Olá,

Visitante

Programa de Automonitoramento Glicêmico para Paciente Diabético Insulinodependente

No ano 2002 a Prefeitura Municipal de Taboão da Serra, através da Secretaria Municipal de Saúde – SMS, definiu que todo paciente diagnosticado como insulinodependente devia receber insumos para a realização diária de teste capilar visando o controle glicêmico. Nesta época a entrega do aparelho de glicêmica era centralizada na SMS e as demais entregas realizadas uma vez por mês na Unidade Básica de Saúde – UBS. Por isso havia acúmulo de pedidos e consequente demora na entrega de um KIT (glicosímetro, fitas reagentes e lancetas). Esse processo durou 15 anos, então a partir do ano 2017, uma nova abordagem foi estabelecida. o município resolveu realizar o monitoramento dos pacientes com Diabetes Mellitus – DM insulinodependentes visando aprendizado dos pacientes para o autocuidado, controle glicêmico, mudanças de hábitos, realização de atividade física, uso adequado dos medicamentos e confiança nos serviços de saúde público.

• Criar documento norteador para os pacientes elegíveis ao PROGRAMA DE AUTOCUIDADo GLICÊMICo – PAGLI • Capacitação de todos os profissionais enfermeiros em DM. • Qualificar o atendimento ao paciente com diabetes insulinodependentes. • Fortalecer a Após revisão de literaturas em DM, foi elaborado diretrizes do PAGLI. Também uma PLANILHA DE MONITORAMENTo E ANÁLISE DE DADOS – PMAD, e inserida no sistema de rede on line acessada na UBS. Na PMAD constam dados clínicos e resultados de exames que permite análise da condição clínica dos pacientes. Foi realizado capacitação e treinamento para os enfermeiros e criado instrumento para o paciente marcar os resultados das glicemias capilares durante o dia e uma vez por mês apresentada para o técnico do programa. Foi estruturado um fluxograma para o trabalho das equipes de enfermagem que realizam o monitoramento dos pacientes cadastrados no PAGLI das UBS com foco na qualidade do atendimento através de consulta de enfermagem qualificada.

Foram capacitados 90 enfermeiros, num total de 12 horas aulas em DM, Nutrição e PMAD e a prática em cada UBS para implantação da entrega do KIT, bem como conhecer e trabalhar com a planilha PMAD. Hoje 80 % das UBS acessam a PMAD pela rede on line com 3.248 pacientes cadastrados sendo 389 tipo I que corresponde a 12 %, 2,728 tipo II que corresponde 84 % e 129 gestantes que corresponde 4 % em acompanhamento e monitoramento glicêmico em DM Gestacional – DMG. Cerca de 1.200 ou 40 % dos pacientes já foram instruídos quanto ao uso do instrumento para o paciente marcar os resultados das glicemias capilares realizadas durante o dia. 100 % das UBS recebem mensalmente o total de insumos para entrega aos pacientes inscritos no PAGLI.Os resultados alcançados mostram que a qualificação profissional, o investimento em tecnologias, a adequação dos processos de trabalho e a humanização aumentam a eficácia do tratamento. Nossa meta é o autocuidado. Estudos mostram que o aumento do conhecimento sobre o cuidado com o corpo, mudanças de hábitos, correto uso dos medicamentos e o monitoramento poderá equilibrar a vida do paciente, evitar perda de produtividade, hospitalizações, ansiedades e impacto na vida de suas famílias.

Principal

Luzimar Cosme Ferreira

luzkl007@gmail.com

Coautores

Raquel Zaicaner, Andreia Astolfo Correa, Flávio Torres Duayer, Flavia Peres De Barros, Tamy Gomes Da Silva

A prática foi aplicada em

Taboão da Serra

São Paulo

Sudeste

Instituição

Rua Francisco Da Cruz Melão, 82, Apto 51 F, Pq. Munhoz, São Paulo, Sp 05782-351

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Raquel Zaicaner

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilância e Controle da Febre Amarela na Coordenadoria Regional de Saúde Sul do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
Sucessus 2018: Nossa Equipe É Show! – Valorização do Trabalhador do SUS e das Experiências Inovadoras no Cuidado em Saúde na Região de Vila Prudente/Sapopemba, Município de Sp
São Paulo
Práticas
Experiência de des institucionalização: o Resgate da Cidadania e da Dignidade no Relato de Profissionais e Pacientes
São Paulo
Práticas
Educação Permanente em Saúde Diária como Estratégia de Sustentação na Integração Entre Equipes Técnicas Distintas – Atenção Básica e Vigilâncias
São Paulo
Práticas
Avaliação Interdisciplinar e Diagnóstico Diferencial – Mobilização na Busca de uma Linha de Cuidado Assertiva no Cer de São Bernardo do Campo
São Paulo
Práticas
Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: uma Experiência de Articulação do Trabalho em Rede Intersetorial em um Território de Saúde no Município de Assis/Sp
São Paulo
Práticas
Empoderamento Social em Defesa do SUS no Município de des calvado – Sp
São Paulo
Práticas
A Experiência de Implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (Lgbt) na Região Central do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
des envolvimento da Gestão de Custos no SUS em São José do Rio Preto
São Paulo