Olá,

Visitante

Saúde mental e economia solidária na perspectiva de promoção e integração socioeconômica

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Promover ações que favoreçam a elevação dos indicadores de qualidade de vida, autonomia pessoal e recuperação da saúde, na junção de ocupação terapêutica e geração de renda, incentivando- os cada vez mais a serem agentes protagonistas na integração/reintegração social. E assim, alcançarmos um dos objetivos do SUS, como está posto na Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, art. 5º, inciso III, que é “a assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e das atividades preventivas. DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOSA oficina terapêutica é realizada todas as terças, quartas e quintas-feiras, com formação de subgrupos selecionados por diferentes habilidades. Utilizamos como material, telas plásticas e retalhos de tecidos adquiridos em parceiras com as malharias da cidade, para a confecção de tapetes que é o foco para o produto final, no intuito de comercializa-los. A renda arrecadada é direcionada 80% para os participantes do projeto, é um incentivo para que se dê continuidade ao trabalho em suas residências, quanto aos 20%, fica reservado para fazer-se novos investimento na oficina terapêutica, este percentual é o suficiente, já que os custos para o projeto são baixíssimos, portanto, autossustentável. A realização do projeto teve início em janeiro de 2017 e a culminância oficial com a Feira Solidária ocorreu no dia 19 de maio de 2017, os objetivos foram alcançados com êxito, vendemos todos os artigos produzidos no dia do evento.

O CAPS (Centro de Atenção psicossocial) de São Domingos do Araguaia (PA), tem atuado na perspectiva de consolidar políticas sociais que tratem da inclusão de pessoas com sofrimento psíquico, destaca-se a importância do tema no atual cenário e sua interface com os princípios da economia solidária para a inserção socioeconômica, promovendo ações de cuidado que venham garantir direitos das pessoas com transtornos mentais.

INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: Para coleta e análise dos dados, tomamos por base o RAAS (Registro das Ações Ambulatoriais e Saúde), utilizando o método quantitativo para medir a frequência dos usuários na participação do grupo terapêutico, ao realizarmos esse comparativo, constatamos que nos quatro primeiros meses que antecederam o projeto, tivemos 216 atendimentos e durante os quatro seguintes meses, período que ocorreu o desenvolvimento do projeto em questão, obtivemos 309 atendimentos, mostrando nos resultado uma evolução de 43,05 % nos atendimento, com o aumento da frequência dos usuários nesse projeto de humanização e cooperação.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO: A avaliação ocorreu durante todo o processo de desenvolvimento desse projeto, analisando a aceitabilidade, a recuperação da saúde e integração social, e partir daí direcionamos a as ações, sempre visando a autonomia dos participantes.

Entendemos que o projeto supracitado constituiu-se como instrumento de transformação e troca de experiências, conseguindo acolher, incentivar e integrar usuários e familiares, oferecendo esse cuidado diferenciado para o convívio social e inovação em um viés de igualdade, melhorando de forma gradativa e significativa a qualidade de vida, superando a fragmentação de vulnerabilidades e assegurando direito a saúde.

Principal

Elenilda Gomes Vieira Alves de Souza, Caliane Pereira Lima, Kaio Felipe Jorge Abadia

elenilda2009@bol.com.br

A prática foi aplicada em

São Domingos do Araguaia

Pará

Norte

Esta prática está vinculada a

Av. Jarbas Passarinho, 2

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Elenilda Gomes Vieira Alves de Souza, Caliane Pereira Lima, Kaio Felipe Jorge Abadia

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

11 jun 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Promoção de Saúde dos Caminhoneiros e Caminhoneiras no Ponto de Parada e Descanso do Município do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto Peso Saudável
Tocantins
Práticas
Formação em Diabetes para Profissionais da Educação de Blumenau/Sc
Rio Grande do Sul
Práticas
Oficina com Mulheres: Desenvolvimento de Ações de Cuidado Voltados ao Hiv/ Aids
Rio Grande do Sul
Práticas
Benefícios da Implementação de Assistência Médica 24 Horas em uma Cidade do Interior Paraibano
Paraíba
Práticas
Projeto Resgatando Sorrisos
Paraíba
Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Agenda Jovem Aprendiz
Minas Gerais
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.