Olá,

Visitante

Projeto Master Chefinho

Somos resultados das influências que recebemos. Estas são determinadas por diferentes meios: familiares, sociais, religiosos, psicológicos e educacionais, sendo determinantes para formação dos nossos valores. A vida corrida que enfrentamos diariamente torna a cada dia mais difícil ter tempo para pensarmos em uma alimentação saudável, sendo induzidos ao consumo de alimentos rápidos e congelados, como os famosos FAST FOODs, por serem práticos e pelo marketing que hoje é empregado sobre esses produtos, fazendo com que sejamos induzidos ao seu consumo quase que diário. Com isso o Master Chefinho vem para quebrar tendência da alimentação congelada e não saudável, da qual estamos condicionados ao seu consumo quase que diariamente, além das crianças, que também são influenciadas direta e indiretamente, pois os pais são os determinantes do consumo de tais alimentos, pelos quais os mesmos consomem e introduzem nas dietas de seus filhos.

Objetivo de instruir as crianças da necessidade e dos benefícios da boa alimentação, de forma descontraída, dinâmica e lúdica, demonstrando influências positivas da alimentação saudável, proporcionando melhora para o corpo, a mente e o espírito. Uso de um método simples e eficaz, através de uma horta suspensa com garrafa pets, desenhos para colorir a pirâmide alimentar, cruzadinhas, colagem, brincadeiras do jogo dos sentidos (olfato, paladar, tato, audição e visão) e culinária (cozinha experimental).

as crianças que participaram do Master Chefinho apresentaram diminuição dos níveis de colesterol total e triglicerídeos, mensurados através de exames laboratoriais, além da diminuição do Índice de Massa Corpórea (IMC). Pais relataram melhoria na alimentação dos seus filhos, em relação ao aumento do consumo de frutas e hortaliças.as crianças participantes do projeto Master Chefinho, modificaram positivamente seus hábitos alimentares, apresentando melhorias na qualidade de vida, em relação à sua saúde física, mental e espiritual.

Principal

Renata Silva Cavalcante

sms.diretoria@mairipora.sp.gov.br

Coautores

Daniela Romaro, Viviane M. Baptista,

A prática foi aplicada em

Mairiporã

São Paulo

Sudeste

Instituição

Rua Primeiro De Maio, S/N Jd Odorico Mairiporã

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Grazielle Cristina Dos Santos Bertolini

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A Horticultura Como Recurso de Reabilitação Psicossocial dos Pacientes do Capsad de Ponta Grossa
Rio Grande do Sul
Práticas
Vigilância da Febre Amarela: Monotoramento Rápido da Cobertura Vacinal Contra Febre no Município de Rio Claro-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Vigilância das Síndromes Febris Agudas
Práticas
A Redução da Mortalidade Infantil no Município de Guarujá-Sp
São Paulo
Práticas
Promovendo e Fazendo a Saúde do Homem no Território
Tocantins
Práticas
Elaboração Coletiva de Um Guia Prático de Diluição de Medicamento Intravenoso Adulto
Rio de Janeiro
Práticas
Experiências no Enfrentamento da Febre Amarela no Município de Valença em 2018, os Desafios Ante Principais Peculiaridades do Município, Problemas e Desafios da Gestão Local de Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
“Implementação do Programa Seja Bem Vindo – Visita Aberta no Hospital de Pronto Socorro Canoas”
Rio Grande do Sul
Práticas
Ressignificação do processo de adolescer
Minas Gerais