CONASEMS, Dr. Marcos Franco com a fala de abertura: REGIONALIZAR É PRECISO – EXERCITANDO A PARTICIPAÇÃO SOCIAL E VENCENDO OS VAZIOS ASSISTENCIAIS.

Nas palavras do Prof. Dr. Marcos Franco, esta Audiência Regional de Saúde é histórica para a região e para o SUS, pois teve como objetivo final colocar a participação social no debate do desenho das redes de atenção do SUS e no fortalecimento da região de saúde. Destaque para a fala dos Conselheiros: “o desenho das Redes deve ser o caminho da dor do outro”. Um dia profundo para o território e a constatação de que não ser ente federativo, não impede o fortalecimento da democracia participativa.

Principal

Lilian Welz

A prática foi aplicada em

Paraná

Sul

Instituição

Campo Mourão

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz , Conasems1

Conta vinculada

emanoel.filho@fiocruz.br

07 jun 2016

e atualizada em

22 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Organização do Processo de Trabalho na Atenção Primária em Saúde Utilizando Ferramentas Analisadoras e Estratégicas.
Maranhão
Práticas
Planejamento Local e Participativo na Estratégia Saúde da Família no Município de Cachoeirinha/Tocantins.
Tocantins
Práticas
Mudança de Dinâmica na Marcação de Consulta em São Luis e Seus Impactos Positivos para a População.
Maranhão
Práticas
Plano Municipal de Saúde de Juazeiro do Norte – Ceará, 2018-2021: uma Construção Participativa.
Ceará
Práticas
Fluxograma para Rede de Urgência e Emergência:
Ceará
Práticas
Modelo de Atenção Às Condições Crônicas em Um Serviço de Referência À Mulher e À Criança de Caxias/Ma: uma Proposta de organização da Atenção Especializada À Saúde.
Maranhão
Práticas
Implantação do Ambulatório de Seguimento do Recém-Nascido de Alto Risco: Um Projeto de Fortalecimento da Rede de Atenção À Saúde da Criança
Alagoas
Práticas
O Apoio Institucional do Cosems-Ba Como Estratégia para o Fortalecimento das Comissões Intergestores Regionais-Cir nas Regiões Norte e Nordeste.
Bahia
Práticas
Atenção À Saúde Materno-Infantil: Um Relato de Implantação de Ambulatório de Atenção ao Risco Gestacional, Puerperal e Infantil no Município de Teotônio Vilela –Al
Alagoas
Práticas
Segurança do Paciente Como Prioridade de Gestão: Implementação do Protocolo de Medicação Segura.
Ceará