Olá,

Visitante

Relato do Projeto Capsad em Ação – uma Experiência de Discussão e Prevenção ao Uso Abusivo de Drogas Por Crianças e Adolescentes no Município de Cascavel/Pr

o relato descreve o Projeto CAPSad em Ação realizado pelo CAPSad do Município de Cascavel e financiado pelo FIA Municipal após deliberação do CMDCA executado no ano de 2018. o uso de drogas na infância e adolescência vem crescendo notadamente e incidindo em número desta faixa etária junto à saúde mental com transtornos decorrentes do uso de drogas. Assim, crescem também as demandas inerentes a Atenção Primária, Proteção Básica e educação, relacionadas à temática, as quais apontam a necessidade de orientação de suas equipes sobre identificação, rastreio, manejo e acompanhamento dos casos relacionados ao uso de substâncias psicoativas, bem como o esclarecimento da população das comunidades quanto aos riscos do uso e abuso de drogas. Os resultados possibilitaram a interação saudável de pacientes segregados de comunidades, a discussão sobre prevenção e tratamento entre os serviços da rede, e vislumbrar a necessidade de repensar os processos matriciais com pacientes em uso de drogas.

Proporcionar discussão e fortalecimento de ações para o enfrentamento dos problemas relacionados ao abuso de drogas na infância e juventude, por meio de ações descentralizadas de prevenção e orientação aos serviços da Rede Intersetorial e Atenção Pri o processo seguiu com visitas em serviços da rede intersetorial dos territórios com maior incidência de pacientes atendidos no serviço, sendo a região norte e sul de Cascavel. Foram feitos questionário on-line sobre as demandas apresentadas pelos trabalhadores dos serviços para direcionar os trabalhos. Foram realizados trabalhos em Graffiti nos ambientes escolares, priorizando adolescentes do território. Foram feitas palestras, reuniões e discussões com as equipes de serviços dos territórios, bem como atividades com alunos e famílias das comunidades. Ocorre ainda em 2019, atividade com adolescentes para formação de multiplicadores para a prevenção ao abuso de drogas e a Oficina de Graffiti.

Aplicado R$20.534,60 para contratação de professor de artes, material gráfico e tintas de graffiti sem material tóxico. Articuladas atividades com 48 serviços, entre educação, saúde, assistência social. Grafitada 03 escolas, 01 CMEI, 01 praça de bairro em evento municipal. Feito 11 palestras com famílias dos territórios, 01 para câmara jovem, 01 para grêmios estudantis (450 adolescentes) apoio técnico em 01 escola, 05 encontros com profissionais de CMEIS, Escolas, NRE, UBS e CRAS. Melhoria na articulação dos casos junto aos serviços territoriais. Atualmente as atividades ocorrem com a estrutura disponibilizada pela Secretaria de Saúde Municipal e continuidade com financiamento do FIA Estadual deliberado em projeto aprestado ao CEDCA/PR.Projeto apontou adesão ao tratamento de pacientes graves, por meio da arte interesse pelas atividades por adolescentes que não estão em uso ampliação da análise de que as situações de uso de abuso de SPA são de responsabilidade coletiva da rede intersetorial, em especial no que tange ao tratamento em saúde mental entre os serviços especializados e a Atenção Primária. Necessidade ampliação dos trabalhos relativos ao uso álcool e drogas com as famílias atendidas nos serviços territoriais.

Principal

Caroline Defaveri

caroldefaveri08@gmail.com

Coautores

Anderson Marcos Da Silva, Cristiano De Souza, Fabiana Da Costa Oliveira, Maria Julia Nardi,

A prática foi aplicada em

Cascavel

Paraná

Sul

Instituição

Rua Manoel Ribas, Nº671. Bairro Neva. Cascavel/Pr.

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Rubens Griep

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A Horticultura Como Recurso de Reabilitação Psicossocial dos Pacientes do Capsad de Ponta Grossa
Rio Grande do Sul
Práticas
Vigilância da Febre Amarela: Monotoramento Rápido da Cobertura Vacinal Contra Febre no Município de Rio Claro-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Vigilância das Síndromes Febris Agudas
Práticas
A Redução da Mortalidade Infantil no Município de Guarujá-Sp
São Paulo
Práticas
Promovendo e Fazendo a Saúde do Homem no Território
Tocantins
Práticas
Elaboração Coletiva de Um Guia Prático de Diluição de Medicamento Intravenoso Adulto
Rio de Janeiro
Práticas
Experiências no Enfrentamento da Febre Amarela no Município de Valença em 2018, os Desafios Ante Principais Peculiaridades do Município, Problemas e Desafios da Gestão Local de Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
“Implementação do Programa Seja Bem Vindo – Visita Aberta no Hospital de Pronto Socorro Canoas”
Rio Grande do Sul
Práticas
Ressignificação do processo de adolescer
Minas Gerais