Olá,

Visitante

Regulação e Agendamento da Demanda Reprimida da odontologia pela Unidade de Saúde da Família. Um Desafio Possível.

Para organizar as agendas, diminuir a demanda reprimida e dar acesso universal e com equidade para a população que se encontrava aguardando a marcação de odonto por tanto tempo, foi utilizado as seguintes estratégias:- Avaliação e priorização de contato pelo tempo de espera. – Equidade: Através das demandas trazidas de acordo com a necessidade mais urgente no momento.- O serviço foi dividido e compartilhado com 2 funcionários.- Todos os dias esses funcionários pegaram o livro de demanda reprimida e entraram em contato através de ligação telefônica para perguntar e avaliar com os usuários a necessidade do serviço odontológico. Em caso de ainda haver necessidade, este mesmo usuário era agendado imediatamente, garantido o seu direito do serviço e acesso de saúde bucal.- Ocorreu também parceria com os Agente Comunitários de Saúde para fazer levantamento e pesquisa na área dos usuários que por algum motivo não atendiam ou não tinham mais o contato telefônico anteriormente colocado no livro de espera.Resultados:Com estas estratégias conseguimos resolver esta demanda reprimida em apenas 2 meses, garantindo acesso rápido e resolutivo para os usuários que aguardavam a marcação por quase 2 anos.Hoje já estamos agendando a demanda atual do ano vigente.Conclusão:Após este trabalho avaliamos que o planejamento e comprometimento com o serviço é o diferencial para obter resultados. Na prática de agendamento e regulação é preciso entender que cada nome e cada papel é a representação de um usuário que precisa ter respeitado os seus direitos de acesso, universalidade e equidade.

Por muitos anos a marcação de consulta para odontologia foi realizada através do CEO – Centro de Especialidades Odontológicas. A partir de 2018 foi proposto que estas agendas fossem descentralizadas para as Unidades de Saúde da Família. Na Unidade de Saúde da Família do Centro houve muita resistência em assumir esta agenda, pois nela existia demanda reprimida desde de março/2016 ou seja, 2 anos de demanda parada. Depois de muitos encontros com a gestão, muitas conversas e propostas a equipe técnica responsável pela Regulação e Agendamento na Unidade absorveu esta demanda com cerca de 1000 usuários em fila de espera para marcação. Um grande desafio, sabendo que teria que ter um bom planejamento e organização das ações para resolver o problema.

Principal

Maria Luiza da Silva / Ursula de Souza Francisco / Luana da Silva Lima

luanalima850@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Piraí

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Maria Luiza da Silva / Ursula de Souza Francisco / Luana da Silva Lima

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

04 out 2022

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Controle e monitoramento da qualidade da água consumida pela população município de Rio Branco (AC) oriunda dos sistemas de abastecimento de água
Acre
Práticas
O Enfrentamento Exitoso de uma Epidemia de Dengue na Cidade de Santos
São Paulo
Práticas
Ampliando a Cobertura do Exame Citopatológico – o Municipio de Girau do Ponciano na Luta Contra o Câncer de Colo de Útero
Alagoas
Práticas
O Matriciamento Como Processo de Trabalho do Nasf
Santa Catarina
Práticas
Perfil dos Idosos Vítimas de Violência no Município de Sobral – Ceará.
Ceará
Práticas
“Cuidar de Quem Cuida!”
Mato Grosso do Sul
Práticas
As Ações da Gestão Municipal e Serviços de Saúde no Enfrentamento Á Covid -19
Rio de Janeiro
Práticas
Imunização Contra o Papilomavírus Humano (Hpv), Beneditinos, Março e Abril de 2014: Um Relato de Experiência.
Piauí
Práticas
Protocolo para Solicitação de Consultas e Exames Especializados do Município de Pinhais
Paraná
Práticas
Ampliação do Acesso À Saúde Através do Acolhimento no Munícipio de Pinhais.
Paraná