Olá,

Visitante

Plano Municipal de Cobertura Vacinal Vancina a Van da Vacina

Categoria não especificada

O Projeto VANCINA – A VAN DA VACINA, foi criado pela Secretaria de Saúde de Santiago com as seguintes funções: Fortalecer o desenvolvimento de ações em comunicação e educação permanente em saúde qualificando as atividades propostas no Plano de Vacinações Local. E Estabelecer um canal mais efetivo com a comunidade, ofertando apoio e monitoramento às coberturas vacinais de forma regular e sistemática; incluir a Vigilância das doenças imunopreveníveis diretamente à rotina da população com o envolvimento e promoção de parcerias institucionais com empresas e entidades locais visando o fortalecimento das ações de imunização de seus quadros profissionais; Facilitar aceso de trabalhadores urbanos e rurais às vacinas ofertadas; democratizando e flexibilizando horários bem como locais para população buscar imunizantes; entre outros. A VANCINA, trata-se de uma Unidade Volante de Vacinação, equipada em uma viatura do tipo Van/ambulância, adaptada com todos equipamentos necessários à manipulação e conservação dos insumos imunizantes. Acompanham, a enfermeira, uma técnica de enfermagem e motorista.

O grande desafio, no anseio imunológico é garantir que cada cidadão tenha acesso aos imunizantes que são essenciais para manter e evitar surtos de doenças e epidemias. Muitas ações são realizadas para chamar a população para receber vacinas dentro do calendário. E para isso é necessário o envolvimento completo das equipes desde o agente que faz a identificação até o profissional que realiza a vacinação nos locais sanitários de vacinação. E ainda assim não é possível alcançar uma cobertura dita como adequada, causado por problemas já citados relacionados a economia, no que se refere ao trabalhador que não consegue se utilizar da rede de saúde por não ser compatível com seu turno de trabalho ou que os horários são incompatíveis com os dos serviços de saúde que realizam programas em terceiro turno. E outro ponto extremamente importante é territorialidade, que pode trazer problemas de locomoção do interior a área urbana para receber o imunizante no calendário.

A vigilância das coberturas vacinais é fundamental para acompanhar o nível de acesso da população ao imunobiológico e imprescindível para verificar a efetividade da política de imunização desenvolvida. Define-se o objetivo geral do plano executivo por linhas de atuação, com vistas a alcançar os resultados em face à multidimensionalidade do problema e da imagem-objetivo esperada. Programa-se um conjunto de atividades por linhas de atuação, tendo como referências as melhores opções e facilidades de acesso da vacinação à população, procurando aumentar o contingente populacional imunizado. Com o objetivo de levar a vacina para toda essa população que enfrenta dificultadores de acesso às campanhas vacinais em Santiago, foi criada o projeto da VANCINA. Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde a VANCINA (e sua equipe técnica) percorre principalmente regiões em vulnerabilidade social, áreas distantes do núcleo urbano e grupos profissionais. O foco de prioridade, também são pessoas que não receberam até então nenhum imunizante ou que ainda não completaram o esquema vacinal básico. A VANCINA tem como objetivo principal, a priorização de cada Campanha de Vacinação, dispondo os recursos necessários ao atendimento aos usuários SUS, sendo no local de trabalho ou em áreas territoriais de difícil acesso. Funciona não somente em datas pré-definidas, mas também realiza um itinerário periódico, em forma de rodízios Tendo dimensão dos objetivos fixados, os resultados esperados referem-se à melhoria dos indicadores vacinais do Município de Santiago-RS, os quais são direcionados para aumentar as coberturas e homogeneidade da proteção imune da população em geral.

A incorporação dessa estratégia, aliada aos programas tradicionais de assistência ao usuário SUS, fez com que Santiago-RS durante a Pandemia Covid19, se destacasse no cenário da Saúde Estadual Gaúcha, como cidade de médio porte (50mil habitantes) de melhores índices em Busca Ativa de não-vacinados. A VANCINA alcançou milhares de usuários urbanos e rurais, trabalhadores, profissionais liberais e empresários, tanto em empresas, instituições e comunidades mais afastadas, que teriam ficado desprotegidos, mesmo que intencionassem vacinar. Com isso, também se impulsionou a reversão do declínio das coberturas vacinais, especialmente na luta contra a Pandemia nos momentos de discussões ideológicas e de méritos contra a importância da própria Vacina Covid. VANCINA – A VAN DA VACINA foi uma importante Política Pública de Inclusão do cidadão Santiaguense aos seus direitos a saúde… e uma arma poderosa contra a ignorância e as doenças.

Principal

Éldrio Giovani Machado Flores

Coautores

Franco L Silva dos Santos , Anderson Bastos , Tatiane Atarão , Jucimar Almeida

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba
Práticas
Humanização na prática do cateterismo vesical de demora na atenção básica.
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Práticas integrativas em um grupo tereapêutico “equilíbrio das emoções”
Paraíba