Olá,

Visitante

Terapia Comunitária Integrativa: um relato de experiência no município de Resende (RJ)

A Terapia Comunitária Integrativa é um espaço de acolhimento e de partilha de experiências voltada para a superação dos desafios enfrentados no cotidiano da vida dos participantes. Em virtude da crescente demanda de atendimentos nos serviços de saúde mental a Superintendência de Saúde Mental objetivou ampliar as estratégias de cuidado aos usuários do SUS com o projeto de retomada das rodas de Terapia Comunitária Integrativa.
Nosso objetivo é descrever o processo de implementação e de manutenção das rodas de Terapia Comunitária Integrativa (TCI) no município de Resende-RJ entre os anos de 2018 e 2023.

Realização em 2018 de reuniões com a participação da superintendência de Saúde Mental e de dez terapeutas comunitárias que manifestaram interesse no projeto de reiniciar as rodas de TCI em Resende. Na ocasião, a Superintendência de Saúde Mental de Resende viabilizou a realização de oficinas de atualização ministradas pelo MISC-RJ (Movimento Integrado de Saúde Coletiva do Rio de Janeiro). Após o encerramento das oficinas, formou-se duplas de terapeutas para a atuação no Centro de Atenção Psicossocial infanto-juvenil (CAPSi) e no Posto de Saúde do Manejo, onde funcionava o Ambulatório Ampliado de Saúde Mental. Os participantes para as rodas de TCI eram encaminhados dos CAPS conforme acolhimento em plantão ou pactuação em projeto terapêutico singular. No ano de 2020, em decorrência da Pandemia de Covid-19, houve a suspensão do trabalho devido às recomendações de distanciamento social, O retorno às atividades ocorreu em novembro de 2021 e apenas um dupla das terapeutas comunitárias passou a realizar as rodas em um novo local, no Ambulatório de Saúde Mental até os dias atuais. O trabalho continua sendo divulgado em outros dispositivos, como UPA, Hospital Municipal de Emergência, CAPS e CCI (Centro de Convivência do Idoso) e SME (Secretaria Municipal de Educação) e os participantes da roda são incentivados a convidar outras pessoas para participar.

Retomar a rotina de realização de rodas de TCI apresentou novos desafios à única dupla de terapeutas comunitárias existente na cidade. Ficando centralizada em um único local da cidade, foi preciso muito tempo de investimento na divulgação e muita persistência para os participantes criarem uma rotina de participação. As estratégias de divulgação de cartazes com o calendário de realização das rodas de TCI, a indicação de cuidados oferecidos durante consultas médicas e convite aberto aos resendenses em geral. Tradicionalmente, a Terapia Comunitária Integrativa é desenvolvida em seis etapas: Acolhimento, Escolha de Tema, Contextualização, Problematização e Encerramento. Para um participante de primeira vez é sempre desafiador respeitar as seis etapas. No entanto, de novembro de 2021 até dezembro de 2023 observamos que a assiduidade dos participantes favoreceu o engajamento com o cuidado consigo mesmo, o vínculo entre eles e a participação ativa, e o fortalecimento da rede de apoio. Da mesma maneira, observamos o desejo cada vez melhor de valorizar a escuta dos outros participantes, de trocar saberes, de fortalecer a intenção de não julgamento, nem dar conselhos. Da mesa maneira, a TCI Temática se apresenta como uma alternativa metodológica e observamos que seus recursos favoreceram uma escuta mais atenta para os temas mais subjetivos, tais como Feminilidade, Maternidade e Sentido da Vida.

A cidade de Resende, nos últimos anos, vem se tornando referência de investimentos empresariais. No entanto, com este crescimento, surgem novos desafios socioeconômicos, evidenciados com o aumento da violência, e da procura do serviço de saúde mental. Sua proposta de autocuidado inclui pensar coletivamente em soluções para os problemas que promovem o adoecimento, por isso entendemos que as rodas de TCI devem fazer parte de um plano de ação para a promoção da saúde integral. Mas não só isso. É fundamental implantar o serviço de atendimento das Práticas Integrativas e Complementares (PICs). Neste contexto seria muito interessante se as rodas de TCI pudessem acontecer em vários bairros da cidade, porém não contamos atualmente com a possibilidade de outros terapeutas comunitários para a expansão da proposta em outros territórios.

Principal

Maria da Conceição de Matos Peixoto

matoscapscasa@gmail.com

musicoterapeuta

Coautores

Maria da Conceição de Matos Peixoto, Lauriane Martins Santana

A prática foi aplicada em

Resende

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Santo Antônio, 769 Vila Julieta Resende RJ

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Maria da Conceição de Matos Peixoto

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

20 fev 2024

e atualizada em

20 fev 2024

Fim da Execução

09/02/2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Explorando as possibilidades: atividade aquática no tratamento de TEA no município de Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Inovação do cuidado em saúde mental no município de São José do Sabugi-PB a partir da prática.
Paraíba
Práticas
Em boas mãos: valorização dos profissionais de saúde e os impactos na proatividade em Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Protocolo de passagem de plantão no serviço residencial terapêutico: um relato de experiência
Paraíba
Práticas
Ressignificando vidas através das artes manuais: uma vivência do CAPS I Umbuzeiro-PB
Paraíba
Práticas
Estruturação do cuidado em saúde mental de crianças e adolescentes vítimas de violência
Rio de Janeiro
Práticas
Estruturação da Rede de Cuidado para a Atenção às Crianças e Adolescentes com TEA e suas famílias
Rio de Janeiro