Olá,

Visitante

Samuzinho: Educação em saúde e primeiro socorros na escola para a promoção do SAMU 192.

O SAMU 192, estabelecido em 2003, transformou o atendimento de emergências no Brasil, melhorando significativamente a resposta a eventos traumáticos e emergências clínicas através de uma ligação gratuita para o tridigito 192. Esse avanço resultou na redução do número de óbitos, tempo de internação hospitalar e sequelas por falta de socorro imediato. Entretanto, o sistema enfrenta desafios. O elevado volume de trotes, que não só sobrecarregam o serviço mas também desviam recursos de casos reais, com o aumento dos riscos para a população. Para combater essa questão, surgiu o Projeto SAMUZINHO, uma iniciativa educativa direcionada a crianças do ensino fundamental, objetivando a promoção da educação em saúde e primeiros socorros, além de enfatizar a importância do uso adequado dos serviços de urgência e emergência. Destacando-se por sua abordagem inovadora que une educação e saúde pública, o projeto visa formar cidadãos conscientes desde a infância, contribuindo para a redução dos trotes e fomentando uma cultura de segurança e prevenção. O SAMUZINHO propõe não apenas ensinar sobre primeiros socorros, mas também promover uma mudança significativa na eficiência do atendimento de emergências no Brasil, através da conscientização e educação de jovens estudantes. O programa é um exemplo de como a educação direcionada e o envolvimento comunitário podem melhorar a percepção pública dos serviços de emergência e produzir habilidades para agir de forma responsável e eficaz em emergências.

A principal oportunidade do Projeto SAMUZINHO é conscientizar estudantes do ensino fundamental sobre o uso adequado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), enfatizando a importância deste serviço na resposta a emergências de saúde. Este objetivo abrange o esforço para informar as crianças sobre quando e como o SAMU 192 deve ser acionado, destacando o impacto negativo que os trotes telefônicos têm sobre a capacidade de resposta do serviço a verdadeiras emergências. Ao fazê-lo, o projeto visa promover uma mudança cultural que valorize e respeite os serviços de emergência como recursos preciosos da comunidade. Ao equipar os estudantes com conhecimento e habilidades para responder as situações de emergência, o SAMUZINHO não só contribui para a segurança individual e coletiva, mas também impõe um senso de responsabilidade, busca de conexão entre os Serviços de Emergência e a Comunidade Escolar e ainda, promove a solidariedade e o respeito pela vida.

O Projeto SAMUZINHO inaugurado em agosto de 2023, esteve em diversas escolas dos municípios consorciados treinando maisde mil e quinhentos alunos. Os resultados refletem seus objetivos de educação e conscientização sobre os serviços de emergência e primeiros socorros. Ao educar as crianças sobre a importância crítica e a escassez de recursos dos serviços de emergência. Observamos uma redução inicial na incidência de trotes, esperamos que esta incidência, provocada por falta de consciência sobre as consequências dessas ações, seja drasticamente reduzida. Este resultado não apenas libera os recursos vitais para atendimentos de verdadeira necessidade, como também aumenta a eficiência e a eficácia do SAMU 192 em responder a emergências reais. Outro obtido é a melhoria significativa nas habilidades de primeiros socorros entre os estudantes participantes. Com uma redução dos trotes e um aumento na conscientização sobre a importância e o uso correto dos serviços de emergência, esperamos que o SAMU 192 possa operar com maior eficiência, direcionando seus recursos para quem realmente precisa. Além disso, uma população mais informada e habilidosa em primeiros socorros pode reduzir a carga sobre os serviços de emergência, agindo efetivamente em situações críticas até a chegada dos profissionais. Em última análise, os resultados esperados do Projeto SAMUZINO visam cultivar uma cultura de prevenção, cuidado e respeito pela vida e saúde dentro das comunidades.

O Projeto SAMUZINHO é um programa inovador na conscientização sobre o uso adequado do SAMU 192, na educação de primeiros socorros entre estudantes do ensino fundamental e na promoção de uma cultura de cuidado e prevenção dentro da comunidade. Este programa não apenas atua diretamente na redução dos trotes que sobrecarregam o sistema de atendimento de emergência, mas também semeia os valores de responsabilidade, solidariedade e respeito pela vida. O Projeto SAMUZINHO, através de suas atividades teóricas e práticas, visitas guiadas as unidades de suporte e parcerias com escolas e secretarias municipais de educação, demonstrou ser uma estratégia eficaz para engajar jovens estudantes e a comunidade escolar na valorização dos serviços de emergência e na importância de se ter conhecimentos básicos em primeiros socorros. Os resultados obtidos, embora ainda necessitem de avaliações longitudinais para sua completa verificação, sugerem uma mudança positiva na percepção e na utilização do SAMU 192, com potencial para aumentar a eficiência dos atendimentos de urgência e fortalecer a resiliência comunitária diante de emergências. Além disso, o projeto contribui para o desenvolvimento de cidadãos mais conscientes e preparados.

Principal

Rodrigo Lages Dias

secretariaexecutiva@cismepa.org

Secretário Executivo

Coautores

Rodrigo Lages Dias José Luiz da Silva

A prática foi aplicada em

Volta Redonda

Rio de Janeiro

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Rua Vinte e Dois, n°349, Jardim Vila Rica/ Tiradentes, Volta Redonda/RJ

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Rodrigo Lages Dias

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

01 abr 2024

e atualizada em

01 abr 2024

Início da Execução

01/10/2022

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro
Práticas
Ideação suicida e tentativas de suicídio: uma análise de casos do SAMU 192 no interior do estado do RJ.
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do programa de gestão transparente do tempo resposta no SAMU 192: uma missão desafiadora
Rio de Janeiro
Práticas
Verde, amarelo e vermelho: protocolo de classificação das consultas por grau de prioridade no Centro Especializado de Saúde de Quissamã (RJ)
Rio de Janeiro
Práticas
Indicadores para monitoramento das ações de promoção e atenção a saúde do homem em Petrópolis
Rio de Janeiro