Olá,

Visitante

União Entre Setor de Imunização e Ação Social no Fortalecimento Vacinal Contra a Covid-19 em Crianças Entre 6 Meses e 11 Anos

Categoria não especificada

O presente projeto TRAZ A APRESENTAÇÃO E CONTEXTUALIZAÇÃO das ações de imunização no município, onde tem seu esquema vacinal ocorrendo de segunda à sexta, nas salas de vacinas do município; um sábado por mês ocorre à ação chamada “Dia D”, em que a vacinação ocorre aos sábados; também ocorre o dia de “Vacina em Ação”, nas comunidades rurais e distrito do município, que ocorre de forma quinzenal ou mensal, área por área, com auxilio dos agentes de saúde da zona e da equipe do PSF. Ainda, ação do programa “Casa a casa” em que a vacinação ocorre em idosos acamados ou domiciliados também uma vez ao mês. É solicitado também, com frequência, aos ACS`S a buscativa que é realizada por eles mesmo, retirada do Esus feedback com nome de faltosos que não estão em dia com o esquema vacinal e, após esse levantamento, é fortalecido a pessoa que complete suas vacinas. Com auxilio da secretaria de educação, fortalecemos as ações de imunização com a obrigatoriedade de apresentar declaração de regularidade vacinal no momento em que se realiza a matricula escolar dos alunos em nível fundamental, médio e educação de jovens e adultos (EJA). Outra estratégia está sendo à vacinação em escalas noturnas, que faz parte das ações itinerantes visando ampliar o atendimento ao público. IDENTIFICAÇÃO E PRIORIZAÇÃO DOS PROBLEMAS E DESAFIOS: Ainda existem desafios que podem ser enfrentados para melhorias ao projeto imunização no município, como o fato de haver dez PSF´S e apenas dois deles têm uma sala de vacina; os famosos “fakenews” também é um problema ainda frequente na comunidade, onde ocorre a propagação de informações inverídicas entre a população; manutenção e vigia em equipamentos que vez ou outra provocam a perca de imunizantes, como a câmara fria. Em caso de falta de energia, verificar sempre se a bateria interna realmente está suportando o tempo que a câmara aguentaria. ESTRATÉGIAS DE FORTALECIMENTO DAS AÇÕES DE IMUNIZAÇÃO: Ao tentar uma estratégia vinculada à secretaria de ação social, em que realiza-se atualizações cadastrais do programa “Bolsa Família” de pessoas somente diante da declaração de regularidade vacinal, emitida nas UBS e salas de vacina por enfermeiro e técnicos de enfermagem, utilizou-se uma analise por meio da prataforma DEMAS em que gerou resultados nitidos que após a implantação dessa estrategia Social-Saúde houve evolução no esquema vacinal da COVID- 19 de crianças entre 6 meses e 11 anos e, também em idosos e gestantes, ficando nitido que a vacinação, após a implantação da estratégia documental em que a declaração vacinal é obrigatoria para obter beneficios assistenciais em outros programas, teve um número bem maior ao compara-se ao número dos meses anteriores a estratégia. 6 – CONSIDERAÇÕES FINAIS: Portanto, para que se obtenham cada vez mais êxitos vacinais na população estudada, faz-se necessário como, visto, estratégias que unem mais setores cada uma delegando a existência da outra para que assim, possam-se alcançar cada vez mais números de crianças vacinadas contra a COVID-19 bem como outras vacinas e em outros grupos populacionais.

Ainda existem desafios que podem ser enfrentados para melhorias ao projeto imunização no município, como o fato de haver dez PSF´S e apenas dois deles têm uma sala de vacina; os famosos “fakenews” também é um problema ainda frequente na comunidade, onde ocorre a propagação de informações inverídicas entre a população; manutenção e vigia em equipamentos que vez ou outra provocam a perca de imunizantes, como a câmara fria, em que a temperatura deve estar sempre entre 2 a 8 °C, em caso de falta de energia, verificar sempre se a bateria interna realmente está suportando o tempo que a câmara aguentaria.

Ao tentar uma estratégia vinculada à secretaria de ação social, em que se realizam atualizações cadastrais do programa “Bolsa Família” de pessoas somente diante da declaração de regularidade vacinal, emitida nas UBS e salas de vacina por enfermeiro e técnicos de enfermagem, utilizou-se uma analise por meio da prataforma DEMAS em que gerou os seguintes dados no gráfico em anexo. Após a implantação dessa estrategia Social-Saúde, o gráfico mostra a evolução no esquema vacinal da COVID- 19 de crianças entre 6 meses e 11 anos, mas também de idosos e gestantes, em que fica nitido que a vacinação, após a implantação da estratégia documental em que a declaração vacinal é obrigatoria para obter beneficios assistenciais em outros programas, teve um número bem maior ao compara-se ao número dos meses anteriores a estratégia.

Portanto, para que se obtenham cada vez mais êxitos vacinais na população estudada, faz-se necessário como, visto, estratégias que unem mais setores cada uma delegando a existência da outra para que assim, possam-se alcançar cada vez mais números de crianças vacinadas contra a COVID-19 bem como outras vacinas e em outros grupos populacionais.

Principal

Ana kelly de Sousa Lima

Coautores

Teógenes de Oliveira, Diego Thyciano Cezário dos Santos, Neuma Cavalcanti de Figueiredo

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba