Olá,

Visitante

Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.

Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS) saúde mental é definida como “um estado de bem-estar no qual um indivíduo percebe suas próprias habilidades, pode lidar com as tensões normais da vida, trabalhar de forma produtiva e é capaz de contribuir com a comunidade”.
Levando em consideração esses fatos, a definição de saúde mental pode ser tida como inatingível na sociedade atual, tendo em vista a realidade dos profissionais de saúde pública no Brasil, pois de acordo com Santos et al 2017 percebe-se que estes trabalhadores são submetidos a extensas cargas horarias de trabalho para atender as necessidades básicas de vida, ausência de estruturação e capacitação, além das cobranças do sistema de saúde que os expõem a demandas intensas, deixando-os vulneráveis a transtornos emocionais e psiquiátricos.

Dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) demostram que em 2022 foram afastados do trabalho cerca de 209.124 mil pessoas devido transtornos metais como depressão, ansiedade e distúrbios emocionais.
Perante a esta problemática a Equipe Multiprofissional (eMulti) notou no dia a dia a necessidade da criação de ações, voltadas a saúde mental dos profissionais que compõem as equipes de Estratégias de Saúde da Família (ESF) do Município de Brejo do Cruz. A primeira ação aconteceu no ano de 2022 em apenas duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), em 2023 percebeu-se uma maior necessidade e a equipe optou por trabalhar a terapia em grupo com todas as UBS no mês de setembro de 2023.

No início da ação pôde-se notar pelas palavras de alguns participantes o esgotamento mental, evidenciadas nas seguintes falas:
“Estava um pouco desmotivado e triste” (Agente comunitário de Saúde- ACS, UBS III).
“As vezes me sentia bem pra baixo, devido ao estresse do dia a dia no trabalho” (ACS, UBS II).
“Psicológico abalado, passando por momentos difíceis, me sentindo triste” (Cirurgiã-dentista, UBS V).
À medida que as atividades eram realizadas os profissionais foram incitados a refletir sobre a temática. Com isso puderam relatar suas frustações no trabalho e como suas relações conflituosas estavam refletindo na execução das suas funções laborais e no pessoal. Em outro momento as Psicólogas apresentaram estratégias para um bom convívio coletivo e de autocuidado, bem como ressaltando a possibilidade da utilização de alguns recursos da PICS como métodos de promoção à saúde mental. Posteriormente as Fisioterapeutas utilizaram de exercícios relaxantes e as PICS, como: Musicoterapia e Meditação. Por fim, os participantes relataram como esse se sentiram após essa ação e suas expectativas, perceptível pelas falas:
“Me senti bem melhor, seria bom que pudesse ter com frequência” (ACS, UBS II).
“Bem melhor e desabafei. Que isso aconteça mais vezes” (Auxiliar de Saúde Bucal, IV).
Nessas atividades foram captados os profissionais que apresentassem a necessidade de uma esculta psicológica para avaliação, visando identificar aqueles com problemas urgentes para o atendimento semanal.

Há, ainda, uma grande necessidade de que mais ações sejam desenvolvidas e colocadas em prática de forma contínua, para que façam parte da realidade desses profissionais.

Principal

Fernanda Ferreira Linhares

fernandaferreira1998@outlook.com

Psicóloga

Coautores

Fernanda Ferreira Linhares (Autora) Ana Beatriz Targino da Silva Amandda Saraiva Maia Luanna Regina Gomes Filgueiras Adelaide Maria de Oliveira Gislane de Almeida Linhares Danyella Ribeiro da Cunha

A prática foi aplicada em

Brejo do Cruz

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua São Vicente de Paula

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Fernanda Ferreira Linhares

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

22 abr 2024

Início da Execução

18/09/2023

Fim da Execução

19/04/2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Projeto Hidrovida: a utilização de terapia aquática como forma de tratamento para idosos com doenças osteomusculares.
Paraíba