Olá,

Visitante

Plano de cuidado para catadores de materiais recicláveis: uma experiência de equidade em saúde

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Diante disso, a equipe de residentes buscou em seu processo de trabalho priorizar o acompanhamento de saúde dos catadores de materiais recicláveis, a fim de garantir o princípio da equidade. Além disso, visando fortalecer um cuidado integral e longitudinal, construiu-se um Plano de Cuidado direcionado para esse público.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS:Realizou-se o mapeamento dos catadores, por meio do auxílio dos Agentes Comunitários de Saúde que identificaram as famílias que desenvolviam atividades de reciclagem. Posteriormente, facilitou-se momentos de rodas de conversa, a fim de promover uma aproximação e construção de vínculos com os catadores.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS:Realizou-se visitas domiciliares, visando a identificação das suas condições de moradia. Em seguida, foi realizado a construção do Plano de Cuidado envolvendo vários sujeitos e setores, buscando a co-gestão de coletivos, a fim de promover uma intervenção ampliada em sua saúde.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO:Durante as visitas, verificou-se que eles não procuram atendimento devido a situações de discriminação vivenciadas. A “invisibilidade pública”, a exaustiva jornada de trabalho, a exposição a diversos fatores de risco, dentro de um contexto de fragilidade das políticas públicas, tornam-os marginalizados no acesso aos seus direitos sociais.

O Sistema Único de Saúde possui como princípios a universalidade, a integralidade e a equidade. Este último visa priorizar as situações que apresentam uma maior necessidade, considerando as singularidades presentes em cada contexto. Durante o processo de inserção da Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade de Fortaleza, identificou-se que o território de abrangência da sua Unidade de Atenção Primária à Saúde de lotação possuía uma forte presença de pessoas que sobreviviam da reciclagem.

O Plano de Cuidado pode ser desenvolvido para diferentes públicos. Recomenda-se sua utilização para o acompanhamento das singularidades e particularidades existentes em cada território.Esta experiência foi um momento rico e de aprendizagem mútua da equipe, possibilitou também visualizar as potencialidades e desafios postos na promoção do cuidado integral. Portanto, evidencia-se a necessidade da ampliação desta ação para um contexto macro político, a fim de fortalecer a equidade em saúde.

Principal

Sâmia Barros Vieira

A prática foi aplicada em

Fortaleza

Ceará

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua do Rosário, 283.

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Sâmia Barros Vieira

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

07 maio 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba