Olá,

Visitante

Processo Formativo de Apoio em Saúde Mental no Município de Franco da Rocha – Sp

Para os profissionais da Rede de Atenção Psicossocial – RAPS, foi identificada a necessidade da ampliar o conhecimento sobre o SUS (Princípios e Diretrizes), Políticas de Atenção Básica e Saúde Mental para a qualificar os processos de trabalho direcionados aos usuários com sofrimento psíquico, garantindo a integralidade do cuidado, com transformação das práticas nas relações estabelecidas a partir da AB e nos demais pontos da rede. A CIR de Franco de Rocha desencadeou para os 5 municípios um projeto para profissionais da AB, com o conceito ampliado de saúde, ações de promoção, prevenção e recuperação, interdisciplinar e intersetorial, baseado na integralidade da atenção para revisar as práticas de cuidado, processos de trabalho, relações entre equipe, trabalhadores e usuários e reorganização da RAPS, com produção de saúde voltada para qualidade de vida e cidadania. Cada município teve um percurso formativo, porém neste trabalho será relatada a experiência de Franco da Rocha.

Qualificar os profissionais da atenção básica para redesenho dos fluxos e processos de trabalho no cuidado em saúde mental promoção de ações intersetoriais em rede criação de espaços para discussão das práticas de cuidado em saúde mental na rede de s o processo formativo foi em etapas: Eleição dos temas e ações a serem abordados Apresentação de pressupostos teóricos para as ações em saúde mental Atividades de reconhecimento do território e dispositivos para as práticas de cuidado em saúde mental no município visita ao Complexo Hospitalar do Juquery, marco da Reforma Psiquiátrica, para roda de conversa com atores que vivenciaram o movimento Rodadas de encontros para levantamento de demandas locais na saúde mental do município, discussão de casos, revisão de bibliográfias e construção de ferramentas de Apoio em Saúde Mental Intervenção local em uma UBS para caracterização e discussão de possíveis formas de prática em cuidado nos casos com demanda de saúde mental.

A qualificação dos profissionais da atenção básica para a prática de Apoio em Saúde Mental, a melhora da comunicação entre os serviços de referência em saúde mental a atenção básica, ampliação das ações voltadas a promoção do bem-estar mental da população, redução e qualificação dos encaminhamentos médicos. Estimulou a capacidade de planejamento, o exercício da criatividade, o trabalho em equipe, a boa relação profissional/usuário, a qualidade no desempenho das funções de forma ética e humanizada, objetivando qualificar o cuidado ofertado na RAPS, respeitando a vivência no cotidiano, as individualidades locais e regionais para a mudança do paradigma de cuidado em saúde mental com novos arranjos para tecer a rede de saúde mental.Com o apoio da gestão, pretende-se buscar o aprimoramento das ações de apoio em saúde mental com a qualificação das condutadas na atenção básica, com a criação de espaços para a troca de experiências e análise de situações do cotidiano. Os resultados advindos do processo formativo de Apoio em Saúde Mental ainda são recentes, mas um dos objetivos é realizar sua descrição estatística.

Principal

Joyce Pinheiro Da Silva

joyce.silva@usp.br

Coautores

Silvia Fátima Moura Franzoni De Souza, Emilaine Franciele Gomes Do Nascimento Marinho, Tiago Henrique Cardoso, Nayara Bressa Barbosa Pires, Emerson Fernandes Luis

A prática foi aplicada em

Franco da Rocha

São Paulo

Sudeste

Instituição

Rua Sousa Sepúlveda, 47 – Vila Mirante, Pirituba – São Paulo – Sp Cep: 02955-020

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Lorena Rodrigues De Oliviera

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos