Olá,

Visitante

Praticando Saúde em Diálogo com os Saberes e Culturas dos Teritórios

Partindo de uma proposta fundamentada no pensamento do educador Paulo Freire, buscávamos de forma acolhedora e humanizada, instigar a percepção sobre nossas práticas em/na saúde. Observando nossas ações de forma crítica, com o intuito de nos perceber enquanto cidadãos e buscarmos de alguma forma mudar nossas relações, nas ações na saúde e com as pessoas. Os educandos eram provocados a fim de atuarem no fortalecimento de sua identidade e reconhecimento de sua tradição, o que possibilita na mudança da configuração da paisagem comunitária, com as suas forças ressaltadas e fraquezas trabalhadas em cada uma das culturas dos territórios. Para melhor aproveitamento e respeitando a distância entre as residências dos educandos e valorizando seus esforços, a Secretaria de Saúde ofereceu durante os Encontros o café da manhã e o almoço. Sendo que para as refeições, foram oferecidos os alimentos e, uma das alunas, se voluntariou como cozinheira. Já chegava ao local para o encontro com o almoço preparado. Por sugestão dos alunos, muitos levavam lanches, bolos e biscoitos e compartilhavam com os demais durante os intervalos para o café. Esses momentos foram importantes para melhor integração e conhecimento entre os educandos. Momento interessante foi o aproveitamento, ainda o momento da tarde, para tratar de temas específicos sobre saúde ou apresentar as coordenações em saúde e suas produções, garantindo esclarecimentos de dúvidas e melhor conhecimento de suas práticas realizadas. Com isso foi possibilitada as seguintes participações: Técnico do TI esclarecendo sobre E-SUS e sistemas de informações

A importância do reconhecimento dos territórios para que a partir da Educação Permanente em Saúde e formação continuada das equipes, seja instigado um pensamento crítico sobre as práticas cotidianas em saúde e a importância na melhoria, qualidade e respeito às vivências em seus territórios.

Este trabalho visou a melhoria na qualidade dos serviços prestados pelas Equipes de Saúde em vistas aos saberes e práticas existentes em seus territórios. Promovendo um diálogo, ressiginificação e reconhecimento dos valores, saberes e práticas realizadas em diferentes contextos social. Contribuindo na melhoria dos serviços em saúde e em relação às práticas cotidianas junto aos munícipes.

Principal

Cléber Andrade da Silva. Cpf: 068.910.947-47Andréa Lopes Órfão. Cpf: 028.607.487-76

saude.natividaderj@gmail.com

A prática foi aplicada em

RJ

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Natividade

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Cléber Andrade da Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Atuação do programa saúde na escola (PSE) no enfrentamento da dengue e outras arboviroses
Paraíba
Práticas
Ampliando leque da rede: fortalecimento dos vínculos entre equipes e escola.
Paraíba
Práticas
Relato de experiência: humanização na atenção ao usuário no pronto atendimento de Pilar (PB))
Paraíba
Práticas
Zoonoses e Vetores na Escola: Informação, Educação e Comunicação em Saúde como ferramenta de mudança.
Rio de Janeiro
Práticas
A Integração Ensino Serviço Comunidade em Volta Redonda/RJ: Em defesa da formação no SUS para o SUS
Rio de Janeiro
Práticas
Acôes de promoção e prevenção a saúde integradas, com outras vigilâncias, equipe multidisciplinar e APS para trabalhadores e trabalhadoras, realizadas no lde trabalho, das empresas privadas parceiras do municipio de João Câmara, RN
Rio Grande do Norte
Práticas
Pode ser lindo aprender no SUS: uma proposta para o acolhimento dos futuros trabalhadores da saúde
Rio de Janeiro
Práticas
Mas eu não consigo doutor – Grupos dialógicos para a APS – Juntos nós podemos
Rio de Janeiro