Olá,

Visitante

Vacinação Contra a Covid-19, Baixa Oferta de Doses Versus a Alta Procura, e Uso da Tecnologia para Otimizar o Processo de Trabalho e o Alcance Dos Resultados

Categoria não especificada

A pandemia nos trouxe inúmeras situações desafiadoras, no processo de imunização não foi diferente, com o avanço tecnológico e a descoberta em tempo recorde por um imunizante que pudesse reduzir o impacto da pandemia, foi um marco para a ciência e para a saúde mundial, para os serviços municipais de imunização o desafio foi instigante, sendo necessário que em tempo recorde todos os profissionais pudessem ser imunizados e capacitados para imunizar, o registro da imunização para dar transparência e levantar dados epidemiológicos de cobertura, a baixa oferta do imunizante e a alta procura, a dificuldade de organização logística com a aglomeração de pessoas em filas quilométricas para receber a vacina, críticas dos usuários, imprensa, políticos, Fake News e ainda ter que realizar todas as vacinas do calendário de vacinação; diante de todo esse cenário, foi necessário pensar em estratégias que pudessem auxiliar as equipes no processo de organização e otimização do tempo, o calendário curto para receber, estocar e administrar a vacina e ir ao encontro dos grupos prioritários. Todos esses desafios instigaram a Gestão a pensar que a tecnologia poderia encurtar caminhos, ajudar na coleta de dados e otimizar o tempo, sendo que, o objetivo estava em administrar a vacina e orientar os usuários com maior agilidade, reduzir filas, atender os grupos prioritários e reduzir o tempo gasto com a coleta de dados. A Gestão de Saúde levou a ideia da criação de uma plataforma digital e apresentou a proposta da ferramenta ao Comitê Municipal Covid-19 e ao Grupo Técnico da Saúde, a proposta foi muito bem avaliada, em parceria com o setor de Tecnologia da Informação e Marketing do município, surgiu a plataforma VacinaNarandiba, a equipe técnica da sala de vacinas foi imprescindível para a criação das linhas de informações necessárias para o corpo do sistema, o desenvolvido do layout da página e a ampla divulgação do mesmo, pois era imprescindível que a população tivesse adesão ao programa, pois sem essa participação, não conseguiríamos atingir o objetivo da ação, foi então realizada ampla divulgação mediante (live) nas redes sociais e páginas oficiais do governo municipal, divulgação em (aplicativos) e realização de propaganda volante e em meios de radiocomunicação; a adesão foi surpreendente, pois os usuários também queriam ser melhor atendidos, a transparência do sistema possibilitava o usuário consultar sua posição na fila de espera, grupo sendo imunizado, doses disponíveis, e o usuário recebia um torpedo SMS no celular cadastrado com a data, local e horário que receberia sua vacina, posteriormente a eficiência gerou matéria na TV regional, pois passamos a obter o inverso do papel inicial, passaram então a sobrar doses de vacina, e a matéria impulsionou a convocação dos usuários para receberem o imunizante; a ferramenta estava disponível na página da web https://vacinanarandiba.com.br/, com essa proposta tivemos o cadastro antecipado dos usuários, a equipe conseguia se organizar melhor para os atendimentos prioritários, reduzimos filas, otimizamos o tempo de espera e ainda manter os atendimentos das vacinas de rotina em dia.

