Olá,

Visitante

Oficina de qualificação do processo de trabalho do ACS em uma UBS: um relato da experiência de campo

O referido trabalho traz um relato de experiência da capacitação mensal do ACS em uma Unidade Básica de Saúde- UBS no município de Juazeiro do Norte- Ce, frente as suas principais dificuldades para assistir as demandas do território. Foi realizado no mês de junho, na reunião semanal com os ACS, na equipe de saúde 66 que conta com seis profissionais desta categoria, um cronograma de encontros para ser trabalhado conforme as principais demandas e fragilidades identificadas no território por eles. Assim cada ACS, elencou duas demandas para serem trabalhadas no processo de educação permanente em saúde, foi utilizada uma matriz TUC, que abordou transcendência, urgência e capacidade de enfrentamento. Utilizando critério de valor de 3 a 1 escore, sendo três de maior valor e um de menor valor para selecionar cinco das principais dificuldade. Os temas escolhidos por prioridade foram: calendário de vacina, critério de visita domiciliar, cuidados ao recém-nascido, sinais de trabalho de parto e preenchimento das fichas do e-SUS. Cada oficina foi elaborada pela enfermeira da UBS, trazendo informações sobre os temas já determinados e ao final das discussões era realizado simulação de práticas tentando aproximar os conteúdos e discussões da realidade, como: preenchimento do cartão de vacinação mediante estudo de caso, organização do planejamento de uma visita domiciliar utilizando três casos reais de pacientes do território, prestação de cuidados ao recém-nascido utilizando um boneco, e preenchimentos das fichas do e-SUS conforme orientações recebidas da secretaria municipal de saúde em treinamentos. No final de cada oficina houve um momento avaliativo no qual cada ACS levantava uma placa contendo regular, bom e ótimo.

A gestão dos serviços de saúde tem um papel importante na organização do processo de trabalho e no desenvolvimento de estratégias que contemple a realidade de cada território. A realização da educação em saúde não é competência exclusiva de uma categoria profissional, devendo ser uma ferramenta multiprofissional. A Educação Permanente é entendida como uma atualização cotidiana das práticas, na construção de relações e processos que emergem do interior das equipes, incluem as práticas interinstitucionais e/ou intersetoriais.

Pensar em um modelo de atenção centrado nos interesses dos usuários, capaz de satisfazer as suas necessidades, se faz por meio do envolvimento de cada profissional no seu trabalho, ressignificando a importância da sua atuação na equipe, sua disponibilidade para escutar, para estabelecer contatos, criar vínculo, utilizando todo o conhecimento que possui para a produção do cuidado e o seu compromisso na comunidade.

Principal

Petrúcya Frazão Lira

petrucyafrazao@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Juazeiro do Norte

Ceará

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Praça Dirceu Figueiredo, s/nº

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Petrúcya Frazão Lira

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

09 maio 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Teste: verificando o recurso de emissão de certificados
Todos os Estados (Sudeste)
Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro