Olá,

Visitante

Utilização de Painel de Indicadores Estratégicos Como Ferramenta de Gestão da Vigilância em Saúde no Ceará

Neste sentido, a Coordenadoria de Promoção e Proteção a Saúde – COPROM, responsável pelas ações de vigilância em saúde do Ceará, iniciou no ano de 2015 o processo de construção de um painel de indicadores estratégicos, com o principal objetivo de consolidar a rotina de monitoramento e avaliação entre as equipes de vigilância em saúde do Estado, regiões e municípios. Composto por 30 indicadores selecionados através de construção coletiva com as respectivas áreas técnicas, o painel contempla informações acerca da vigilância epidemiológica, vigilância sanitária, vigilância ambiental, informação e análise em saúde, imunizações e controle de vetores. Inicialmente levou-se em consideração as pactuações oficiais, como o Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde – PQAVS e Contrato Organizativo de Ação Pública – COAP, no entanto os indicadores do painel foram selecionados levando em consideração critérios como representatividade, oportunidade e reprodutibilidade nos âmbitos regional e municipal. A periodicidade estabelecida para o monitoramento dos indicadores foi quadrimestral, por entender-se que este intervalo permite uma avaliação da execução de ações desenvolvidas, ao mesmo tempo em que possibilita a intervenção oportuna diante dos problemas identificados. Visando garantir a descentralização e autonomia das equipes no monitoramento e avaliação dos indicadores de sua região ou município, foi elaborado um manual instrutivo claro e didático contendo fichas de qualificação com forma de cálculo e passo a passo, que orientam a retirada de dados dos sistemas de informação em saúde necessários a cada um dos indicadores.

O monitoramento e avaliação de indicadores como parte dos processos de trabalho da vigilância em saúde representa um importante instrumento de análise da execução das ações à luz dos resultados alcançados e do cumprimento de metas, subsidiando assim, a tomada de decisões e planejamento de ações por gestores e profissionais de saúde.

Por fim, conclui-se que o painel de indicadores estratégicos de vigilância em saúde do Ceará representa um marco para o aperfeiçoamento do monitoramento e avaliação de indicadores no Estado. A tendência é que este painel torne-se cada vez mais dinâmico e acessível, utilizando em uma próxima fase a automatização das análises dos indicadores em tempo real com disponibilização desses informações em ambiente virtual de acesso público, promovendo, assim, maior integração da vigilância com áreas prioritárias como atenção básica à saúde.

Principal

Márcio Henrique de Oliveira Garcia

thaisfaco@gmail.com

A prática foi aplicada em

Fortaleza

Ceará

Nordeste

Instituição

Av. Almirante Barroso, 600

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Márcio Henrique de Oliveira Garcia

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro
Práticas
Ideação suicida e tentativas de suicídio: uma análise de casos do SAMU 192 no interior do estado do RJ.
Rio de Janeiro