A gestão juntamente com as equipes técnicas, Vigilância Epidemiológica (V.E), Estratégia e Saúde da Família (ESFs), Agentes Comunitários de Saúde (ACS), trabalharam nos levantamentos dos nós críticos nas primeiras ações de vacinação contra a covid-19, as filas extensas, usuários insatisfeitos, doses que acabavam sem concluir a vacinação de todos que estavam esperando pela dose de esperança, pessoas indo de madrugada garantir seu lugar e receber a vacina, queixa de usuários para rede de Televisão (T.V) , vereadores e apresentação de queixas nas redes sociais e aplicativos, equipe exaurida devido todas essas situações e as condições impostas pela pandemia aos trabalhadores de saúde; esses fatores intrigavam a Gestão de Saúde que pensava em buscar meios que pudessem mitigar todos esses pontos de fragilidade, otimizar o trabalho dos profissionais de saúde na imunização, garantir com que a sala de vacina mantivesse aberta para atender as demandas de vacina do calendário e principalmente que os usuários tivessem a visibilidade de um trabalho transparente, onde o acompanhamento dos usuários pudesse ser realizado por ele mesmo; foi então estrategicamente pensado em uma plataforma digital que pudesse facilitar todo esse processo, a construção da plataforma digital VacinaNarandiba possibilitou o alinhamento de todos esses pensamentos com versatilidade, agilidade e transparência. Todo esse processo foi amplamente discutido no Comitê Municipal de Mobilização contra a covid- 19, com a aprovação unanime dos membros do comitê, a proposta foi levada ao chefe do executivo e então realizado o encontro entre as diversas áreas técnicas envolvendo saúde, tecnologia da informação e marketing para a construção da plataforma, em 08 de julho de 2021 é lançada oficialmente a plataforma digital VacinaNarandiba https://vacinanarandiba.com.br/ e divulgado através da página oficial do Governo de Narandiba, também foi disponibilizado no setor de Desenvolvimento Econômico e no Centro Cultural Municipal, uma equipe com estagiários que auxiliava as pessoas com dificuldades no acesso à internet ou que tinham dificuldades em realizar o cadastro na plataforma; a ferramenta facilitou todo o processo de trabalho, os usuários acessavam a plataforma através do computador, celular ou tablet na comodidade de sua casa, seguia o passo a passo e se cadastrava na plataforma com todas as informações que a equipe de saúde julgou necessária, cada usuário podia a partir de então, passar a ter visibilidade e realizar o acompanhamento em tempo real da sua posição na fila de espera para receber a vacina contra a covid-19, grupo e faixa etária que estava sendo imunizada, grupos de primeira (1º) ou segunda (2º) dose, e ao ser convocado para receber a vacina, recebia através do celular um torpedo SMS com a data, horário e local que iria receber sua dose de esperança, cujos horários estrategicamente pensados de forma que não houvessem mais aglomerações, que as pessoas convocadas teriam a certeza de que seu imune estava garantido, pois a convocação acontecia mediante a disponibilidade de doses que o município recebia da Vigilância Epidemiológica da Divisão Regional de Saúde. O Município de Narandiba ocupou o ranking dos 10 municípios da Divisão Regional de Saúde XI de Presidente Prudente com melhores indicadores de vacinação, ressaltando que a região é formado por 45 municípios.

A busca de parceiros extramuros para auxiliar a propagar as ações de imunização é extremamente importante, e traz resultados positivos para as ações, pois somente as equipes de saúde ter que lidar com todo esse processo sozinha sem parcerias, a suscetibilidade do baixo resultado é grande, por isso realizamos em nosso município as seguintes estratégias: • Realização de parcerias com demais serviços da rede municipal (CRAS, Fundo Social, Conselho Tutelar, Esporte e Turismo); • Realização de parcerias com as empresas privadas e ações de imunização na semana de saúde do trabalhador;. • Realização de divulgação sobre a importância da imunização, seus benefícios a saúde individual e coletiva; • Flexibilidade dos horários de atendimento aos usuários, em horários e dias alternativos, inclusive aos sábados e feriados; • Combate a Fake News ressaltando a importância da imunização, sua eficácia e segurança; • Realização de vacinação em situações festivas de comemoração do âmbito municipal com posto de vacinação volante; • Realização da vacinação nas escolas e em locais de alto fluxo como os jogos de futebol, de modo que os usuários tenham o acesso facilitado aos serviços de imunização; • Realização de propagandas através dos veículos de comunicação como as redes sociais, aplicativos, radiocomunicação, rede de televisão e propagandas volantes com divulgação das campanhas municipais.

Os resultados dos indicadores municipais de vacinação contra a covid-19 foram extremamente positivos, chegando o município a atingir 105,95% do esquema vacinal completo, todo o processo de trabalho desenvolvido ao longo da vacinação da covid-19 serviu também como experiência para realização de estratégias para campanhas de vacinação do calendário de rotina, no entanto, avaliando os resultados dos indicadores de Imunização do portal CONASEMS, é possível observar que o Município de Narandiba ocupa bom indicadores de imunização, mas é preciso melhorar sempre, pois estamos vivendo momentos difíceis, a recusa da população tem sido nosso maior desafio, é necessário resgatar a confiança das pessoas na imunização, pois não podemos retroceder e deixar que doenças já erradicadas possam voltar a acometer a população. Links de acesso: https://vacinaja.sp.gov.br/vacinometro/municipios https://www.vacinanarandiba.com.br/ https://fb.watch/kfH9cPX79y/?mibextid=Nif5oz https://www.facebook.com/GovernodeNarandiba/videos/

Principal

Fernando Cesar de Carvalho

Coautores

Elisabete Cristina Santos de Souza , Robervani Bispo da Cruz , Rita de Cassia Vieira Aragão

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba
Práticas
Humanização na prática do cateterismo vesical de demora na atenção básica.
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Práticas integrativas em um grupo tereapêutico “equilíbrio das emoções”
Paraíba