Olá,

Visitante

Saúde e educação de mãos dadas com a comunidade divinolandense

Objetivo Geral Evitar a morbidade por dengue em Divinolândia de Minas Objetivos Específicos: Fornecer informações sobre dengue à população Eliminar possíveis criadouros do vetor da dengue Evitar a incidência da doença na comunidade. Na elaboração projeto de combate a dengue, a equipe buscou inicialmente estabelecer algumas parcerias. Um dos parceiros foi a equipe de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Divinolândia de Minas e Educação desde a programação, execução da proposta até seu término dando apoio técnico à equipe. o projeto foi finalizado com a participação ativa das ESFs, Vigilância em Saúde e Educação. Dentre as ações desenvolvidas destacam-se atividades educativas, apresentações teatrais sobre o tema nas escolas públicas, visita dos agentes de endemias, mutirão de limpeza nas comunidades, blitz educativa, passeata e divulgação casa a casa com alunos da escola local e musica produzida pela professora da Escola Municipal.

A dengue é uma doença infecciosa transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti. Apesar do pouco tempo passado desde o início do ano, Minas Gerais já registrou 66.629 casos prováveis de dengue apenas em 2019.Trata-se de uma necessidade evidenciada a partir do engajamento do serviço prestado e a comunidade no combate à dengue. Não se faz saúde pública sem participação efetiva da população. Sabe- se que o controle da dengue não depende apenas do poder público e que a comunidade tem um papel fundamental nesse combate. A participação popular, juntamente com as ações intersetoriais, Saúde ( PSF e Vigilância em Saúde), Educação, possibilitam a execução do real trabalho da Secretaria de Saúde e um maior êxito no alcance do objetivo maior que é a prevenir a proliferação do mosquito e não deixar que possíveis casos da doença em nosso município.

as metas que se espera alcançar com este projeto em 2019 é a sensibilização e participação da comunidade de forma ativa e contínua como uma compartícipe do mesmo. o apoio das escolas públicas, foi de fundamental importância, primeiro pela ascendência sobre os professores, estudantes e suas famílias, quando da divulgação das ações do projeto. em segundo lugar, porque permitiu que nos currículos da Escola a questão da prevenção contra a dengue ganhasse prioridade, dando liberdade para que o projeto introduzisse atividade permanente de educação ambiental para a saúde em todas as turmas, o que ocorreu com o total apoio dos professores.Um dos trabalho em Equipe Saúde da Família é promover a saúde e autonomia à sua população adscrita. o papel da equipe no combate á Dengue não é só orientar, mas corresponsabilizá-los pela sua saúde e de toda a comunidade. No caso da Dengue, é necessário a realização de um trabalho conjunto entre a equipe de saúde, educação, órgãos públicos, privados e comunidade. Considera-se portanto, que o trabalho da equipe da saúde e educação deve ser contínuo.

Principal

Jucilena Batista Dos Santos Do Carmo

jucilenest12@gmail.com

Coautores

Janete Geralda De Souza Gonçalves

A prática foi aplicada em

Divinolândia de Minas

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Santana, 596 - Centro

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Ivanete Sara Andrade Coelho

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

27 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal