Olá,

Visitante

Repercussões Positivas de Imunização, na Cobertura Vacinal em Crianças de 0 a 4 Anos, do Município de Reriutaba-Ce

Categoria não especificada

As ações de imunização que ocorrem no Município de Reriutaba, são realizadas de forma descentralizada, a aplicação de vacinas ocorre nas 09 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 1 Unidade de Apoio, a Rede de Frio Municipal tem disponível 2 câmaras refrigeradoras que realizam a conservação em temperatura adequada de +2 a +8 °C, é realizado o armazenamento, conservação e distribuição de forma adequada, para as UBS’s, os imunobiológicos são transportados pelos veículos exclusivos de cada UBS, que ocorre de forma regular de acordo com a demanda, a disponibilidade das vacinas ocorre por instâncias (Federal, Estadual, Regional e Municipal), no qual são disponibilizadas para cada Unidade Básica de Saúde de acordo com a solicitação. As salas de vacinas são todas informatizadas com Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC – ESUS), a busca ativa é realizada de diversas formas, de acordo com a população adscrita de cada área no território do Município. Atuam nessa busca os profissionais de saúde vinculados em cada UBS, tais como: Enfermeiros; Técnicos de Enfermagem (VACINADORES); Agente Comunitário de Saúde; AGENTE DE IMUNIZAÇÃO, como também a articulação de profissionais de outros setores. O monitoramento das Coberturas Vacinais é realizado pelos Sistemas de Informação do Ministério da Saúde, tais como, SIPNI WEB, PEC, DATASUS e em planilhas no drive implantadas e implementadas no Município. As ações de capacitação com os profissionais de saúde, acontecem rotineiramente e de acordo com a necessidade de forma pontual seguindo cronogramas do Ministério da Saúde. Existem dificuldades de acesso aos sistemas de informação quando há indisponibilidade de internet ou devido inconsistência operacional.

O cenário com relação a Imunização encontrado no município de Reriutaba no início do ano de 2021, foi que não contava com salas de vacinas ativas em todas as suas 09 Unidades Básicas de Saúde e 1 Unidade de Apoio, o serviço de Imunização somente existia em 02 Unidades para atender a demanda de todo o território, verificava-se que as famílias não conseguiam se deslocar do interior para a sede em tempo hábil, não garantindo assim a proteção necessária as crianças, e consequentemente a baixa cobertura vacinal no ano de 2020 de 42,83%, junto dela a não qualificação profissional, número reduzido de técnicos em enfermagem habilitados ao trabalho em sala de vacina, matéria prima reduzida, acondicionamento e manejo inadequado dos imunobiológicos. O objetivo do município diante desse cenário era de aumentar a taxa de cobertura vacinal em crianças menores de 0 a 4 anos de idade

O projeto “MINHA VIDINHA PROTEGIDA” aborda estratégias de resolutividade significativa no contexto cobertura da vacinal e seu monitoramento, através da peça chave que é o Agente de Vacinação, responsável por toda a estratégia deste projeto, bem como a participação ativa deste na garantia de êxito no esquema vacinal completo de acordo com a faixa etária da criança acompanhada. O projeto utilizou em sua formulação 4 pontos de ação para garantir a quebra de paradigmas que pudessem estar interferindo na adesão correta as campanhas de vacinação no município. Foram eles: Foco no profissional com a criação do agente de vacinação, com capacitação multidisciplinar, perfil definido e caracterização própria; a Flexibilização de horários com a flexibilização do horário de vacina, para abranger contraturno escolar e horário de expediente de trabalho do responsável; a Vacinação extramuros com a criação de pontos de vacinação fora das salas de vacinas registradas e o Fortalecimento da campanha com a criação de canal virtual para esclarecer dúvidas sobre vacinação. Norteados por essa proposta podemos contar também com a colaboração de toda a equipe da atenção primária, gerentes, equipe técnica, agente comunitários de saúde para divulgação e sensibilização do projeto dentro dos territórios. Profissionais qualificados e exclusivos para sala de vacina, com estrutura adequada e monitoramento diário realizado pelo Agente de Vacinação e alcance de metas estabelecidos pela Célula de Atenção Primária e Imunização. Por pensarmos em um profissional exclusivo que garante o monitoramento eficaz, trabalho de conscientização e práticas lúdicas que vai de encontro a realidade das famílias em conjunto aos equipamentos intersetoriais.

Desde a implementação do projeto, sua realização consolidou-se nas 10 salas de vacinas ativas e nas abrangências do seu território, através de vistas domiciliares realizadas pelo Agente de vacinação. A atuação do Agente de Vacinação sem dúvida foi a estratégica básica para o sucesso das práticas, um profissional com atribuições especificas voltadas exclusivamente a Imunização, o trabalho contínuo deste profissional junto à comunidade e a equipe de saúde, proporcionou resultados rápidos e significativos no que diz respeito ao monitoramento de cobertura vacinal, a capacitação ativa dos profissionais das salas de vacina, insumos necessários ao trabalho, vínculo da equipe com as atividades em Imunização. Com a implementação do projeto em menos de um ano, conseguimos o marco histórico e obtivemos destaque a nível nacional no Programa Previne Brasil, aumento da cobertura vacinal na série histórica do município. No ano de 2020 o município detinha a taxa de cobertura vacinal de 42,83% e em 2021 esse número evolui significativamente para 82,52 %. Esse resultado se dá por todo empenho, dedicação, compromisso, responsabilidade de todos os profissionais da Atenção Primária em Saúde (APS), Equipe da Célula de Imunização e com o fortalecimento da atuação do Agente de Vacinação.

Principal

MAYRILLANE MESQUITA DE SOUSA

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Autonomia reprodutiva: empoderamento de mulheres em vulnerabilidade através da inserção do DIU
Paraíba
Práticas
Conselho itinerante:fortalecendo o controle social em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba
Práticas
Controle das arboviroses no município de Brejo do Cruz – PB
Paraíba
Práticas
Adote um sorriso: auto estima e saúde, buscar sorrisos felizes é nossa prioridade.
Paraíba